Banca de QUALIFICAÇÃO: JEFERSON SANTANA URSULINO



Uma banca de QUALIFICAÇÃO DE MESTRADO foi cadastrada pelo programa.

DISCENTE: JEFERSON SANTANA URSULINO
DATA: 04/09/2020
HORA: 09:00
LOCAL: Webconferência pelo Google Meet
TÍTULO:

O IMPACTO DA EXPOSIÇÃO CRÔNICA AO MERCÚRIO NO METABOLOMA URINÁRIO HUMANO EM PESCADORES DO COMPLEXO ESTAURINO LAGUNAR MUNDAÚ MANGABA – CELMM (MACEIÓ-AL)


RESUMO:

A metabolômica aplicada em estudos epidemiológicos é uma área emergente para o monitoramento ambiental, pois fornece informações quantitativas sobre a qualidade do meio ambiente e o efeito real causado pela exposição a metais potencialmente tóxicos, aplicando principalmente na busca de indicadores biológicos em ecossistemas. Dentre os metais potencialmente tóxicos, podemos destacar o mercúrio, o qual está associado com neurotoxicidade, nefrotoxicidade e cardiotoxicidade, porém os mecanismos subjacentes permanecem incertos, sendo necessário um melhor entendimento dos impactos causados no metaboloma humano por técnicas analíticas avançadas. Fortes evidências indicam inibições enzimáticas, perturbações no metabolismo energético e antioxidante associado ao estresse oxidativo. O metaboloma é um buquê autêntico dos intermediários biossintéticos e produtos finais dos processos celulares representando o fenótipo, assim indicando o que está acontecendo por meio da resposta biológica as exposições ambientais ou doenças. No presente estudo, os efeitos da exposição crônica do mercúrio em humanos foram investigados através da urina de pescadores, utilizando a abordagem metabolômica baseada em 1H RMN, aplicando a sequência de pulso noesypr1d com pré-saturação do sinal e 256 scans. Foi realizado uma análise exploratória do conjunto de dados pelos modelos PCA e OPLS-DA, complementados pelo teste t não pareado, a fim de revelarem os metabólitos endógenos significativamente alterados. Os resultados de nossas investigações indicam distúrbios relacionados a produção de energia via ciclo de Krebs e beta-oxidação de ácidos graxos, níveis de aminoácidos relacionados a atividade antioxidante e via da creatina. Tais resultados serão importantes na compreensão sobre o mecanismo de ação do mercúrio em humanos.


PALAVRAS-CHAVE:

Metabolômica; 1H RMN; mercúrio; urina.


PÁGINAS: 82
GRANDE ÁREA: Ciências Exatas e da Terra
ÁREA: Química

MEMBROS DA BANCA:
Interno(a) - 2022362 - ANA CATARINA REZENDE LEITE
Externo(a) à Instituição - HEBERTY DI TARSO FERNANDES FACUNDO - NENHUMA
Interno(a) - 1613338 - JOSUE CARINHANHA CALDAS SANTOS
Presidente - 1366289 - THIAGO MENDONCA DE AQUINO
Notícia cadastrada em: 26/08/2020 10:20
SIGAA | NTI - Núcleo de Tecnologia da Informação - (82) 3214-1015 | Copyright © 2006-2022 - UFAL - sig-app-1.srv1inst1 17/08/2022 11:05