Banca de DEFESA: MARIA DE FATIMA CORREIA DA SILVA NETA



Uma banca de DEFESA DE MESTRADO foi cadastrada pelo programa.

DISCENTE: MARIA DE FATIMA CORREIA DA SILVA NETA
DATA: 18/12/2020
HORA: 15:00
LOCAL: Google Meet
TÍTULO:

Título do trabalho: Síntese Caracterização e Aplicações Biotecnológicas de nanopartículas de selênio (SeNPs) e Selênio-Cobre (SeCuNPs)


RESUMO:

Nanopartículas de selênio (SeNPs) têm sido associadas a diversas aplicações terapêuticas, incluindo ação anticancerígena, antioxidante, antibacteriana e antifúngica, anti-inflamatória e antidiabética. Dessa forma, o presente trabalho teve como objetivo sintetizar e caracterizar nanopartículas híbridas contendo selênio e cobre (SeCuNPs) para aplicação biológica, realizando ensaios com células de câncer e macrófagos, para avaliar seu potencial anticâncer e anti-inflamatório, uma vez que tais materiais apresentam excelente atividade frente a diversas patologias. Para tanto, as SeCuNPs foram sintetizadas utilizando os agentes estabilizantes quitosana (QUI) e álcool polivinílico (PVA). As sínteses foram adaptadas de procedimentos já descritos na literatura para a síntese de SeNPs, além disso, o material puro, as SeNPs, também foram sintetizadas para fins comparativos. As características das NPs foram avaliadas pelas técnicas de microscopia eletrônica de transmissão (TEM); espectrometria de raios X por energia dispersiva (EDS); espalhamento dinâmico de luz (DLS); espectroscopia de absorção molecular na região do infravermelho com transformada de Fourier (FTIR); espectroscopia de absorção molecular na região do UV-vis. Foram feitas aplições acerca da capacidade antioxidante, por meio dos métodos de ABTS●+, DPPH, FRAP; fator de proteção solar (FPS) e inibição da tirosinase; e avaliação da toxicidade in vivo, utilizando Drosophila como modelo. Os dados de caracterização confirmaram a formação e identidade dos materiais sintetizados. As SeCuNPs nos dois estabilizantes possuem tamanho inferior às SeNPs, com uma redução de tamanho de 94 e 78 nm para 36 e 35 nm em QUI e PVA, respectivamente. Por meio da técnica de EDS, comprovou-se a presença de Se e Cu nas SeCuNPs, constatando tratar-se de um material híbrido. Os espectros de FTIR, das SeNPs e das SeCuNPs, exibiram perfis característicos dos agentes estabilizantes, comprovando sua presença na superfície das NPs. Os espectros de absorção no UV-vis evidenciaram as bandas de absorção características de tais materiais, com absorção em 260 e 250 nm para as SeNPs estabilizadas em QUI e PVA, respectivamente, e em 240 e 900 nm para as SeCuNPs nos dois estabilizantes. Com relação às aplicações, ambas as NPs apresentaram alta capacidade antioxidante, sendo comparáveis aos padrões Trolox, ácido ascórbico e quercetina. As SeCuNPs apresentaram um FPS maior quando comparadas às SeNPs, entretanto nos ensaios de inibição da tirosinase as SeNPs apresentaram um IC50 mais baixo (4,8 e 10,1 mg L-1, para SeNPs_QUI e SeNPs_PVA, respectivamente). Os ensaios de toxicidade evidenciam que ambas as NPs apresentaram toxicidade em concentrações ≥ 50 mg L-1. Tais resultados, indicaram que as NPs são promissoras para as aplicações propostas neste trabalho.


PALAVRAS-CHAVE:

Nanopartículas, selênio, cobre, quitosana, PVA


PÁGINAS: 85
GRANDE ÁREA: Ciências Exatas e da Terra
ÁREA: Química

MEMBROS DA BANCA:
Interno(a) - 1121343 - ANA MARIA QUEIJEIRO LOPEZ
Externo(a) ao Programa - 1527220 - CAMILA BRAGA DORNELAS
Interno(a) - 1869296 - CINTYA D'ANGELES DO ESPIRITO SANTO BARBOSA
Presidente - 1997465 - DANIELA SANTOS ANUNCIACAO
Externo(a) à Instituição - FRANCISCO ANTÔNIO DA SILVA CUNHA - UFAL
Notícia cadastrada em: 07/12/2020 09:26
SIGAA | NTI - Núcleo de Tecnologia da Informação - (82) 3214-1015 | Copyright © 2006-2022 - UFAL - sig-app-1.srv1inst1 15/08/2022 18:42