Banca de QUALIFICAÇÃO: MARIA CÉLIA TAVARES

Uma banca de QUALIFICAÇÃO de DOUTORADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE : MARIA CÉLIA TAVARES
DATA : 24/02/2021
HORA: 09:00
LOCAL: Google Meet
TÍTULO:

Avaliação da atividade e da inibição da urease: estudos biofísicos de interação e desenvolvimento de metodologias analíticas


PALAVRAS-CHAVES:

urease, inibição, isotiocianato, tioureia, dispositivo em papel, colorimetria.


PÁGINAS: 100
RESUMO:

A urease catalisa a hidrólise da ureia em NH3(g) e CO2(g) e está associada a dois problemas principais: (i) redução da eficiência de fertilizantes, como a ureia, devido a perdas de nitrogênio na agricultura e (ii) colonização do estômago humano pela bactéria H. pylori. Dessa forma, a inibição da urease apresenta-se como alternativa promissora para minimização desses prejuízos no âmbito agrícola e desenvolvimento de tecnologias de aplicação agrícola ou medicinal. Dentre os diferentes compostos empregados como inibidores, pode-se destacar derivados naturais de Moringa oleífera e compostos sintéticos obtidos de forma rápida e com baixo custo, visando a substituição do NBPT (único inibidor comercial de urease para fins agrícolas). Por outro lado, destaca-se a necessidade do desenvolvimento de métodos e dispositivos para aplicação no Point-of-Care para a avaliação de novos inibidores e presença da H. pylori em fluidos humano, com contribuições para o mercado de fertilizantes de eficiência aumentada e no diagnóstico de infecções gastrointestinais. Nesse sentido, esse trabalho é dividido em duas etapas: a primeira trata de estudos biofísicos de interação e a segunda do desenvolvimento de metodologias analíticas relacionadas à urease. Na parte 1, o objetivo geral é avaliação da interação entre um benzilisotiocianato (MFC) e de benzoiltioureias (RTBs) com a urease, a partir de estudos de inibição e cinética enzimática, interação por absorção molecular no UV-vis, fluorescência molecular, espectrometria de massas, entre outros. O mecanismo de inibição da urease pelo MFC foi estudado avaliando-se a reação entre o isotiocianato presente no MFC e grupos tiol e amino presentes na urease, além da obtenção dos parâmetros de ligação. Como resultados, o MFC apresentou IC50 foi de 490 µM e é um inibidor misto frente a urease. Além disso, no solo, a inibição da urease foi melhor do que inibidores clássico hidroxiureia e tioureia e inibição equiparada ao NBPT. Na avaliação por UV-vis e fluorescência molecular ficou evidente que a presença do MFC causa alterações conformacionais na estrutura da urease com constante de ligação (Kb) de 1,8×102 M-1 e a estequiometria (n) 1:1, comparáveis a outros ligantes já descritos na literatura. Para as RTBs, avaliou-se a relação entre a constante de ligação, o IC50 e o número de carbonos na cadeia lateral. Observa-se que o aumento da cadeia lateral diminui a constante de ligação e a aumenta o IC50, inviabilizando a aplicação de compostos de maior cadeia alifática para essa finalidade. Na parte 2 desse projeto, o objetivo geral é o desenvolvimento de métodos para a quantificação da urease empregando reagente colorimétrico e reagente fluorescente para aplicação em amostras de solos, inibidores e biópsia. Em relação aos reagentes colorimétricos um dispositivo em papel (UrePAD) foi desenvolvido para a determinação da atividade das ureases do solo e avaliação de inibidores clássicos. Os parâmetros otimizados foram: concentração do substrato, tipo de tampão, concentração do tampão, pH inicial, concentração do indicador, ordem de adição dos reagentes, volume de cada reagente e tempo total de análise. As imagens foram obtidas a partir de um scanner de bancada e a análise realizada pelo software Corel Draw X8. O dispositivo apresenta limite de detecção de 0,10 U mL-1 com linearidade entre 0,25 e 4,0 U mL-1 e um desvio padrão relativo menor ou igual a 1,38%. O dispositivo foi testado para quatro amostras de solos e para oito inibidores de urease de diferentes classes. Os resultados obtidos pelo dispositivo não diferem estatisticamente (intervalo de confiança de 95%) dos resultados obtidos pelo método clássico do indofenol baseado na reação de Berthelot, indicando que UrePAD é eficaz para a determinação da atividade da urease e screening de inibidores desta enzima, indicando viabilidade e inovação tecnológica desse dispositivo.


MEMBROS DA BANCA:
Presidente - 1613338 - JOSUE CARINHANHA CALDAS SANTOS
Interna - 2120103 - MARILIA OLIVEIRA FONSECA GOULART
Externo à Instituição - RONALDO CENSI FARIA - UFSCAR
Externo à Instituição - SÍLVIO DO DESTERRO CUNHA - UFBA
Notícia cadastrada em: 18/02/2021 10:56
SIGAA | NTI - Núcleo de Tecnologia da Informação - (82) 3214-1015 | Copyright © 2006-2022 - UFAL - sig-app-1.srv1inst1 17/08/2022 10:41