Banca de DEFESA: JOÃO RODRIGO SANTOS FERREIRA

Uma banca de DEFESA de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE : JOÃO RODRIGO SANTOS FERREIRA
DATA : 26/02/2021
HORA: 09:00
LOCAL: Web conferência
TÍTULO:

Transparência ativa da informação mediada por redes sociais eletrônicas:  parâmetros de qualidade de uso nos Ministérios Públicos Estaduais brasileiros


PALAVRAS-CHAVES:

Acesso à informação. Redes sociais. Transparência ativa. Ministérios Públicos Estaduais - Brasil.


PÁGINAS: 150
RESUMO:

A transparência ativa requer dos órgãos e entidades públicas a divulgação de informações de interesse geral ou coletivo sem que tenham sido provocados. A efetividade desse processo tem com fundamento a adequação dos serviços informacionais prestados aos instrumentos normativos vigentes e a alguns parâmetros avaliativos específicos de qualidade. Esta pesquisa analisou a transparência ativa da informação mediada pelas redes sociais eletrônicas no contexto dos Ministérios Públicos Estaduais (MPEs) brasileiros. Operacionalmente, para o cumprimento dos objetivos específicos, identificaram-se as principais redes sociais eletrônicas usadas pelos MPEs na disponibilização da informação; levantaram-se parâmetros de avaliação da transparência da informação mediada por essas redes; avaliou-se, com base nesses parâmetros, a conformidade dos serviços informacionais mediados pelas redes sociais selecionadas aos critérios desejáveis de transparência; e indicou-se um quadro de referências para os serviços informacionais mediados pelas redes sociais eletrônicas a partir da definição de parâmetros específicos, no âmbito dessas instituições. A pesquisa se caracterizou, quanto aos objetivos, à abordagem e aos procedimentos de coletada de dados, respectivamente, como descritiva, quantiqualitativa e documental. O universo da pesquisa compreendeu os MPEs brasileiros. A amostra intencional, por sua vez, contemplou cinco unidades ministeriais distribuídas nas cinco regiões brasileiras. Para tanto, fez-se uso da documentação direta, mais precisamente a pesquisa em documentos e informações disponibilizados nas principais redes sociais eletrônicas, Facebook, Twitter e Instagram, das instituições selecionadas, durante os meses de setembro, outubro e novembro de 2020. O levantamento documental foi realizado com apoio em roteiro destinado à coleta, classificação e sistematização dos dados diretamente observáveis. Com isso, foi possível organizá-los e prepará-los para o posterior cotejo com os parâmetros avaliativos previamente definidos com base em normatização interna e legislação específica. Na sistematização dos dados, foram produzidos quadros para visualização dos itens analisados e laudos com discussões acerca da transparência ativa mediada pelas redes sociais eletrônicas em cada uma das unidades ministeriais. As análise e discussões evidenciaram o atual quadro da transparência mediada pelas redes sociais eletrônicas nos MPEs. A pesquisa ratificou o entendimento de que as redes sociais compõem esse quadro de ferramentas infocomunicacionais usadas no processo de transparência, pois possuem as características necessárias para este fim, e revelou que, isoladamente, elas não alcançariam o nível de complexidade legal, normativa e socialmente exigido dos serviços informacionais ligados à transparência administrativa. Com isso, obteve-se a compreensão do uso das redes sociais eletrônicas como ferramentas integrativas do quadro da transparência ativa da informação nas unidades ministeriais, de forma a contribuir com o panorama de pesquisas no campo informacional e institucional.

.


MEMBROS DA BANCA:
Presidente - 1323823 - EDIVANIO DUARTE DE SOUZA
Interno - 1916802 - ANDREW BEHEREGARAI FINGER
Interno - 1716190 - RONALDO FERREIRA DE ARAUJO
Externa à Instituição - EDILENE MARIA DA SILVA - UFPE
Externo à Instituição - RODRIGO MORENO MARQUES - UFMG
Notícia cadastrada em: 20/02/2021 15:26
SIGAA | NTI - Núcleo de Tecnologia da Informação - (82) 3214-1015 | Copyright © 2006-2022 - UFAL - sig-app-1.srv1inst1 04/10/2022 01:32