Banca de DEFESA: OLGA ELIZA ROCHA E SILVA



Uma banca de DEFESA DE MESTRADO foi cadastrada pelo programa.

DISCENTE: OLGA ELIZA ROCHA E SILVA
DATA: 20/02/2020
HORA: 09:00
LOCAL: Sala de aula do PPGRHS
TÍTULO:

Produção de biogás a partir da co-digestão anaeróbia de capim-elefante com vinhaça em reator em batelada


RESUMO:

Este estudo teve como objetivo determinar a produção de biogás a partir da co-digestão do capim-elefante e vinhaça, utilizando biodigestor em batelada e lodo de reator UASB como inóculo. O capim-elefante foi testado na forma de caldo, prensado com concentração de DQO da ordem de 8.534,21 mg/L. O caldo foi misturado a vinhaça, que apresentou cerca de 30.000 mg/L de DQO, em diferentes proporções %v/c (reator A - 25/75, reator B - 50/50, reator C - 75/25, reator D - 100/0, reator E - 0/100). Além disso foi testado o efeito da adição de alcalinizante a mistura que apresentou a maior produção de metano. Foram utilizados reatores de 106 mL e Bicarbonato de Sódio como alcalinizante em diferentes concentrações. O rendimento da co-digestão do biogás foi avaliado para as proporções de mistura e para cada um dos substratos separadamente, o rendimento de produção de metano acumulou valores de 7,63 – 370,94 mLCH4/gSV e foi possível verificar que a proporção (%v/c) na ordem de 50/50 atingiu a maior produção de metano, chegando a 370,94 mLCH4/gSV. Supõe-se a partir dos resultados obtidos, que a co-digestão incrementou a produção de metano acumulada dos reatores em 97,8%, se comparado os melhores e piores reatores. A mono digestão não apresentou produção significativa de metano, sendo o pior a caldo de capim-elefante que acumulou 7,3 mLCH4/gSV e a vinhaça chegou à 88,335 mLCH4/gSV. Esses valores foram obtidos após 40 dias de operação e obteve eficiências de remoção de DQO de até cerca de 80%. Dentre os reatores avaliados, o reator B - 50/50 apresentou a maior produção de biogás acumulada. A avaliação do potencial metanogênico faz parte de um projeto de pesquisa realizado junto a outras instituições do país, com o apoio da Empresa Brasileira de Pesquisa em Agropecuária (EMBRAPA). O trabalho atual pode fornecer informações para a otimização do projeto e operação, porém a produção de metano utilizando os substratos utilizados pode variar de acordo com as condições operacionais e concentrações estudadas.


PALAVRAS-CHAVE:

co-digestão anaeróbia, metano, batelada, potencial metanogênico


PÁGINAS: 95
GRANDE ÁREA: Engenharias
ÁREA: Engenharia Sanitária
SUBÁREA: Recursos Hídricos

MEMBROS DA BANCA:
Externo(a) à Instituição - ANDERSON CARLOS MARAFON - EMBRAPA
Interno(a) - 1272239 - DANIELE VITAL VICH
Presidente - 1774383 - EDUARDO LUCENA CAVALCANTE DE AMORIM
Externo(a) à Instituição - NORMA CANDIDA DOS SANTOS AMORIM - CEFET-Al
Notícia cadastrada em: 13/02/2020 11:54
SIGAA | NTI - Núcleo de Tecnologia da Informação - (82) 3214-1015 | Copyright © 2006-2022 - UFAL - sig-app-1.srv1inst1 29/05/2022 08:35