Banca de DEFESA: FRANCISCO DE ASSIS VIANA BINAS JUNIOR



Uma banca de DEFESA DE MESTRADO foi cadastrada pelo programa.

DISCENTE: FRANCISCO DE ASSIS VIANA BINAS JUNIOR
DATA: 10/12/2020
HORA: 14:00
LOCAL: https://meet.google.com/bno-dxqi-yve
TÍTULO:

Modelos de trajetória e de torque e arraste aplicados à análise de desgaste em revestimentos de poços


RESUMO:

A perfuração de poços de petróleo consiste em uma atividade de alto risco, complexidade e de elevado custo. Com a busca por reservas de hidrocarbonetos em profundidades cada vez maiores, e os avanços tecnológicos decorrentes, poços com maiores extensões e lâminas d’água tornaram-se mais comuns, demandando o uso de técnicas que permitam uma melhor análise da condição do poço durante sua construção. Na etapa de perfuração destes poços a coluna de perfuração pode entrar em contato com as colunas de revestimento, exercendo forças laterais que, em conjunto com a rotação da coluna, provocam a remoção de material da parede interna dos tubulares. Para quantificação destas forças, faz-se a modelagem do torque e arraste no poço, a qual permite encontrar as tensões efetivas, os limites de flambagem senoidal e helicoidal, o torque na coluna, as forças de contato com o poço, o peso no gancho na superfície e o pesosobre a broca. Com estas informações, é possível realizar diversas verificações de integridade, a respeito de ciclos de fadiga, desgaste do revestimento, limite de torque nas conexões, entre outras. Dentre as alternativas para avaliação do torque e arraste, destacam-se os modelos soft-string e stiff-string, além do emprego de modelos numéricos, usualmente baseados em elementos finitos. O modelo stiff-string difere do modelo soft-string por incorporar propriedades geométricas dos elementos tubulares e considerar os efeitos relativos à rigidez da coluna, sendo este o modelo que se encontra embarcado em diversos softwares de previsão de desgaste utilizados na indústria. Neste trabalho implementam-se diferentes modelos de cálculo de força de contato e desgaste utilizados pela indústria, os quais são aplicados a estudos de caso, para fins de validação e análise comparativa.


PALAVRAS-CHAVE:

Perfuração. Integridade de poço. Torque e arraste


PÁGINAS: 97
GRANDE ÁREA: Engenharias
ÁREA: Engenharia Civil
SUBÁREA: Estruturas

MEMBROS DA BANCA:
Presidente - 1846598 - EDUARDO TOLEDO DE LIMA JUNIOR
Interno(a) - 1742402 - JOAO PAULO LIMA SANTOS
Externo(a) à Instituição - JOÃO CARLOS RIBEIRO PLÁCIDO - PUC - RJ
Notícia cadastrada em: 17/11/2020 14:50
SIGAA | NTI - Núcleo de Tecnologia da Informação - (82) 3214-1015 | Copyright © 2006-2022 - UFAL - sig-app-1.srv1inst1 11/08/2022 23:12