PPGEC PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM ENGENHARIA CIVIL CENTRO DE TECNOLOGIA Telefone/Ramal: 3214-1455- https://sigaa.sig.ufal.br/ppgec

Banca de DEFESA: HUGO AGUIAR VITORIO MENDONCA

Uma banca de DEFESA de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE : HUGO AGUIAR VITORIO MENDONCA
DATA : 25/03/2024
HORA: 09:30
LOCAL: PPGEC
TÍTULO:

Análise comparativa de métodos de identificação de dano em vigas de aço.


PALAVRAS-CHAVES:

Métodos de identificação de dano, wavelets, análise modal.


PÁGINAS: 91
RESUMO:

O presente trabalho realizou uma análise comparativa entre métodos de identificação de dano baseados na análise modal, de modo a auxiliar no processo de Monitoramento da Integridade Estrutural (SHM) em vigas de aço. Para isso, foram usados modelos de vigas de aço gerados em software comercial de elementos finitos Abaqus, modelados com diferenças em parâmetros como nível de dano, localização do dano e tipo de suporte. Após obtenção dos resultados de deslocamento da deformada modal são adicionados mais dois parâmetros: nível de ruído e o uso ou não de um método de filtragem de ruídos para suavizar os resultados. Como são quatro os métodos de identificação de dano comparados: Diferença da Curvatura Modal (DCM), Diferença da Curvatura Modal Modificada (DCMM), Indicador Baseado em Dados dos Modos de Vibração (MSDBI) e Indicador Baseado em Dados dos Modos de Vibração Modificado (MSDBIM), foi realizado um Planejamento de Experimentos (do inglês Design of Experiments – DOE) para comparar e verificar a eficácia de cada método em identificar e possivelmente localizar os danos, além de observar a capacidade de distinção entre diferentes níveis de dano para cada combinação por meio de análise estatística que se estendeu para definir a influência dos parâmetros na resposta de cada um dos métodos de identificação de dano. Os resultados obtidos mostraram que os métodos estudados são muito eficientes em condições de operação sem ruídos, porém a presença de ruídos dificulta a correta identificação de dano, mesmo com a utilização da filtragem de ruídos para suavizar os dados modais. Os métodos modificados localizaram melhor o dano em relação aos originais, e os métodos DCM e DCMM localizaram melhor o dano em relação aos métodos MSDBI e MSDBIM.


MEMBROS DA BANCA:
Interno(a) - 1121792 - FLAVIO BARBOZA DE LIMA
Externo(a) à Instituição - HIGOR SÉRGIO DANTAS DE ARGÔLO - UFS
Presidente - 1640290 - WAYNE SANTOS DE ASSIS
Notícia cadastrada em: 25/03/2024 08:53
SIGAA | NTI - Núcleo de Tecnologia da Informação - (82) 3214-1015 | Copyright © 2006-2024 - UFAL - sig-app-1.srv1inst1 16/06/2024 08:14