Banca de QUALIFICAÇÃO: LUCAS PEREIRA DE GOUVEIA

Uma banca de QUALIFICAÇÃO de DOUTORADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE : LUCAS PEREIRA DE GOUVEIA
DATA : 15/12/2021
HORA: 14:00
LOCAL: https://meet.google.com/tey-djxq-dmi
TÍTULO:

Integridade de tubos desgastados e corroídos em poços de petróleo ao longo de seu ciclo de vida


PALAVRAS-CHAVES:

integridade de poços, dados de inspeção, perfilagem ultrassônica, perfilagem eletromagnética


PÁGINAS: 88
RESUMO:

Este trabalho propõe uma metodologia probabilística para avaliação de integridade de poço com base em dados de perfilagem coletados a partir da inspeção de tubos de revestimento, produção e injeção. O objetivo é fornecer uma análise aprimorada da integridade estrutural de tubulares em ambiente de alta complexidade e risco, como é o caso da região do pré-sal brasileiro. Colunas de revestimento e de produção/injeção são importantes elementos de barreira de segurança, desempenhando funções estruturais cruciais e isolando poço e formação para evitar fluxo de fluido inesperado. O desgaste e a corrosão nesses tubulares ocorrem durante diferentes operações ao longo de seu ciclo de vida. As causas podem ser o contato direto dos tubos com a formação rochosa ou outro equipamento descido no poço, ou ainda o ataque químico dos fluidos produzidos, injetados ou em contato com os tubos. Geralmente, esses efeitos são considerados de forma conservadora na fase de projeto, de modo a evitar situações de perda de integridade; no entanto, há muita incerteza nessas previsões. Por outro lado, equipamentos modernos de inspeção disponíveis no mercado, como ferramentas de perfilagem ultrassônica e eletromagnética, têm permitido avaliar o estado real dos tubos em serviço. Assim, a metodologia probabilística proposta trabalha com os dados de escaneamento dos tubos após sua instalação, já tendo sofrido danos por desgaste e corrosão. O raio do tubo, a espessura e a perda de massa são os parâmetros medidos ao longo das colunas do poço. Esses dados são tratados com métodos estatísticos para serem modelados como variáveis aleatórias, permitindo uma análise probabilística da geometria residual das colunas tubulares ao longo da profundidade do poço. Além disso, modelos de previsão de corrosão por CO2 são aplicados para estimar a integridade futura dos tubos. Este tipo de abordagem não determinística baseada em dados leva a uma melhor avaliação da integridade, auxiliando no processo de tomada de decisão ao longo do ciclo de vida do poço. Os resultados parciais apresentam como a metodologia proposta de geração de perfil de desgaste mecânico fornece respostas mais condizentes com o esperado em relação a outras metodologias. Ainda, apresenta-se um esboço inicial da metodologia de interpretação de dados de perfilagem eletromagnética em perda de integridade do tubo devido à corrosão.


MEMBROS DA BANCA:
Presidente - 1846598 - EDUARDO TOLEDO DE LIMA JUNIOR
Interno - 1742402 - JOAO PAULO LIMA SANTOS
Externo à Instituição - CHARLTON OKAMA DE SOUZA - PETROBRAS
Notícia cadastrada em: 23/11/2021 11:00
SIGAA | NTI - Núcleo de Tecnologia da Informação - (82) 3214-1015 | Copyright © 2006-2022 - UFAL - sig-app-2.srv2inst1 09/08/2022 23:44