PPGEC PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM ENGENHARIA CIVIL CENTRO DE TECNOLOGIA Telefone/Ramal: 3214-1455- https://sigaa.sig.ufal.br/ppgec

Banca de DEFESA: LEONARDO TOLEDO FERREIRA

Uma banca de DEFESA de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE : LEONARDO TOLEDO FERREIRA
DATA : 29/07/2022
HORA: 14:00
LOCAL: On Line
TÍTULO:

ESTIMATIVA NUMÉRICA DA PRESSÃO DE IMPACTO NA INTERAÇÃO ESTRUTURA-SOLO
UTILIZANDO O MÉTODO DOs PONTOs DE MATERIAIS


PALAVRAS-CHAVES:

pressão de impacto; interação solo-estrutura; simulação numérica; dinâmica
computacional; método dos pontos materiais.


PÁGINAS: 84
RESUMO:

Deslizamentos, avalanches e escorregamentos submarinos são alguns fenômenos naturais
que podem representar risco a estruturas de engenharia. Na indústria de óleo e gás, por
exemplo, esse risco traz consequências à avaliação do posicionamento de linhas de dutos,
que, se rompidas, levariam a graves prejuízos econômicos e socioambientais. Assim, fazse
necessário o estudo do impacto desses fenômenos nessas estruturas, bem como dos
parâmetros de resistência associados a esses eventos, entre os quais se destaca a pressão
de impacto. Entretanto, essa medida é de difícil obtenção na prática, visto que estudos
experimentais com centrífuga são de difícil execução e a medição em campo é, muitas vezes,
inviável. Além disso, a utilização de soluções analíticas se torna excessivamente restritiva
pela presença de não linearidades físicas e geométricas. Assim, as simulações numéricas, por
partirem de princípios físicos básicos e não terem as mesmas limitações de aparato e espaço
físico que os experimentos, apresentam-se como uma alternativa viável, principalmente com
o crescimento cada vez maior da capacidade de processamento dos computadores atuais.
Entre os métodos numéricos, o método dos pontos materiais (MPM) se destaca, uma vez
que apresenta a capacidade de simular problemas com grandes deformações e grandes
deslocamentos, características que podem estar presentes em problemas de impacto. Para
utilização do MPM neste estudo, é feita uma investigação do procedimento numérico de
cálculo da pressão de impacto, uma vez que, apesar de ser utilizado por muitos autores,
não se encontra explicitado na literatura do método. Nesta investigação, são analisadas as
limitações das soluções abordadas, bem como são feitas propostas alternativas para o cálculo
desse parâmetro. As análises são feitas no contexto da simulação de problemas clássicos,
como o estudo de penetração de cone (T-bar) e impacto de escorregamentos submarinos na
infraestrutura submarina mediante modelos sintéticos.


MEMBROS DA BANCA:
Presidente - 1120928 - ADEILDO SOARES RAMOS JUNIOR
Externo à Instituição - RICARDO GARSKE BORGES
Externa à Instituição - BEATRIZ RAMOS BARBOZA - NENHUMA
Externo à Instituição - TIAGO PEIXOTO DA SILVA LOBO
Notícia cadastrada em: 26/07/2022 17:31
SIGAA | NTI - Núcleo de Tecnologia da Informação - (82) 3214-1015 | Copyright © 2006-2024 - UFAL - sig-app-1.srv1inst1 16/06/2024 08:46