PPGEC PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM ENGENHARIA CIVIL CENTRO DE TECNOLOGIA Telefone/Ramal: 3214-1455- https://sigaa.sig.ufal.br/ppgec

Banca de QUALIFICAÇÃO: JONATHAN HENRIQUE CORDEIRO NUNES

Uma banca de QUALIFICAÇÃO de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE : JONATHAN HENRIQUE CORDEIRO NUNES
DATA : 06/09/2023
HORA: 08:30
LOCAL: Ambiente virtual
TÍTULO:

Estudo comparativo de modelos de cisalhamento para elementos de concreto armado com seções circulares cheias e vazadas 


PALAVRAS-CHAVES:

Concreto armado; Seção circular cheia e vazada; Resistência ao cisalhamento


PÁGINAS: 92
RESUMO:

O concreto armado é o material mais utilizado nos projetos de engenharia civil, sendo o seu uso justificado pela sua durabilidade, versatilidade e resistência proporcionada. Apesar da maioria dos projetos adotarem seções retangulares para as peças de concreto armado, em várias situações utilizam-se elementos com seção transversal circular cheia e vazada. Dentre essas aplicações, destaca-se o uso em pilares de pontes, estruturas de suporte para iluminação, mastros de bandeiras, tubulações, estacas pré-fabricadas, etc. No entanto, o dimensionamento desse tipo de seção é pouco abordado nos principais códigos e normas de concreto armado do mundo, principalmente no que diz respeito aos esforços cortantes. Uma estratégia utilizada pelos códigos e normas internacionais é o uso de parâmetros de adequação entre a seção transversal circular e a retangular, como a altura útil 𝑑 e largura 𝑏𝑤. Contudo, são encontradas na literatura propostas de modelos para resistência ao cisalhamento de elementos com seção circular, assim como ensaios experimentais para melhor compreensão da contribuição do concreto e das armaduras na resistência aos esforços cortantes. Nesse contexto, o presente trabalho tem como objetivo realizar uma análise do desempenho de modelos existentes para previsão da resistência ao cisalhamento de elementos de concreto armado com seção transversal circular cheia e vazada, solicitados por flexão simples e flexão composta. Além disso, busca-se analisar o desempenho do uso de estribos circulares e em espiral para esse tipo de seção. Para isso, foi construída uma base de dados contendo ensaios experimentais, provenientes da literatura, de elementos de concreto armado com as seções transversais em questão, sendo esses resultados comparados com os valores teóricos de resistência ao cisalhamento previstos por modelos selecionados de trabalhos disponíveis, pelo modelo preconizado na ABNT NBR 6118 (2014) e nos métodos estabelecidos por normas e códigos internacionais. Visando uma melhor interpretação desses resultados, será realizada uma análise estatística dos dados por meio do uso da estatística descritiva, em conjunto com a representação gráfica dos valores obtidos, com o intuito de avaliar a adequabilidade dos modelos levantados para o dimensionamento dos referidos elementos estudados. Em complemento, será realizada uma análise paramétrica com os principais parâmetros do problema, sendo analisada a influência dessas variáveis na resistência ao cisalhamento.


MEMBROS DA BANCA:
Presidente - 1120064 - SEVERINO PEREIRA CAVALCANTI MARQUES
Interno(a) - 072.485.254-99 - DAVID LEONARDO NASCIMENTO DE FIGUEIREDO AMORIM - UFS
Interno(a) - 1121792 - FLAVIO BARBOZA DE LIMA
Notícia cadastrada em: 15/08/2023 10:11
SIGAA | NTI - Núcleo de Tecnologia da Informação - (82) 3214-1015 | Copyright © 2006-2024 - UFAL - sig-app-3.srv3inst1 16/06/2024 08:49