Banca de QUALIFICAÇÃO: NAYARA GOMES GRACILIANO

Uma banca de QUALIFICAÇÃO de DOUTORADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE : NAYARA GOMES GRACILIANO
DATA : 06/02/2024
HORA: 09:00
LOCAL: sala 19 ICBS
TÍTULO:

BIOANÁLISE DO COLOSTRO DE NUTRIZES ACOMETIDAS PELA COVID-19 NA GESTAÇÃOE DETERMINANTESSOCIOECONÔMICOS DA MORTALIDADE MATERNA RELACIONADA ÀDOENÇA NO SEMIÁRIDO BRASILEIRO  


PALAVRAS-CHAVES:

COVID-19; leite materno; determinantes sociais de saúde; mortalidade materna; zona árida.  


PÁGINAS: 331
RESUMO:

A doença de coronavírus 2019, causada pelo SARS-CoV-2tornou-se uma ameaça global à saúde pública mundial. Conforme a pandemia evoluiu, as infecções, as hospitalizações e as mortes variaram entre e dentro dos países e regiões em todo o mundo, levantando questões sobre os fatores de risco e de proteção para a doença. O poder protetor do leite materno contra doenças infecciosas é conhecido há mais de 20 anos. Com base na ausência de vacinas contra a COVID-19 para lactentes menores de 6 meses de idade, a imunidade passiva conferida pela placenta e pela amamentação se configuram como as únicas formas de, respectivamente, fornecer defesa imunológica ao feto e ao neonato. Nesse sentido, o primeiro objetivo desta tese foi analisar o perfil de compostos bioativos no colostro de nutrizes acometidas pelo SARS-CoV-2 na gestação, que apresentaram e que não apresentaram sintomas. Usando um desenho de estudo caso-controle, foi coletado colostro de 14 nutrizes com diagnóstico confirmado de COVID-19 durante a gravidez e 12 sem diagnóstico, entre setembro de 2020 e maio de 2021. As amostras foram analisadas para imunoglobulinas IgA e IgG para a proteína S do SARS-CoV-2, marcadores de estresse oxidativo, citocinas e quimiocinas. Imunofenotipagemfoi realizada para avaliar a frequência de diferentes tipos de células no colostro.O colostro do grupo sintomático de COVID-19 na gravidez continha níveis reduzidos de H2O2, IFN-α2 e GM-CSF. Este grupo também apresentou níveis mais elevados de GSH, e maior proporção de ambos os subtipos de células NK (CD56dim e CD56bright). Tais resultados reforçam o papel protetor do colostro mesmo em casos de infecção leve pelo SARS-Cov-2, além de demonstrar o quão adaptativa é a composição do colostro após infecções. Considerando que as taxas de mortalidade e letalidade por COVID-19 são heterogêneas entre as regiões do Brasil e que as populações das regiões mais pobres do país são mais vulneráveis aos impactos da infecção pelo SARS-CoV-2, o segundo objetivo desta tese foi investigar a associação das mortes maternas e das taxas de letalidade por COVID-19 entre gestantes, puérperas e lactentes e sua associação com os determinantes sociais da saúde no Semiárido brasileiro. Por meio de um estudo ecológico que empregou modelos de regressão de dados em painel, utilizando variáveis extraídas de bancos de dados nacionais, foi descoberto que determinantes sociais da saúde relacionados a infraestrutura de saúde local, educação e gastos assistenciais exerceram uma influência estatisticamente significativa nos desfechos analisados. Municípios do Semiárido sofreram mais os efeitos da pandemia em relação a gravidade da doença, apresentando piores taxas de letalidade por COVID-19.  Esses achados contribuem para uma melhor compreensão dos impactos dos fatores socioeconômicos nos desfechos de mortalidade e letalidade por COVID-19 para o público materno-infantil,evidenciando as disparidades existentes entre os municípiosdos estados que compõe a região semiárida do Brasil.Juntos tais resultados revelam a complexidade dos fatores de proteção e de risco para a COVID-19, que ainda hoje representa uma preocupação de saúde pública, particularmente para lactentes menores de 1 ano de idade, o que reforça a importância do avanço da cobertura vacinal deste público,bem comoa importância da amamentação, especialmente, para os menores de 6 meses que não dispõe de vacinas contra a COVID-19. 


MEMBROS DA BANCA:
Presidente - 1851685 - ALANE CABRAL MENEZES DE OLIVEIRA
Interno(a) - 2022362 - ANA CATARINA REZENDE LEITE
Interno(a) - 1612086 - ENIO JOSE BASSI
Externo(a) ao Programa - 1130431 - NASSIB BEZERRA BUENO - UFALExterno(a) à Instituição - CAROLINA SANTOS MELLO - UFBA
Notícia cadastrada em: 05/02/2024 15:16
SIGAA | NTI - Núcleo de Tecnologia da Informação - (82) 3214-1015 | Copyright © 2006-2024 - UFAL - sig-app-2.srv2inst1 13/07/2024 14:21