Banca de QUALIFICAÇÃO: MIKAELE MONIK RODRIGUES INACIO DA SILVA

Uma banca de QUALIFICAÇÃO de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE : MIKAELE MONIK RODRIGUES INACIO DA SILVA
DATA : 21/03/2024
HORA: 10:00
LOCAL: PPGCS
TÍTULO:

ANÁLISE DA INFLUÊNCIA DE POLIMORFISMOS NOS GENES TLR1, TLR4, TLR7, TLR8, TLR9 E TIRAP NA SEVERIDADE DE INFECÇÕES POR PLASMODIUM VIVAX


PALAVRAS-CHAVES:

malária, variabilidade genética, SNPs, Toll Like Receptor, TIR Domain Containing Adaptor Protein.


PÁGINAS: 45
RESUMO:

A malária é uma doença infecciosa amplamente disseminada causada pelos protozoários do gênero Plasmodium e sendo transmitida ao hospedeiro pela picada da fêmea do mosquito do gênero Anopheles. A malária causada por P. vivax, é caracterizada por sintomas iniciais brandos e acontece após o início da picada do mosquito em um período entre 07 a 10 dias. Durante a resposta imune à infecção por P. vivax, citocinas pró-inflamatórias são liberadas, durante a infecção na fase sanguínea do hospedeiro. A liberação de citocinas pró-inflamatórias, no início da doença é importante para o controle e eliminação do parasita. Os receptores do tipo Toll (TLRs: toll-like receptors) são proteínas transmembranas presentes em células epiteliais, endoteliais, natural killers, monócitos, macrófagos, neutrófilos e dendríticas. Os TLRs induzem a produção de citocinas pró-inflamatórias pela ativação do fator de transcrição NF-κB nos indivíduos infectados por diferentes agentes infecciosos, e pelo P. vivax. O presente trabalho tem como objetivo principal avaliar se os polimorfismos rs4833095, rs1927911, rs179008, rs3764880, rs352140, rs8177374 nos genes TLR1, TLR4, TLR7, TLR8, TLR9 e TIRAP do sistema imune estão associadas às manifestações clínicas da malária causada por P. vivax em uma população da região amazônica do Brasil. O estudo foi constituído por amostras coletadas na região amazônica de 216, indivíduos infectados por P. vivax oriunda do estado do Pará. Os pacientes foram diagnosticados pela técnica de microscopia em lâmina com esfregaço de sangue e os níveis de parasitemia e gametocitemia foram estimados. Os sintomas clínicos dos indivíduos foram avaliados pelos médicos e os pacientes foram tratados de acordo com as recomendações do Ministério da Saúde. As amostras de DNA foram genotipadas por discriminação alélica através da técnica de PCR em tempo real para os polimorfismos dos TLRs. Os indivíduos foram genotipados por um conjunto validado de 48 marcadores moleculares informativos de ancestralidade para controle genômico nas análises estatísticas. As frequências alélicas e genotípicas dos polimorfismos investigados serão estimadas por contagem direta, e o desvio dessas frequências do equilíbrio de Hardy-Weinberg será investigado pelo teste do Qui-quadrado. Uma análise de componentes principais será utilizada para agrupar os sintomas apresentados pelos pacientes em um índice clínico de severidade. Os genótipos dos TLRs serão analisados quanto a associação aos níveis de parasitemia, gametocitemia e o índice clínico por Regressões Logísticas e Modelos lineares generalizados. Outros testes estatísticos podem ser realizados de acordo com a distribuição das variáveis na amostra.


MEMBROS DA BANCA:
Interno(a) - 2119250 - MULLER RIBEIRO ANDRADE
Externo(a) à Instituição - LUCIANA TOVO RODRIGUES - UFPel
Notícia cadastrada em: 14/03/2024 11:06
SIGAA | NTI - Núcleo de Tecnologia da Informação - (82) 3214-1015 | Copyright © 2006-2024 - UFAL - sig-app-4.srv4inst1 13/07/2024 13:50