Banca de QUALIFICAÇÃO: HEMERSON CASADO GAMA

Uma banca de QUALIFICAÇÃO de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE : HEMERSON CASADO GAMA
DATA : 02/05/2024
HORA: 14:00
LOCAL: Sala Virtual
TÍTULO:

REVISÃO SISTEMÁTICA E METANÁLISE DE MICRORNAS DESREGULADOS DERIVADOS DE BIÓPSIA LÍQUIDAS COMO BIOMARCADORES PARA ESCLEROSE LATERAL AMIOTRÓFICA (ELA)


PALAVRAS-CHAVES:

ELA; miRNAs; biomarcadores; biópsias líquidas, expressão desregulada.


PÁGINAS: 31
RESUMO:

A descoberta de biomarcadores específicos para determinadas patologias, como os microRNAs (miRNAs), tem o potencial de transformar a abordagem clínica e laboratorial da Esclerose Lateral Amiotrófica (ELA), facilitando o diagnóstico precoce, o monitoramento da resposta ao tratamento e acelerando a descoberta de novos fármacos. Como consequências desses avanços, a qualidade de vida e a taxa de sobrevivência dos pacientes com ELA tende a melhorar significativamente. Apesar de mais de uma década de investigação, nenhum miRNA candidato a biomarcador foi incorporado na prática clínica. Assim, realizamos uma revisão sistemática e meta-análise para sintetizar quantitativamente os resultados de estudos originais que analisaram a expressão de miRNA em biópsias líquidas por RT-qPCR de pacientes com ELA e os compararam com pacientes saudáveis. O protocolo deste estudo seguiu as diretrizes do PRISMA e os detalhes foram registrados no PROSPERO (CRD42021230232). Realizamos uma pesquisa abrangente no PubMed, Embase, Web of Science e Bases de dados da Biblioteca Virtual em Saúde, sem restrições de idioma e entre os anos de 2000 e 2022. Nossa busca encontrou 2.412 artigos, sendo 1.344 duplicados e, portanto, descartados. Dos 1.068 artigos restantes, 971 foram excluídos após aplicação de nossos critérios de exclusão (estudos não originais, que não eram sobre ELA, não humanos e que não avaliaram a expressão diferencial de miRNAs). Dos 97 artigos restantes, identificamos 31 artigos como elegíveis (estudos que foram realizados em pacientes, utilizaram fluidos biológicos e que avaliavam pacientes com ELA versus pacientes saudáveis). A maioria dos estudos focou na ELA esporádica (38,7%), utilizou o El-Escorial, ou sua versão revisada, como critério de diagnóstico (45,2%), incluiu menos de 30 pacientes (58,1%) e menos da metade dos estudos relataram a idade de início da doença (38,7%). As informações sobre o tratamento terapêutico foram praticamente ausentes, com apenas sete estudos fornecendo alguma forma de informação (22,6%). A fonte primária de amostragem do tecido foi o soro (38,7%), seguido por vesículas extracelulares (VEs) derivados de diferentes fluidos (19,4%), líquido cefalorraquidiano (LCR; 12,9%), leucócitos (9,7%), plasma (9,7%) e sangue periférico (3,2%). Apenas dois estudos analisaram múltiplos tecidos, incluindo soro e LCR (3,2%), e soro, LCR e leucócitos (3,2%). Analisamos dados de 807 miRNA dos 31 artigos elegíveis e os estratificamos com base no tecido de origem e na direção da desregulação (isto é, positiva: regulada para cima; negativa: regulada para baixo; ou inconsistente: não regulada). Identificamos miRNAs consistentemente desregulados no soro (hsa-miR-3665, -4530, -4745-5p, -206), no sangue (hsa-miR-338-3p, -183-5p), no LCR (hsamiR-34a-3p), no plasma (hsa-miR-206) e nas vesículas extracelulares plasmáticas enriquecidas para origem neuronal (hsa-miR-146a-5p, -151a-5p, -10b-5p, -29b-3p e -4454). A metanálise forneceu suporte adicional para a regulação positiva do hsa-miR-206, hsa-miR-338-3p, hsamiR-146a-5p e hsa-miR-151a-5p e a regulação negativa do hsa-miR-183-5p, hsa-miR-10b-5p, hsa-miR-29b-3p e hsa-miR-4454 como indicadores consistentes de estudos independentes com ELA. A análise de vias enriquecidas associadas aos miRNAs consistentemente desregulados mostrou correlação com vários processos e doenças, e,g., biossíntese e metabolismo de ácidos graxos e vias de sinalização p53 e PI3-Akt. Uma discussão sobre as variabilidades metodológicas e as inconsistências encontradas na expressão dos miRNAs nos diferentes estudos também é apresentada. Em conclusão, nossos resultados fornecem informações valiosas sobre a compreensão atual da expressão desregulada de miRNAs em pacientes com ELA, contribuindo para a descoberta de biomarcadores específicos para a ELA.




MEMBROS DA BANCA:
Externo(a) à Instituição - DANILO ALVES PINTO NAGEM - UFRN
Presidente - 2033893 - MARCELO DUZZIONI
Interno(a) - 1974414 - OLAGIDE WAGNER DE CASTRO
Notícia cadastrada em: 22/04/2024 21:50
SIGAA | NTI - Núcleo de Tecnologia da Informação - (82) 3214-1015 | Copyright © 2006-2024 - UFAL - sig-app-1.srv1inst1 13/07/2024 13:12