Banca de QUALIFICAÇÃO: WILLAMS HENRIQUE DA COSTA MAYNART

Uma banca de QUALIFICAÇÃO de DOUTORADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE : WILLAMS HENRIQUE DA COSTA MAYNART
DATA : 30/04/2024
HORA: 14:00
LOCAL: Hospital Universitário Professor Alberto Antunes
TÍTULO:

TRANSTORNOS MENTAIS COMUNS EM MULHERES INDÍGENAS DE ALAGOAS


PALAVRAS-CHAVES:

Transtornos Mentais, Saúde Mental, Povos Indígenas, Saúde de Populações Indígenas


PÁGINAS: 63
RESUMO:

Introdução: Os povos indígenas vivenciam cenários de luta e cenários de vulnerabilidade em relação às condições de saúde, desde a colonização. Nestas, situam-se os indicadores em saúde mental, destacando-se os Transtornos Mentais Comuns (TMC), amplamente estudados na população geral. São constituídos por duas categorias diagnósticas principais: transtornos depressivos e transtornos de ansiedade, com impacto no humor ou nas emoções dos indivíduos afetados; com potencial de provocar perdas funcionais e de saúde consideráveis. O objetivo geral foi analisar a prevalência e associação dos Transtornos Mentais Comuns em mulheres Indígenas do estado de Alagoas. Como objetivos específicos, tem-se: caracterizar as mulheres indígenas segundo as condições socioeconômicas, demográficas, de acesso a bens e serviços, da mulher e da saúde, comportamentais e nutricionais; identificar associação entre TMC e fatores socioeconômicos, demográficos, e de acesso a bens e serviços em mulheres Indígenas do estado de Alagoas; avaliar associação entre TMC e características da mulher e da saúde em mulheres Indígenas do estado de Alagoas; verificar associação entre TMC e fatores comportamentais e  nutricionais em mulheres Indígenas do estado de Alagoas. Material e métodos: Estudo transversal, de base populacional, do tipo inquérito domiciliar, realizado em 11 comunidades indígenas de Alagoas, sorteadas entre as 29 existentes, de modo que as 11 etnias fossem contempladas. Sorteio por amostragem sistemática. Critérios de inclusão: mulheres adultas, com mais de 19 e menos de 60 anos de idade; e mulheres com menos de 19 anos, que já fossem mães; que residissem em qualquer das comunidades indígenas sorteadas. Critérios de exclusão: pessoas que solicitassem interrupção da aplicação do(s) formulário(s), e gestantes. Coleta de dados por meio de visitas domiciliares, utilizando-se formulários semiestruturados previamente testados em estudo piloto: Cadastro familiar e avaliação do estado nutricional, Questionário de Dados Sociodemográficos, Self Report Questionnaire (SRQ-20), Alcohol, Smoking and Substance Involvement Screening Test (ASSIST), Formulário Saúde da Mulher, e Escala Brasileira de Insegurança Alimentar (EBIA). Dados digitados em dupla entrada independentes em formulários gerados no software Epi Info, versão 3.5.4. Análise estatística utilizando-se a versão 12 do software Stata®; estatística multivariável para controle de possíveis fatores de confundimento; regressão de Poisson com ajuste robusto da variância, e definidos modelos teóricos para utilização em análise hierarquizada. Significância estatística assumida para p≤0,05. Resultados: Observou-se prevalência de Transtornos Mentais Comuns de 45,7%, e estiveram associadas à variável dependente, em análise simples: classificação do uso do tabaco, idade, e idade menarca. Associaram-se, em modelo teórico final, as variáveis: escolaridade ≥ 9 anos; ter hipertensão arterial; ter tido COVID-19; insegurança alimentar leve, moderada e grave; ser ex-fumante; ser fumante. Considerações finais: Há alta prevalência de Transtornos Mentais Comuns em mulheres indígenas de Alagoas. Estas são historicamente vulneráveis a piores condições de saúde e nutricionais, e a Transtornos Mentais Comuns. Espera-se que as informações produzidas fomentem uma maior mobilização da sociedade, profissionais e gestores de políticas públicas, na condução à implementação de ações de prevenção e tratamento dos transtornos mentais comuns direcionadas às comunidades indígenas de Alagoas.


MEMBROS DA BANCA:
Presidente - 1120877 - HAROLDO DA SILVA FERREIRA
Interno(a) - 1867374 - ELAINE VIRGINIA MARTINS DE SOUZA FIGUEIREDO
Interno(a) - 1046888 - MARCIO BEZERRA SANTOS
Externo(a) ao Programa - 3304616 - EWERTON AMORIM DOS SANTOS - UFALExterno(a) ao Programa - 3374540 - REGINA CELIA SALES SANTOS - UFAL
Notícia cadastrada em: 29/04/2024 10:53
SIGAA | NTI - Núcleo de Tecnologia da Informação - (82) 3214-1015 | Copyright © 2006-2024 - UFAL - sig-app-4.srv4inst1 13/07/2024 13:39