Banca de DEFESA: LILIANE PATRICIA GONÇALVES TENÓRIO

Uma banca de DEFESA de DOUTORADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE : LILIANE PATRICIA GONÇALVES TENÓRIO
DATA : 26/06/2024
HORA: 09:00
LOCAL: videoconferência
TÍTULO:

Efeitos do uvaol em um modelo in vitro de transição epitélio-mesenquimal induzido por TGF-β1 em células epiteliais alveolares humanas


PALAVRAS-CHAVES:

uvaol; produto natural; transição epitelial-mesenquimal; β-catenina; migração celular.


PÁGINAS: 99
RESUMO:

A transição epitelial-mesenquimal (EMT) é um processo biológico pelo qual as células epiteliais adquirem fenótipos característicos de células mesenquimais, assemelhando-se aos fibroblastos. A EMT despenha um papel crucial na fibrose em vários órgãos. Indutores clássicos associados à manutenção da EMT, como o TGF-β1 tornaram-se alvos de várias estratégias terapêuticas anti-EMT. Atualmente, produtos naturais da classe dos triterpenos pentacíclicos têm-se destacado como elementos promissores na inibição da EMT. O uvaol, é um triterpeno pentacíclico encontrado na oliveira (Olea europaea L.), sendo conhecido por suas propriedades farmacológicas anti-inflamatórias, antioxidantes e antiproliferativas. No entanto, um possível efeito do uvaol sobre a EMT induzida por TGF-β1 em células epiteliais alveolares, permanece desconhecido. Assim, o objetivo do presente estudo foi investigar os efeitos do uvaol na EMT induzida por TGF-β1 em células epiteliais alveolares humanas da linhagem celular A549. Para isso, as alterações morfológicas das células foram avaliadas utilizando microscopia de contraste de fase e de fluorescência/confocal, enquanto os níveis de proteínas relacionadas à EMT foram avaliados por meio de imunofluorescência, citometria de fluxo e Western blot. Realizamos ainda ensaio de migração celular horizontal in vitro visando avaliar o efeito do uvaol em um aspecto funcional da EMT. Observamos que o uvaol não apresentou efeitos citotóxicos sobre as células A549. Por outro lado, as alterações na morfologia celular consistentes com EMT induzida por TGF-β1 foram prevenidas pelo tratamento com uvaol. Além disso, o aumento dos níveis de marcadores mesenquimais, como vimentina, N-caderina e fibronectina em células A549 induzidas por TGF-β1, foi regulado negativamente pelo tratamento com uvaol. A capacidade de migração de células A549 induzida por TGF-β1 foi significativamente suprimida pelo uvaol. Mecanisticamente, o uvaol preveniu a translocação nuclear de β-catenina induzida por TGF-β1 em células A549. Estes resultados fornecem evidências convincentes de que o uvaol inibe a EMT em células epiteliais alveolares humanas, regulando os níveis de proteínas relacionadas ao perfil mesenquimal, provavelmente interferindo com a translocação nuclear da β-catenina.


MEMBROS DA BANCA:
Presidente - 1298235 - EMILIANO DE OLIVEIRA BARRETO
Interno(a) - 1345072 - JAMYLLE NUNES DE SOUZA FERRO
Interno(a) - 1974414 - OLAGIDE WAGNER DE CASTRO
Externo(a) à Instituição - MARIANA CALDAS WAGHABI - Fiocruz - RJ
Externo(a) à Instituição - PATRÍCIA MACHADO RODRIGUES E SILVA MARTINS - Fiocruz - RJ
Notícia cadastrada em: 19/06/2024 12:11
SIGAA | NTI - Núcleo de Tecnologia da Informação - (82) 3214-1015 | Copyright © 2006-2024 - UFAL - sig-app-1.srv1inst1 13/07/2024 13:58