Banca de QUALIFICAÇÃO: BARBARA RAYSSA CORREIA DOS SANTOS

Uma banca de QUALIFICAÇÃO de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE : BARBARA RAYSSA CORREIA DOS SANTOS
DATA : 22/07/2021
HORA: 09:00
LOCAL: Virtual
TÍTULO:

Associação dos polimorfismos IL6 T15A (rs13306435) e INOS -1173 C>T (rs9282799)

com a susceptibilidade a infecção e progressão da dengue.


PALAVRAS-CHAVES:

Dengue. Interleucina 6. Óxido nítrico. Polimorfismo Genético.


PÁGINAS: 78
RESUMO:

Introdução: A dengue é um problema de saúde pública. Milhões de casos são
reportados anualmente em todo mundo. A infecção pelo vírus da dengue possui
uma variedade de sinais e sintomas abrangendo casos assintomáticos e
sintomáticos. O sistema imune está envolvido na resposta do hospedeiro a
infecções como também na patogênese de doenças, entre elas, a dengue. As
citocinas e o óxido nítrico são componentes do sistema imune. A interleucina 6 é
uma citocina que possui uma importante função ligando a resposta imune inata à
resposta imune adquirida. A iNOS é uma enzima responsável pela inibição da
replicação viral através da produção de óxido nítrico. Objetivo: Investigar a relação
dos polimorfismos nos genes do óxido nítrico induzível (-1173 C/T) e da interleucina
6 (T15A) com a infecção da dengue e progressão da doença. Metodologia: Tratou-se
de um estudo do tipo caso controle com pacientes infectados pelo vírus da dengue e
controles saudáveis da população. A identificação dos genótipos dos genes da iNOS
(-1173 C/T) e da citocina IL-6 (T15A) foram determinados pela técnica de reação de
cadeia da polimerase em tempo real (qPCR), através do método de discriminação
alélica. As análises das correlações entre as frequências genotípicas e alélicas em
relação a susceptibilidade à infecção foi realizada pelos softwares SNPstats e
BioEstat 5.3. Resultados: O estudo foi composto por um total de 179 indivíduos,
sendo 27 pertencentes ao grupo febre da dengue, 33 ao grupo febre hemorrágica
da dengue e 119 compondo o grupo controle. Para o polimorfismo T15A do gene da
IL-6, não foi encontrado diferença na distribuição alélica e genotípica entre os
grupos estudados. Para o polimorfismo -1173 do gene da iNOS não foi encontrado
diferença na distribuição alélica e genotípica entre os grupos estudados. Conclusão:
Não houve associação entre os polimorfismos IL-6 T15A (rs13306435) e iNOS -
1173C/T (rs9282799) com a infecção de dengue.


MEMBROS DA BANCA:
Presidente - 1867374 - ELAINE VIRGINIA MARTINS DE SOUZA FIGUEIREDO
Interna - 2269479 - CAROLINNE DE SALES MARQUES
Externa à Instituição - ALINE CRISTINE PEREIRA E SILVA
Notícia cadastrada em: 13/07/2021 08:00
SIGAA | NTI - Núcleo de Tecnologia da Informação - (82) 3214-1015 | Copyright © 2006-2024 - UFAL - sig-app-4.srv4inst1 13/07/2024 14:15