Banca de DEFESA: RAYANE MARTINS BOTELHO

Uma banca de DEFESA de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE : RAYANE MARTINS BOTELHO
DATA : 25/01/2022
HORA: 09:00
LOCAL: Videoconferência
TÍTULO:

ANÁLISE SÉRICA DE CITOCINAS E ANAFILOTOXINAS EM PACIENTES COM COVID-19

 


PALAVRAS-CHAVES:

SARS-CoV-2; Marcadores de prognóstico; citocinas e anafilotoxinas


PÁGINAS: 117
RESUMO:

Introdução: A infecção por síndrome respiratória aguda grave do coronavírus 2 (SARS-CoV-2) se espalhou rapidamente, resultando na pandemia da doença do coronavírus 2019 (COVID-19). A patogênese da COVID-19 está associada a uma resposta imune inadequada ou exagerada que pode resultar em níveis significativamente elevados de citocinas, aumento do surgimento de trombos, lesão pulmonar, miocardite aguda e falência de múltiplos órgãos. Embora vários dados tenham sido publicados, ainda existem lacunas de conhecimento e marcadores de prognóstico. Assim, nosso objetivo foi avaliar o perfil de citocinas e anafilotoxinas em pacientes com COVID-19 em Alagoas, Brasil, para encontrar marcadores de prognósticos. Metodologia: Estudo observacional transversal, com 76 participantes, sendo 56 com COVID-19 com diagnóstico confirmado por qRT-PCR e 20 doadores sem COVID-19. O estudo foi aprovado pelo comitê de ética humana (30732120.1.0000.5013). Os participantes do grupo controle eram idade, sexo e comorbidades semelhantes ao grupo COVID-19. As amostras de sangue foram obtidas assim que os pacientes chegaram ao HUPAA / UFAL e seu plasma foi quantificado para citocinas (IL-1β, IL-6, IL-8, IL-10, IL-12p70, IFN-α2, IFN-β, IFN-λ1, IFN-λ2 / 3, IFN-γ, TNF-α, IP-10, GM-CSF, IL-2, IL-4, IL-6 e IL-17A) e anafilotoxinas (C3a, C4a e C5a) por ensaios baseados em esferas de citometria de fluxo. Resultados: Os pacientes com COVID-19 apresentaram níveis reduzidos de GM-CSF e níveis aumentados de C3a e C4a, que também foram encontrados como marcadores de gravidade. Também encontramos níveis aumentados de IL-10 e IL-12p70 em pacientes que foram ao óbito com COVID-19 em comparação com aqueles que receberam alta hospitalar. Idosos com COVID-19 tiveram aumento de IFN-λ1, C3a e C4a em comparação com controles idosos. A comparação do sexo dos pacientes com COVID-19 mostrou que as mulheres tinham níveis aumentados de IFN-α2, IFN-λ2 / 3, IFN-γ e GM-CSF. Em comparação ao controle do mesmo sexo, as mulheres COVID-19 tiveram aumento de IFN-γ, C3a e C4a, enquanto os homens tiveram redução de IL-1β, IL-12p70 e GM-CSF, e aumento de C3a e C4a. Por fim, a curva ROC das medidas C3a + C4a teve alta especificidade (100%) e sensibilidade (85%). Conclusão: Idade, sexo e comorbidades alteram citocinas específicas que podem ser marcadores para elas, enquanto o aumento de IL-10 e IL-12p70 pode indicar mau prognóstico da COVID-19. C3a e C4a estavam notavelmente aumentados em pacientes com COVID-19 e poderiam ser marcadores da gravidade da doença, indicando com alta precisão os pacientes que necessitariam de internação na UTI.


MEMBROS DA BANCA:
Presidente - 2151027 - ALEXANDRE URBAN BORBELY
Externo à Instituição - HELDER TAKASHI IMOTO NAKAYA - USP
Externo à Instituição - ROBINSON SABINO DA SILVA - UFU
Notícia cadastrada em: 18/01/2022 10:10
SIGAA | NTI - Núcleo de Tecnologia da Informação - (82) 3214-1015 | Copyright © 2006-2024 - UFAL - sig-app-4.srv4inst1 13/07/2024 12:33