Banca de DEFESA: JOÃO FLÁVIO MONTEIRO SILVA

Uma banca de DEFESA de DOUTORADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE : JOÃO FLÁVIO MONTEIRO SILVA
DATA : 30/03/2022
HORA: 14:00
LOCAL: https://meet.google.com/grj-pzpw-csu (video confeência)
TÍTULO:

Atividade leishmanicida compostos semissintéticos: uma proposta para novas estratégias no tratamento das leishmanioses


PALAVRAS-CHAVES:

Leishmaniose, Compostos semissintéticos, Novos fármacos.


PÁGINAS: 80
RESUMO:

As leishmanioses são um conjunto de doenças causadas por protozoários do gênero Leishmania. Se manifestam através de sintomas variados classificados em dois grandes ramos: agravos tegumentares e agravos viscerais, que no continente americano são associados principalmente a L. amazonensis e L. chagasi, respectivamente, apesar de serem causadas por diferentes espécies ao redor do mundo. São consideradas doenças endêmicas negligenciadas, uma vez que ocorrem principalmente em populações sob vulnerabilidade socioeconômica. A associação da doença com morbidades ou outras doenças infecciosas como AIDS tem grande impacto na duração, intensidade e desfecho da doença, e os tratamentos em vigência estão associados a alto risco de falha terapêutica e toxicidade. Com a busca por melhoramento na farmacoterapia das leishmanioses, são utilizadas pela iniciativa pública das Universidades Federais novas tecnologias como a síntese de fármacos a partir de substâncias bioativas para o desenvolvimento de novos medicamentos. O objetivo desse trabalho foi avaliar o potencial farmacológico de derivados semissintéticos através da atividade contra L. amazonensis e L. chagasi e da eventual citotoxicidade em macrófagos J774.A1. Foram testados derivados com diferentes grupamentos bioativos conhecidos, como triazol-amino-quinonas e hidrazonas. Os resultados indicaram atividade leishmanicida entre os derivados. Na maioria o perfil de toxicidade se mostrou dependente da concentração. Sugere-se a modificação estrutural de alguns derivados e a seleção dos que podem ser explorados ainda nas maiores concentrações em experimentos subsequentes. O desenvolvimento de novos medicamentos segue como um ramo estratégico do combate às leishmanioses, embora ações conjuntas em outras esferas no âmbito da saúde pública também precisem atuar paralelamente para a erradicação das doenças.


MEMBROS DA BANCA:
Presidente - 1358530 - MAGNA SUZANA ALEXANDRE MOREIRA
Interna - 2272670 - ALINE CAVALCANTI DE QUEIROZ
Externo ao Programa - 1506475 - ALYSSON WAGNER FERNANDES DUARTE
Externo ao Programa - 1369387 - JOAO XAVIER DE ARAUJO JUNIOR
Externo ao Programa - 1653558 - LUCIANO APARECIDO MEIRELES GRILLO
Externa à Instituição - CAMILA DE BARROS PRADO MOURA SALES - CESMAC
Notícia cadastrada em: 25/03/2022 11:21
SIGAA | NTI - Núcleo de Tecnologia da Informação - (82) 3214-1015 | Copyright © 2006-2024 - UFAL - sig-app-3.srv3inst1 25/07/2024 06:37