Banca de QUALIFICAÇÃO: LUCAS JOSE SA DA FONSECA

Uma banca de QUALIFICAÇÃO de DOUTORADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE : LUCAS JOSE SA DA FONSECA
DATA : 28/11/2022
HORA: 13:30
LOCAL: Via "Google meeting"
TÍTULO:

IMPACTO DA COEXISTÊNCIA DE SÍNDROME METABÓLICA SOBRE O ESTADO OXIDATIVO SISTÊMICO E ATIVIDADE DE DOENÇA EM PACIENTES COM ARTRITE REUMATOIDE


PALAVRAS-CHAVES:

Palavras-chave: Artrite Reumatoide; Síndrome Metabólica; Diagnóstico Precoce; Estresse Oxidativo; Peroxidação Lipídica.


PÁGINAS: 170
RESUMO:

Introdução: A artrite reumatoide (AR) representa doença autoimune sistêmica com acometimento articular de padrão destrutivo. O estresse oxidativo, condição em que o equilíbrio entre oxidantes e antioxidantes é perdido, favorecendo dano celular e molecular, participa dos mecanismos inflamatórios na AR. Indivíduos com AR estão sob risco cardiovascular aumentado, sendo mais propensos ao desenvolvimento de síndrome metabólica (SMet), condição em que se associam fatores de risco cardiometabólicos com marcado componente inflamatório sistêmico. Neste contexto multifatorial, os pontos de interseção entre AR, estresse oxidativo e SMet não são, ainda, completamente compreendidos. Objetivo: estudar parâmetros clínico-laboratoriais e do estado redox em pacientes com AR em comparação a indivíduos controles com e sem SMet, na busca por biomarcadores auxiliares na avaliação do estado inflamatório sistêmico e de atividade de doença, propondo-se protocolo estruturado de rastreamento de SMet em pacientes com AR. Metodologia: foram selecionados 26 indivíduos controles sem comorbidades conhecidas e 45 pacientes com diagnóstico de AR atendidos no ambulatório de reumatologia do Hospital Universitário Professor Alberto Antunes da Universidade Federal de Alagoas. O diagnóstico de AR foi estabelecido com base nos critérios de classificação do Colégio Americano de Reumatologia/Liga Europeia Contra Reumatismo (ACR/EULAR, 2010) e o diagnóstico de SMet, com base naqueles definidos pela versão harmonizada de 2009. Após avaliação clínica, os pacientes foram submetidos à coleta de amostras de sangue venoso periférico para avaliação bioquímica geral e de marcadores do estado oxidativo (as enzimas superóxido dismutase, SOD; catalase, CAT; arginase, e a quantificação dos níveis de peroxidação lipídica plasmática pelo método do TBARS). Resultados: houve predomínio de indivíduos do sexo feminino em ambos os grupos, sem diferenças significativas para os parâmetros antropométricos e de pressão arterial. Níveis mais elevados de HDL colesterol e fosfatase alcalina foram observados no grupo AR em comparação aos controles, sem diferenças estatisticamente significativas nos demais parâmetros bioquímicos avaliados. A avaliação de peroxidação lipídica plasmática demonstrou níveis mais elevados de malonildialdeído (MDA) nos pacientes com AR em comparação aos controles, e na análise de subgrupo, a coexistência de SMet implicou concentrações mais elevadas de MDA em pacientes com AR, fato não observado quando da presença de SMet no grupo controle. A análise da atividade das enzimas antioxidantes SOD e CAT não evidenciou diferenças significativas entre os grupos controle e AR, seja no componente eritrocitário ou plasmático, com observação semelhante para a atividade da enzima arginase. Conclusão: a despeito do uso de terapia farmacológica com efeito antioxidante como parte do tratamento da AR, o desequilíbrio oxidativo foi evidente nestes pacientes, sendo agravado pela coexistência de SMet, contribuindo para o agravamento do meio pró-inflamatório observado na vigência de AR. O rastreamento da SMet após diagnóstico de AR é fundamental para intervenção precoce sobre fatores de risco cardiovascular e melhoria de desfechos articulares e cardiovasculares em seus portadores, podendo ser facilitado por protocolo estruturado iniciado antes da consulta com reumatologista.

 

 


MEMBROS DA BANCA:
Presidente - 1545496 - LUIZA ANTAS RABELO
Externo(a) ao Programa - 1791653 - FLAVIO TELES DE FARIAS FILHO
Externo(a) ao Programa - 1120995 - SANDRA MARY LIMA VASCONCELOS
Externo(a) ao Programa - 058.526.204-75 - VALERIA NUNES DE SOUZA - UFPE
Notícia cadastrada em: 10/11/2022 15:35
SIGAA | NTI - Núcleo de Tecnologia da Informação - (82) 3214-1015 | Copyright © 2006-2024 - UFAL - sig-app-1.srv1inst1 13/07/2024 12:30