Banca de DEFESA: CLARISSIANE SERAFIM CARDOSO

Uma banca de DEFESA de DOUTORADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE : CLARISSIANE SERAFIM CARDOSO
DATA : 29/11/2022
HORA: 08:30
LOCAL: Universidade Federal de Alagoas
TÍTULO:

Investigação de um cimento de ionômero de vidro modificado por uma argila lamelar nanométrica do tipo hidróxido duplo lamelar fluoretado (HDL-F).


PALAVRAS-CHAVES:

Cárie Dentária; Hidróxido Duplo Lamelar; Cimento de Ionômero de Vidro.


PÁGINAS: 120
RESUMO:

A doença cárie atinge grande parte da população mundial e estratégias visando a prevenção e o controle desta doença tem sido intensamente estudadas, a exemplo do aprimoramento de materiais beneficiados pela nanotecnologia. Nesse sentido, o Cimento de Ionomêro de Vidro (CIV), é muito bem utilizado na técnica do Tratamento Restaurador Atraumático (ART) e destaca-se pela boa adesão dentária e liberação de fluoreto (F-). No entanto, necessita de melhores propriedades físico-químicas para uma melhor eficácia clínica. Assim, o objetivo deste trabalho foi caracterizar e avaliar in vitro e ex vivo um CIV contendo 1, 2, 5 e 10% em peso de uma argila nanométrica do tipo hidróxido duplo lamelar fluoretado (HDL-F). Os grupos ficaram assim designados: CIV/HDL-F 1; CIV/HDL-F 2; CIV/HDL-F 5, CIV/HDL-F 10 e o grupo controle: CIV. Foram confecionados corpos de prova, estes triturados e tamizados para caracterização através das técnicas de difração de raios-X (DRX), espectroscopia de infravermelho com transformada de Fourier (FTIR) e espectrometria de fluorescência de raios X por energia dispersiva (EDX) e microscopia de varredura (MEV). A avaliação mecânica foi realizada nos corpos de prova através do teste de compressão axial (CS), segundo a norma ISO 9917-1:2007. A liberação do F- foi avaliada por leitura de eletrodo específico e os perfis de liberação foram avaliados utilizando os modelos cinéticos: ordem zero, primeira ordem, Higuchi e Korsmeyer-Peppas com ajuda do softawe Statistica 13.3. Ainda, foi avaliada a área sobre a curva (UAC) usando oGraphpad Prism 7. A microinfiltração das amostras foi analisada utilizando dentes humanos do Banco de Dentes – UFPB de modo qualitativo e quantitativo, utilizando o softawe ImageJOs dados foram submetidos ao teste estatístico ANOVA, pos-hoc de Tukey e Kruskal-Wallis utilizando o software SPSS 26.0 e nível de significância de 5% (p < 0,05). De modo estrutural, a argila apresentou-se cristalina diferente do controle e dos produtos modificados que seguiram um padrão amorfo. Bandas espectrais foram observadas no FTIR características dos materiais estudados. A análise elementar de EDX revelou a predominância do magnésio e alumínio para a argila e para o cimento foi visto o cálcio, silício, alumínio, fósforo e sódio. Para os produtos, além destes, o magnésio se fez presente, caracterizando a presença da argila nos compósitos. A análise de compressão axial revelou produtos híbrido menos resistentes em relação ao controle (37,80 MPa). A liberação do fluoreto, revelou uma liberação lenta e sustentada para os produtos e o modelo cinético que mais se ajustou foi o de Korsmeyer-Peppas com formulações do tipo Fick e não Fick de difusão lenta através da camada externa do material. A microinfiltração demonstrou eficiência dos CIVs modificados, com redução da infiltração quando comparado ao controle. Concluiu-se que dentre os produtos analisados, o que mais se destacou foi o CIV/HDL-F 5%, com menor grau de infiltração na interface dente-restauração, podendo ser indicado como material restaurador de uso clínico. Ademais, sugere-se estudos in vivo para melhor elucidar o uso e aplicabilidade clínica desse material com vistas a redução de lesões iniciais e secundárias de cárie.


MEMBROS DA BANCA:
Presidente - 1527220 - CAMILA BRAGA DORNELAS
Externo(a) ao Programa - 1885138 - ISABEL CRISTINA CELERINO DE MORAES PORTO
Externo(a) ao Programa - 1797785 - LUCAS MEILI
Externo(a) ao Programa - 3495043 - NATANAEL BARBOSA DOS SANTOS
Externo(a) ao Programa - 3307345 - RODRIGO BARROS ESTEVES LINS
Notícia cadastrada em: 05/12/2022 13:32
SIGAA | NTI - Núcleo de Tecnologia da Informação - (82) 3214-1015 | Copyright © 2006-2024 - UFAL - sig-app-2.srv2inst1 13/07/2024 13:54