Banca de QUALIFICAÇÃO: DENILSON DE MORAIS SILVA

Uma banca de QUALIFICAÇÃO de DOUTORADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE : DENILSON DE MORAIS SILVA
DATA : 05/03/2024
HORA: 14:00
LOCAL: Instituto de Física - UFAL
TÍTULO:

PROPRIEDADES DE PÓLARONS SOB INFLUÊNCIA DE CAMPOS EXTERNOS


PALAVRAS-CHAVES:

Pólaron, não linearidade, polı́mero, campo elétrico, homodı́meros, campo magnético.


PÁGINAS: 90
RESUMO:

No presente texto, investigamos três sistemas distintos com propriedades não lineares e atuação de campos externos. No primeiro trabalho, estudamos a formação e dinâmica de pólarons em cadeias poliméricas de homodı́meros, onde estruturas cı́clicas rı́gidas permitem interações com o elétron de condução por meio de acoplamento elétron-rede. Observamos uma transição de pólarons móveis para estacionários em torno da posição inicial a medida que aumentamos o parâmetro de  coplamento, quando a velocidade dos mesmos diminuem até ser nula. Análises de grandezas fı́sicas indicam que o grau de  localização aumenta com o parâmetro de acoplamento, enquanto os desnı́veis de energia entre as estruturas cı́clicas mais  próximas afetam a dinâmica em tempos longos. O parâmetro de acoplamento crı́tico decresce com o incremento do desnı́vel, conforme análise complementar da velocidade inicial de saı́da do pólaron para várias configurações de desnı́veis de energia,  permitindo a elaboração de um diagrama discriminando os dois regimes. No segundo trabalho, estudamos a dinâmica e  formação de pólarons em um cristal molecular unidimensional sob a influência de campos elétricos estáticos e harmônicos. O polı́mero possui vibrações intermoleculares acoplados ao elétron de condução. Explorando configurações de campos que promovem o transporte direcional, mostramos a formação de pequenos pólarons, movendo-se a velocidades próximas à do som do cristal quando o parâmetro de acoplamento atinge um valor especı́fico. Com acoplamento fraco, a dinâmica é similar à do elétron livre direcional pelos campos, mas com acoplamento forte o suficiente, os pólarons permanecem estáticos em torno da posição inicial. Explorando diferentes amplitudes de campos elétricos e acoplamentos elétron-rede, montamos um diagrama de fases mostrando que os parâmetros crı́ticos de transição entre os estados cresce com o campo, revelando também a formação de pólarons metaestáveis. No último trabalho estudamos um elétron em redes bidimensionais quadrada e honeycomb sob um campo magnético constante. Formulamos equações de Schrödinger para ambas as redes considerando a influencia do campo. Ao analisar o pacote eletrônico gaussiano inicialmente em repouso, identificamos distintos regimes, incluindo respirações regulares ou em repouso numa configuração de autoestado quando a largura é o comprimento magnético, o nı́vel mais baixo de Landau. Com momento inicial do elétron ao redor do ponto Γ, surge uma dinâmica de cı́clotron com medidas de raio orbital e frequência de oscilação em total acordo com a aproximação semiclássica. As oscilações tornam-se mais complexas à medida que nos afastamos significativamente do ponto Γ, revelando regimes dinâmicos com vórtices e padrões de interferência, destacando caracterı́sticas únicas das estruturas das redes.


MEMBROS DA BANCA:
Presidente - 1120933 - MARCELO LEITE LYRA
Interno(a) - 2318874 - FRANCISCO ANACLETO BARROS FIDELIS DE MOURA
Interno(a) - 1366820 - IRAM MARCELO GLERIA
Notícia cadastrada em: 01/03/2024 07:42
SIGAA | NTI - Núcleo de Tecnologia da Informação - (82) 3214-1015 | Copyright © 2006-2024 - UFAL - sig-app-4.srv4inst1 30/05/2024 09:32