Banca de DEFESA: GICLENIO CAVALCANTE DA SILVA

Uma banca de DEFESA de DOUTORADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE : GICLENIO CAVALCANTE DA SILVA
DATA : 29/05/2023
HORA: 14:00
LOCAL: Física
TÍTULO:

Fabricação de chips de acustofluídica com técnicas de impressão 3D


PALAVRAS-CHAVES:

Acustofluídica, Microfluídica, Impressão 3D, Lab-on-a-Chip


PÁGINAS: 150
RESUMO:

A manipulação de partículas ou microestruturas sem contaminação, seja pelo meio ou por contato direto, desperta um interesse considerável para estudos de manipulação e enriquecimento de células em biotecnologia, desenvolvimento de novos fármacos e aplicações em diagnósticos. Nesse contexto, é necessário investigar técnicas que possibilitem esse processo de forma eficiente e confiável. Os chips acustofluídicos surgem como uma alternativa simples e funcional para alcançar esses objetivos, e nas últimas décadas, tem havido um crescimento significativo no desenvolvimento desses dispositivos lab-on-a-chip. Este trabalho aborda especificamente a fabricação de dispositivos acustofluídicos, que combinam técnicas de microfluídica com sistemas ultrassônicos para manipulação precisa de partículas ou microestruturas. São estudados as fenômenos físicos envolvidos nesse processo e como o comportamento desses fenômenos afeta as funcionalidades agregadas aos chips. Para isso, apresentamos o processo de fabricação, incluindo a etapa de projeto através de simulação analítica, modelagem 3D e fabricação por manufatura aditiva, utilizando uma impressora DLP com tecnologia de resina fotopolimerizável. O resultado é um dispositivo capaz de levitar e padronizar objetos ou células na escala microscópica, proporcionando uma plataforma versátil para diferentes aplicações. A fim de garantir o pleno funcionamento e aprimorar a eficiência do chip de achustofluídica, foi realizada uma avaliação minuciosa de seu desempenho. Conduzimos experimentos para caracterizar a frequência de ressonância do dispositivo fabricado, visando otimizar sua eficiência e capacidade de manipulação. Além disso, realizamos testes de estabilidade ao longo de períodos prolongados, inclusive vários dias, para observar o comportamento do protótipo em condições reais de operação. Analizamos experimentalmente a energia da microcavidade e a pressão da onda incidente, a fim de compreender melhor os fenômenos envolvidos e aprimorar o projeto do dispositivo. Adicionalmente, foram exploradas aplicações pioneiras para estudos de células por espectroscopia Raman, uma técnica analítica poderosa para análise molecular. O objetivo foi reduzir o tempo de análise, aumentar a praticidade e amplificar o sinal obtido, utilizando o chip como plataforma de suporte para esses estudos. Realizamos um estudo de macrófagos e avaliação de eritrócitos, obtendo seus espectros Raman e comparando-os com resultados da literatura, com o intuito de validar a eficácia e a precisão do dispositivo em aplicações biomédicas. Por fim, discutimos as amplas aplicações da tecnologia desenvolvida neste trabalho no contexto do diagnóstico por imunoaglutinação. Através dessa tecnologia inovadora, espera-se oferecer diversas vantagens em relação aos métodos atualmente utilizados, como maior sensibilidade, rapidez e facilidade de uso. Essas perspectivas têm o potencial de beneficiar significativamente a sociedade e os setores de saúde, proporcionando avanços no diagnóstico.


MEMBROS DA BANCA:
Externo(a) à Instituição - ANTONIO ADILTON OLIVEIRA CARNEIRO - USP
Presidente - 1282899 - GLAUBER JOSE FERREIRA TOMAZ DA SILVA
Interno(a) - 3934870 - JOSE HENRIQUE ARAUJO LOPES DE ANDRADE
Interno(a) - 2356200 - JOSE PEREIRA LEAO NETO
Externo(a) à Instituição - RODRIGO PEREIRA BARRETTO DA COSTA FELIX
Notícia cadastrada em: 22/05/2023 14:26
SIGAA | NTI - Núcleo de Tecnologia da Informação - (82) 3214-1015 | Copyright © 2006-2024 - UFAL - sig-app-2.srv2inst1 30/05/2024 09:53