Banca de QUALIFICAÇÃO: JOENNEYRES RAIO DE SOUZA AMANCIO



Uma banca de QUALIFICAÇÃO DE MESTRADO foi cadastrada pelo programa.

DISCENTE: JOENNEYRES RAIO DE SOUZA AMANCIO
DATA: 16/03/2020
HORA: 14:00
LOCAL: Sala de Reunião/Centro de Educação - UFAL
TÍTULO:

Aprendizagem Baseada em Problemas no Ensino da Geometria


RESUMO:

Este estudo investiga como a Aprendizagem Baseada em Problemas (ABP) associada a sala de aula interativa favorece os processos de ensino e aprendizagem de conceitos geométricos de alunos do 6º ano do ensino fundamental. Com a finalidade de alcançar esse objetivo geral adotamos os seguintes objetivos específicos: compreender as possibilidades da aprendizagem baseada em problemas como estratégia nas práticas de ensino que favoreçam espaços de aprendizagem de conceitos geométricos; investigar como a aprendizagem baseada em problemas contribui para o processo de aprendizagem com base na percepção dos alunos em atividades desenvolvidas por meio do ensino híbrido, utilizando a sala de aula interativa; verificar de que modo os alunos (re)significam seus saberes relacionados aos conceitos geométricos tomando como apoio a metodologia da aprendizagem baseada em problemas. Buscamos fundamentação nos seguintes autores: para o Ensino Híbrido, Bacich, Neto e Trevisani (2016); Sala de Aula Interativa, Silva (2010) e Bergamann e Sams (2016); Aprendizagem Baseada em Problemas, Munhoz (2015) Ribeiro (2010) e a respeito do uso dos recursos tecnológicos nos fundamentamos em Bairral e Carvalho (2019), Costa e Pinto (2017) e Alves et al. (2019). Essa pesquisa tem caráter qualitativo fundamentada nos estudos de Flick (2009) e Creswell (2010), com abordagem de pesquisa-ação baseado em Thiollent (2011). Participaram desse estudo 19 alunos de uma escola privada localizada no município de Olho D’Água das Flores no sertão alagoano. Para coleta de dados utilizamos de entrevista semiestruturada fundamentada em Rodrigues (2019), dos exercícios realizados pelos alunos, das discursões no grupo de WhatsApp e das maquetes produzidas pelos alunos. No momento de análise dos dados coletados fundamentamos em Bardin (2016), Franco (2019) e Rodrigues (2019). Constatamos que a utilização das metodologias ativas proporcionam avanços na aprendizagem dos alunos envolvidos nesse processo, configurando como novas maneiras de aprender e ensinar a Matemática, pela interação e colaboração dos sujeitos envolvidos nesse estudo.


PALAVRAS-CHAVE:

Aprendizagem Baseada em Problemas, Ensino Híbrido, Área de Figuras planas.


PÁGINAS: 126
GRANDE ÁREA: Ciências Humanas
ÁREA: Educação

MEMBROS DA BANCA:
Presidente - 1835901 - CARLONEY ALVES DE OLIVEIRA
Interno(a) - 497.012.404-30 - GIVALDO OLIVEIRA DOS SANTOS - UNICAMP
Externo(a) ao Programa - 1696115 - MERCEDES BETTA QUINTANO DE CARVALHO PEREIRA DOS SANTOS
Externo(a) à Instituição - MARCELO ALMEIDA BAIRRAL - UFRRJ
Notícia cadastrada em: 11/03/2020 09:53
SIGAA | NTI - Núcleo de Tecnologia da Informação - (82) 3214-1015 | Copyright © 2006-2024 - UFAL - sig-app-4.srv4inst1 22/05/2024 03:14