Banca de QUALIFICAÇÃO: AMANDA CRISTINE LOPES MARQUES

Uma banca de QUALIFICAÇÃO de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE : AMANDA CRISTINE LOPES MARQUES
DATA : 13/08/2021
HORA: 14:00
LOCAL: Plataforma Google Meet - Remoto
TÍTULO:

O numeramento na transição da Educação Infantil para o 1º ano do Ensino Fundamental: uma proposta metodológica para a construção do sentido de número. 


PALAVRAS-CHAVES:

Sentido de Número. Processos Mentais. Numeramento


PÁGINAS: 150
RESUMO:

A construção do sentido de número depende do desenvolvimento significativo dos processos mentais estudados por Piaget e Constance Kamii e que embasam o pensamento aritmético. Dessa forma, a presente pesquisa teve como objetivo investigar o processo de construção, conservação e ressignificação do sentido de número na transição da Educação Infantil para o 1º ano do Ensino do Fundamental. Para tanto, a pesquisa de abordagem qualitativa caracterizada por um estudo de caso com intervenção, envolveu a aplicação de uma proposta metodológica composta por uma sequência didática e pós-teste para um grupo de alunos do 1º ano do Ensino Fundamental de uma escola do município de Maceió (Alagoas). A sequência didática e o pós–teste foram constituídos de atividades voltadas para os processos mentais de contagem, quantificação, ordenação, agrupamento, correspondência, comparação, classificação, comparação, sequenciação, seriação, conservação e inclusão; para os conhecimentos físico, social e lógico-matemático e para as abstrações empírica e reflexiva. Os resultados da aplicação da sequência didática revelaram que os alunos apresentavam dificuldades em relação aos processos mentais de contagem, quantificação, correspondência, ordenação, agrupamento, sequência numérica e conservação, gerando desta forma, impactos para o desenvolvimento da abstração reflexiva e do conhecimento lógico-matemático, bem como para as estruturas do campo conceitual aditivo relacionadas às ações de juntar, acrescentar, separar, retirar presentes nas operações de adição e subtração. Esses resultados decorreram do período pandêmico de 2020 em que a etapa da Educação Infantil foi realizada de modo remoto em virtude da suspensão das aulas presenciais, constatando-se uma defasagem na aprendizagem. O desempenho dos alunos melhorou nas atividades da sequência didática que envolveram o trabalho em grupo e material concreto, contribuindo para o desenvolvimento do conhecimento físico e social e da abstração empírica. Analisados os resultados da aplicação da sequência didática e considerando-se o trabalho docente realizado, procedeu-se ao pós-teste, constatando-se que houve uma melhora significativa no desenvolvimento dos processos mentais de contagem, quantificação, correspondência, ordenação, agrupamento, havendo ainda dificuldade com sequência numérica e conservação de quantidades, assim como em relação às ações do campo aditivo (juntar, acrescentar, separar, retirar), nas quais os alunos conseguiram desenvolver estratégias para realizá-las. Identificamos que há indícios de desenvolvimento da abstração reflexiva e do conhecimento lógico-matemático e melhora na abstração empírica. A pesquisa possibilitou constatar que para o grupo pesquisado, considerando-se a excepcionalidade do período pandêmico de 2020, a construção do sentido de número e do numeramento estão sendo desenvolvidos no 1º ano do Ensino Fundamental com o retorno das aulas presenciais, não tendo ocorrido a fase de transição e desenvolvimento das ideias matemáticas iniciais e suas respectivas habilidades na etapa da Educação Infantil.


MEMBROS DA BANCA:
Presidente - 1049316 - CLAUDIA DE OLIVEIRA LOZADA
Interno - 497.012.404-30 - GIVALDO OLIVEIRA DOS SANTOS - IFAL
Externo à Instituição - KLINGER TEODORO CIRÍACO - UFSCAR
Notícia cadastrada em: 23/07/2021 09:22
SIGAA | NTI - Núcleo de Tecnologia da Informação - (82) 3214-1015 | Copyright © 2006-2024 - UFAL - sig-app-1.srv1inst1 22/05/2024 02:29