Banca de QUALIFICAÇÃO: JAMILLY SOUZA TENORIO

Uma banca de QUALIFICAÇÃO de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE : JAMILLY SOUZA TENORIO
DATA : 17/09/2021
HORA: 14:00
LOCAL: webconferencia google meet
TÍTULO:

Etnomatemática: um estudo sobre os conhecimentos matemáticos na produção ceramista da comunidade remanescente do Quilombo dos Palmares- AL


PALAVRAS-CHAVES:

Etnomatemática. Comunidade Remanescente Quilombola. Histórias em Quadrinhos (HQs). Educação Matemática.


PÁGINAS: 199
RESUMO:

Ao longo da nossa história, diferentes grupos sociais produziram/produzem conhecimentos e experiências que são resultados das suas vivências do cotidiano, como pessoas carregadas de significados que trazem técnicas, processos de organização e até mesmo de contagens, medições e formas geométricas que fazem sentido ao espaço em que vivem. Dessa forma, com a preocupação em promover possibilidades de ensino e de aprendizagem matemática, na necessidade de valorização e redescoberta de conhecimentos, foi desenvolvida esta pesquisa com a finalidade de compreender a matemática que é subtendida pelo grupo cultural da comunidade remanescente quilombola do Múquem, em União dos Palmares- AL e de associar os saberes à matemática formal que é ensinada na escola. De perspectiva interdisciplinar, utiliza-se as contribuições das Histórias em Quadrinhos (HQs) no processo de aprendizagem da matemática, como um recurso comunicativo, criativo, motivador e interessante. Assim, mediado por um momento de distanciamento social na situação de pandemia, o processo de ensino e aprendizagem ocorreu no ambiente de sala de aula virtual por meio do ensino remoto. A pesquisa foi de cunho qualitativo fundamentada na metodologia por estudo de caso, tanto na comunidade quilombola quanto na sala de aula virtual. Os sujeitos participantes da pesquisa foram duas artesãs da comunidade quilombola do Múquem e alunos do 7º ano do Ensino Fundamental II de uma escola de rede pública estadual. Para obtenção dos dados na comunidade, utilizou-se entrevista, filmagens e registros fotográficos do processo de manipulação das peças de barro das artesãs. Na sala de aula online, foram utilizadas duas atividades diagnósticas (inicial e final), um questionário, quatro HQs criadas e elaboradas pela pesquisadora junto com atividades de aprofundamento sobre as áreas temáticas da matemática, através do software pixton, além de uma avaliação por rubrica, com objetivo de avaliar o processo de estudo ocorrido pelos alunos durante a pesquisa. As áreas temáticas utilizadas para estruturar as HQs foram: números, álgebra, geometria, grandezas e medidas. Para a análise dos dados utilizamos quatro categorias de análises baseadas no conhecimento matemático cultural, conhecimento prévio do aluno, implementação das HQs, aprendizagem e desempenho. Portanto, os resultados apontaram para o uso benefício das histórias em quadrinhos na sala de aula como um recurso que apresenta potencialidade, envolvimento, curiosidade e criatividade de elaboração e utilização matemática na sala de aula, valorizando as vivências de um povo potencialmente carregado de saberes que precisam ser compreendidos em sua diversidade. Além de favoreceram incentivo à leitura, a motivação e compreensão de conteúdos da matemática como um sujeito crítico, as HQs permitiram trazer interesse e significado para os domínios de conhecimento prático da vida da comunidade quilombola com reconhecimento da cultura.


MEMBROS DA BANCA:
Presidente - 497.012.404-30 - GIVALDO OLIVEIRA DOS SANTOS - IFAL
Interno - 1835901 - CARLONEY ALVES DE OLIVEIRA
Externa à Instituição - ODALÉA APARECIDA VIANA - UFU
Externa à Instituição - REGINA MARIA DE OLIVEIRA BRASILEIRO - IFAL
Notícia cadastrada em: 09/09/2021 11:59
SIGAA | NTI - Núcleo de Tecnologia da Informação - (82) 3214-1015 | Copyright © 2006-2024 - UFAL - sig-app-1.srv1inst1 20/05/2024 00:47