Banca de DEFESA: ÂNGELA MARIA FERREIRA BELÉM

Uma banca de DEFESA de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE : ÂNGELA MARIA FERREIRA BELÉM
DATA : 31/08/2023
HORA: 10:00
LOCAL: Sala 101, Bloco 7
TÍTULO:

Pensando a epistemologia de Gaston Bachelard a partir de práticas investigativas


PALAVRAS-CHAVES:

Ensino de Ciências; epistemologia de Gaston Bachelard; ensino por Investigação.


PÁGINAS: 114
RESUMO:

Para Bachelard (2005) o espírito científico se desenvolve por meio de rupturas com o senso comum e com os pré-conceitos do pensamento espontâneo. Essa premissa subjaz a ideia de que o conhecimento não-científico é classificado como intuitivo e desprovido do caráter problemático da ciência. No entendimento de Bachelard (2005) a ciência pautada nesse modelo claro se torna perniciosa para o desenvolvimento do espírito científico, isso porque sendo uma ciência evidente imobiliza a evolução do conhecimento. Acreditamos que trazer essa reflexão de Bachelard para o âmbito didático pode contribuir para práticas que ensinem aos alunos a perceberem a Ciência de maneira problemática, reflexiva, controversa, construtiva e principalmente pautada pela dinâmica retificadora do saber, o que significa que o conhecimento não se constitui por um somatório de ideias, mas pela ruptura de teorias e leis. Para refletir sobre o pensamento de Bachelard na prática docente trouxemos como ponto de partida o ensino de Ciências por investigação, isso porque essa abordagem de ensino não se limita a manipulação de objetos envolvidos em atividades de Ciências. É marca dessa abordagem incentivar os alunos a desenvolver ações que nas palavras de Bachelard (2005, p. 24) podem ser designadas como “[...] dialetizar todas as variáveis experimentais, oferecer enfim à razão razões para evoluir.”. Essas ações no ensino de ciências por investigação podem ser classificadas como: delineamento e testar hipóteses, interpretação, registro e comparação de dados, e ainda, debates, justificativas, argumentações e explicações de ideias. Postas essas questões, destacamos que é objetivo geral desse estudo refletir sobre a epistemologia de Gaston Bachelard e suas possíveis contribuições para o ensino de ciências, a partir do ensino de Ciências por investigação. Nesse sentido, realizamos uma pesquisa bibliográfica de base qualitativa com a intenção de responder ao seguinte problema de pesquisa: a partir do ensino de Ciências por investigação como é possível pensar em práticas didáticas aproximadas à epistemologia de Bachelard? Como percurso metodológico realizamos leituras em fontes de pesquisas primárias e secundárias das obras de Gaston Bachelard, bem como leituras sobre o ensino de Ciências por investigação. Também recorremos à análise categorial de Bardin (2011) como forma de tratar e organizar dados que demonstrassem possíveis aproximações e distanciamentos do pensamento de Bachelard e o ensino de Ciências por investigação. Com base nos elementos emergidos das categorias é que fizemos análise de conteúdo, o que nos permitiu identificar que há indícios apontando a seguinte questão: o ensino de ciências por investigação possui algumas características que no âmbito didático podem aproximar os postulados de Bachelard às práticas de ensino em ciências. Essa aproximação pode ser verificada a partir da análise de categorias que apontam elementos que se relacionam entre os dois objetos de estudo aqui tratados, sendo alguns deles: o problema como eixo motor da construção do conhecimento; o erro como questão singular para produção do conhecimento científico; a autoridade intelectual como elemento fundante para o desenvolvimento da ciência autêntica.


MEMBROS DA BANCA:
Presidente - 3198794 - ELTON CASADO FIREMAN
Interno(a) - 1120572 - JENNER BARRETTO BASTOS FILHO
Externo(a) ao Programa - 1835863 - ANDERSON DE ALENCAR MENEZES
Externo(a) à Instituição - ROSA MARIA OLIVEIRA TEIXEIRA DE VASCONCELOS
Notícia cadastrada em: 28/08/2023 12:10
SIGAA | NTI - Núcleo de Tecnologia da Informação - (82) 3214-1015 | Copyright © 2006-2024 - UFAL - sig-app-2.srv2inst1 22/05/2024 02:10