PPGCF PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM CIÊNCIAS FARMACÊUTICAS INSTITUTO DE CIÊNCIAS FARMACÊUTICAS Telefone/Ramal: (82) 32141792

Banca de DEFESA: CAMILA BIANCA FERREIRA DA ROCHA

Uma banca de DEFESA de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE : CAMILA BIANCA FERREIRA DA ROCHA
DATA : 08/03/2022
HORA: 08:00
LOCAL: Vìdeoconferência
TÍTULO:

CARACTERIZAÇÃO DE AMILASE PRODUZIDA POR LARVAS DE TRIBOLIUM CASTANEUM E APLICAÇÃO NA REMOÇÃO DE SUJIDADES EM TECIDOS DE ALGODÃO

 


PALAVRAS-CHAVES:

Carboidrase. Detergentes Enzimáticos. Besouro vermelho da farinha. Enzimas.


PÁGINAS: 62
RESUMO:

Uma praga, em sentido amplo, pode ser definida como o inseto (ou outro organismo) que causa danos diretos ao ser humano, ao seu gado, à sua colheita ou, ainda, às suas posses. A espécie Tribolium castaneum Herbst (coleóptera: Tenebrionidae), destaca-se como uma das principais pragas, a qual, em particular, representa 9% de perda econômica de grãos armazenados em países desenvolvidos, de modo que, nos países em desenvolvimento, essas perdas podem representar 20% em todo o mundo. Devido à sua ampla distribuição ao redor do globo e suas características, o intestino desta espécie pode ser utilizado como fonte de enzimas visando estudos para o controle de pragas e aplicações. Neste trabalho, objetivou-se a caracterização e aplicação biotecnológica de uma enzima amilase, proveniente de larvas de Tribolium castaneum, na remoção de sujidades de tecidos de algodão. Para tanto, tecidos de algodão, previamente delimitados e manchados com solução de amido à 1% e molho de tomate comercial, foram submetidos ao processo de lavagem com extrato bruto enzimático isoladamente e na presença de dois sabões em pó comerciais, detergente A e detergente B. Além disso, caracterizou-se o extrato bruto em relação a parâmetros como temperatura ótima e estabilidade térmica, pH ótimo e o comportamento na presença de alguns íons metálicos, como cobre, zinco, cálcio e o agente quelante EDTA. A espectrofotometria foi utilizada como método analítico para comprovação da remoção das sujidades nos tecidos. Observou-se que, a enzima amilase em estudo, apresentou atividade relativa ótima em ampla faixa de pH, a saber, de 5 à 9, temperatura ótima em 37°C e atividade residual de mais de 80% em 50°C, demonstrando, assim, estabilidade térmica nesta temperatura. Na presença de alguns íons metálicos as maiores taxas de inbição, em relação às concentrações 10mM, 1mM e 0,1mM, foram referentes ao sulfato de cobre (CuSO4) que compreendeu, 95%, 89% e 86% de inibição, respectivamente. Em relação à potencialidade de detergência, observou-se que o extrato enzimático teve a capacidade de quebra do amido nos tecidos sujos com solução de amido e, demonstrou ainda poder limpante superior, se comparado aos detergentes comerciais em estudo, frente ao tecido sujo com molho de tomate comercial, implicando, assim, num importante aliado e potencial enzima adjuvante a ser incorporada na indústria de detergentes enzimáticos e outros produtos para a limpeza.


MEMBROS DA BANCA:
Interna - 1527220 - CAMILA BRAGA DORNELAS
Interno - 1653558 - LUCIANO APARECIDO MEIRELES GRILLO
Externo ao Programa - 2089586 - FRANCIS SOARES GOMES
Notícia cadastrada em: 07/03/2022 12:45
SIGAA | NTI - Núcleo de Tecnologia da Informação - (82) 3214-1015 | Copyright © 2006-2024 - UFAL - sig-app-1.srv1inst1 20/05/2024 00:30