PPGCF PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM CIÊNCIAS FARMACÊUTICAS INSTITUTO DE CIÊNCIAS FARMACÊUTICAS Telefone/Ramal: (82) 32141792

Banca de QUALIFICAÇÃO: JOAO PEDRO MONTEIRO CAVALCANTE

Uma banca de QUALIFICAÇÃO de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE : JOAO PEDRO MONTEIRO CAVALCANTE
DATA : 10/06/2022
HORA: 14:00
LOCAL: Vìdeoconferência
TÍTULO:

ATIVIDADE IMUNOMODULADORA DA APITOXINA E MELITINA EM MACRÓFAGOS ATIVADOS POR LIPOPOLISSACARÍDEO IN VITRO


PALAVRAS-CHAVES:

Apitoxina, melitina, imunomodulação, macrófagos murinos.


PÁGINAS: 52
RESUMO:

A apitoxina é uma substância produzida por abelhas que possui inúmeras atividades biológicas tendo como principal peptídeo biologicamente ativo a melitina. Dentre as células da resposta imune, destacam-se os macrófagos, que podem atuar nas respostas pró- ou anti-inflamatória, sendo células-alvo importantes para busca de substâncias capazes de modular a resposta imune. Assim, este estudo teve como objetivo avaliar a atividade imunomoduladora da apitoxina (API) e melitina (MEL) em macrófagos ativados por lipopolissacarídeo (LPS) in vitro. Para isso, foram utilizados macrófagos murinos (J774.A1) que foram inicialmente incubados por 48h com API ou MEL para a determinação da concentração máxima não tóxica (CMNT) a partir de ensaios de viabilidade celular, cujos resultados obtidos foram 3,125 μg/ml e 0,625μg/ml, respectivamente. Para a avaliação da atividade imunomoduladora dos compostos, os macrófagos foram ativados in vitro com LPS (200 ng/mL) e tratados com API ou MEL. A atividade imunomoduladora foi investigada por meio de imunofenotipagem por citometria de fluxo, com a avaliação da expressão dos marcadores F4/80 e CD86 e parâmetros de tamanho relativo (FSC) e complexidade/granulosidade (SSC). Também foi avaliada a produção de citocinas pró- e anti-inflamatórias através da metodologia de Cytometric Bead Array (CBA). Foi possível observar que a MEL diminuiu a expressão de CD86, bem como o tamanho e a complexidade/granulosidade dos macrófagos ativados, enquanto a API aumentou a expressão de CD86 e F4/80, e aumentou os parâmetros de tamanho e complexidade celular relativa. Ainda, detectou-se também que a MEL diminuiu a porcentagem de células produtoras de TNF-α intracelular e dos níveis das citocinas IL-6 e TNF-α no sobrenadante de cultivo celular. De modo oposto, a apitoxina aumentou a porcentagem de células produtoras de TNF-α intracelular, bem como dos níveis de IL- 6 e TNF-α no sobrenadante. Não se verificou uma diferença estatisticamente significativa nos níveis de IL-10 em ambos os tratamentos, com API ou MEL, quando comparados ao controle não-tratado estimulado com LPS. Em conclusão, neste estudo verificou-se a atividade imunoestimulante da API e imunossupressora/anti- inflamatória da MEL em macrófagos em um contexto inflamatório estimulado por LPS in vitro, contribuindo para o desenvolvimento de novos agentes bioativos com atividade imunomoduladora.


MEMBROS DA BANCA:
Interno - 1612086 - ENIO JOSE BASSI
Interno - 1488396 - TICIANO GOMES DO NASCIMENTO
Externo à Instituição - Vinicius de Andrade Oliveira - UFABC
Notícia cadastrada em: 08/06/2022 08:55
SIGAA | NTI - Núcleo de Tecnologia da Informação - (82) 3214-1015 | Copyright © 2006-2024 - UFAL - sig-app-2.srv2inst1 19/05/2024 23:58