PPGCF PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM CIÊNCIAS FARMACÊUTICAS INSTITUTO DE CIÊNCIAS FARMACÊUTICAS Telefone/Ramal: (82) 32141792

Banca de QUALIFICAÇÃO: JOAO VICTOR LESSA DE OLIVEIRA

Uma banca de QUALIFICAÇÃO de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE : JOAO VICTOR LESSA DE OLIVEIRA
DATA : 03/02/2023
HORA: 13:00
LOCAL: Sala 205 do PPGCF
TÍTULO:

INVESTIGAÇÃO DA COMPOSIÇÃO QUÍMICA E AVALIAÇÃO DO POTENCIAL ANTIBACTERIANO DA PRÓPOLIS MARROM DA REGIÃO DE UNIÃO DOS PALMARES ALAGOAS

 

 

 

PALAVRAS-CHAVES:

Palavras-chave: Própolis Marrom. Composição Química. Flavonóides. Flavonas. Atividade antibacteriana. Atividade antioxidante.


PÁGINAS: 91
RESUMO:

Própolis, termo que designa o material resinoso processado por abelhas a partir de diferentes fontes botânicas, possui composição química complexa, sendo, por esse motivo, bastante importante no desenvolvimento de produtos na indústria farmacêutica e cosmética. Em Alagoas são evidenciadas as própolis do tipo marrom e vermelha da região dos mangues de Alagoas, sendo esta, de origem botânica definida. O estudo da composição química da própolis marrom da região de União dos Palmares vem sendo o motivo de estudo neste trabalho. O estudo de composição química está sendo realizado através de diferentes técnicas analíticas e métodos analíticos como estudos de impressão digital (fingerprint) e possível origem botânica usando técnicas de HPLC-DAD-UV, LC-Orbitrap-FTMS, ensaios químicos de flavonóides totais e atividade antioxidante, bem como ensaio microbiológico de Concentração Inibitória Mínima. A pesquisa consistiu na coleta da própolis marrom do município de União dos Palmares (PMUP) para extração no período entre setembro de 2019 a agosto de 2021. Coletou-se quantidade entre 38 e 91g de amostra in natura de apiários próximos ao município de União dos Palmares. O método extrativo escolhido para a PMUP foi o de maceração, em dois ciclos de 48h, empregando-se 15 g de PMUP e, para cada ciclo, 50 ml de solução hidroetanólica a 92,8 ºGL. Os extratos foram reunidos e concentrados para obter um extrato bruto livre de solvente. Os extratos brutos 5 (mês de janeiro/2021) e 12 (mês de julho/2021) foram armazenados em freezer até o momento dos ensaios de flavonoides totais, atividade antioxidante por DPPH, ensaios microbiológicos e ensaio de perfil cromatográfico. Um estudo de isolamento de marcadores principais da própolis marrom foi realizado com amostra de própolis marrom de outubro de 2019 que foi submetida a particionamento usando extração líquido-líquido para obter fases hexano, hexano-acetato (9:1), hexano-acetato (7:3) e fração diclorometano. A fase diclorometano foi submetida a cromatografia em coluna de celulose como suporte sólido e metanol:H2O acidificada com ácido acético (1%) para obter frações entre 0% de metanol e 100% de metanol. As frações MeOH10%, MeOH20%, MeOH30% e MeOH45% foram submetidas a HPLC-UV semi-preparativo para isolamento de 2 marcadores principais (pinocembrina e naringenina) da própolis marrom de União dos Palmares (PMUP) que foram identificados e confirmados por LC-Orbitrap-FTMS e RMN 1H e 13C. Os extratos brutos de PMUP apresentaram teor de flavonóides totais 0,5 a 2% baseado no padrão de quercetina e alta atividade antioxidante com percentual de sequestro do radical livre DPPH entre 80 e 90%. O ensaio microbiológico usando as cepas Staphylococcus aureus, Enterococcus faecalis, Escherichia coli, Candida albicans, Trichophyton mentagrophytes e Microsporum canis mostrou CIM entre 32 a 1024 µg/mL para fração MEOH20% e CIM entre 16 e 256 µg/mL para fração MEOH35%.



MEMBROS DA BANCA:
Interno(a) - 1885138 - ISABEL CRISTINA CELERINO DE MORAES PORTO
Externo(a) à Instituição - JOHNNATAN DUARTE DE FREITAS - IFAL
Interno(a) - 1488396 - TICIANO GOMES DO NASCIMENTO
Externo(a) ao Programa - 3182288 - VANDERSON BARBOSA BERNARDO
Notícia cadastrada em: 30/01/2023 08:55
SIGAA | NTI - Núcleo de Tecnologia da Informação - (82) 3214-1015 | Copyright © 2006-2024 - UFAL - sig-app-4.srv4inst1 19/05/2024 23:50