PPF PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM FILOSOFIA INSTITUTO DAS CIÊNCIAS HUMANAS, COMUNICAÇÃO E ARTES Telefone/Ramal: Não informado

Banca de QUALIFICAÇÃO: NAILTON FERNANDES DA SILVA

Uma banca de QUALIFICAÇÃO de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE : NAILTON FERNANDES DA SILVA
DATA : 24/08/2022
HORA: 15:00
LOCAL: Espaço virtual link: https://meet.google.com/yyz-fvx
TÍTULO:

A noção de jogos em Heidegger e Wittgenstein. Semelhanças e dessemelhanças


PALAVRAS-CHAVES:

Jogos; Fenomenologia-hermenêutica; Terapia-da-linguagem; Vida-
cotidiana.


PÁGINAS: 45
RESUMO:

A presente pesquisa tem por objetivo pensar semelhanças e dessemelhanças acerca da noção
de jogos (Spiel) em Martin Heidegger e Ludwig Wittgenstein, em suas respectivas obras,
Introdução à Filosofia (1928-29) e Investigações Filosóficas (1953). De modo geral, jogar
(Spielen) implica em nossos filósofos um comprometimento prático com performances que
explicitam a dimensão formativa do ser humano. Em Heidegger, o conceito de jogo se
apresenta como um conceito totalmente “prenhe” de dimensões estruturais normativas
(existenciais) como: compreensão (Verstehen), interpretação (Auslegung), pré-ocupação
(Sorgen) e disposições de ânimo (Befindlichkeit), que acompanham a mobilidade existencial
do Dasein enquanto Ser-no-mundo (Sein-in-der-Welt). Em Wittgenstein, jogo significa jogar
com a linguagem, isto é, se comprometer com os aspectos multiformes que os variados usos
da linguagem evocam em cada contexto que a mesma trabalha. Para melhor desenvolver a
parte mais positiva deste trabalho que envolve a relação comparativa entre conceitos como:
Ser-no-mundo e Forma de vida (Lebensform), faz-se necessário, a início, uma abordagem
propedêutica que denominamos “O caminho dos jogos”, para reavivar um solo comum e
demais esquecido pela tradição filosófica analítica e continental, a vida cotidiana. Desta
forma, nossa defesa nesse primeiro momento se concentrará nos desdobramentos do caminhar
fenomenológico-hermenêutico de M. Heidegger em Ser e tempo (1927), e no caminhar
terapêutico da linguagem de L. Wittgenstein nas Investigações Filosóficas (1953), tudo isso
afim de tornar clara a investigação dos jogos de nossos filósofos que não são em nada óbvios.


MEMBROS DA BANCA:
Interno - 1823351 - FERNANDO MEIRELES MONEGALHA HENRIQUES
Interno - 1365039 - MARCUS JOSE ALVES DE SOUZA
Externo à Instituição - THIAGO ANDRÉ MOURA DE AQUINO - UFPE
Notícia cadastrada em: 23/08/2022 17:08
SIGAA | NTI - Núcleo de Tecnologia da Informação - (82) 3214-1015 | Copyright © 2006-2024 - UFAL - sig-app-2.srv2inst1 24/05/2024 18:59