Dissertações/Teses

Clique aqui para acessar os arquivos diretamente da Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da UFAL

2018
Dissertações
1
  • HELOÍSA CARVALHO CRUZ
  • PADRÃO DE VARIAÇÃO TERMOGRÁFICA EM REGIÕES MUSCULARES E ARTICULARES DE EQUINOS COMPETIDORES DE VAQUEJADA.

  • Orientador : TOBYAS MAIA DE ALBUQUERQUE MARIZ
  • Data: 27/07/2018
  • Mostrar Resumo
  • A vaquejada é um esporte que demanda bastante esforço do animal. Por ser realizada
    principalmente na região nordeste do país, os animais se deparam frequentemente com
    condições características de climas tropicais. Fatores climáticos são causas de estresse e
    induzem resposta fisiológica no animal para manutenção da homeostase, já que as reações
    químicas orgânicas dependem da temperatura interna do corpo. Além disso, a hipertermia é um
    possível mecanismo de causa de fadiga muscular nos cavalos. Uma das utilizações da
    termografia é auxiliar a avaliação fisiológica do cavalo, pois esta tem a capacidade de analisar
    os efeitos da termorregulação eficiente por meio da avaliação da temperatura superficial do
    corpo do animal atleta. Além disso, o estudo da fisiologia do exercício equino também subsidia
    a indústria de bons cavalos para a vaquejada deixando para trás práticas de treinamento que
    se baseiam exclusivamente no senso comum ou empirismo. Isto posto, objetivou-se analisar a
    influência ambiental e da dinâmica do exercício sobre a variação termográfica em regiões
    musculares e articulares dos membros de equinos competidores de vaquejada. Realizou-se um
    estudo avaliando-se 14 equinos utilizados para puxar a rês, sendo 7 no período vespertino e 7
    no período noturno, em momentos de exercício diversos, seguindo a dinâmica normal da prova.
    Os dados foram tabulados em planilhas eletrônicas e processados em um esquema fatorial
    2x4, sendo dois períodos do dia e quatro momentos de exercício, com sete repetições, num
    delineamento inteiramente casualizado, submetendo-se posteriormente a uma análise de
    variância e teste de médias (Tukey 5% de probabilidade). Concluiu-se que diferentes condições
    ambientais e a dinâmica do exercício continuado, próprios à vaquejada, promovem variações

    termográficas nas distintas regiões musculares e articulares analisadas. A termografia mostra-
    se bastante útil na avaliação de equinos atletas, sendo uma ferramenta de fácil manuseio e

    mínima intervenção, podendo ser incluída nas pesquisas relacionadas a vaquejada.

2
  • NATANNI CINTHIA VITOR DA ROCHA
  • Própolis vermelha e guaco na analgesia cirúrgica de cadelas

  • Data: 24/08/2018
  • Mostrar Resumo
  • A dor na rotina clínico-cirúrgica veterinária tem adquirido alta relevância na última década,

    sendo extremamente importante saber identificá-la, mensurar o grau e tratá-la adequadamente.

    A ovariohisterectomia (OH) é uma das cirurgias mais realizadas na clínica cirúrgica de

    pequenos animais, considerada como procedimento promotor de moderada a severa dor

    visceral. A mensuração da dor em animais é um desafio realizado através de avaliações de sinais

    fisiológicos e comportamentais, com pesquisas constantes para desenvolvimento de escalas

    avaliativas de dor. Dentre as escalas mais utilizadas cita-se: a Escala visual analógica (EVA),

    Escala de dor da Universidade de Melbourne (EDUM) e Escala composta de dor de Glasgow

    (ECDG). Muitos fármacos podem ser utilizados para o controle da dor pós-cirúrgica, entre eles

    está o cetoprofeno, que é um dos anti-inflamatórios não esteroidais (AINE’s) mais utilizados e

    considerado de alta eficácia na OH de cadelas. No entanto, atualmente vem sendo estudado

    fármacos fitoterápicos com propriedades analgésicas, anti-inflamatórias e possíveis menores

    efeitos colaterais. A própolis é um produto natural de grande aceitação por suas propriedades

    farmacológicas, atribuídas principalmente pela presença de flavonóides e isoflavonóides em

    sua composição. O guaco, produto natural muito conhecido na cultura popular por sua ação

    benéfica no sistema respiratório, apresenta em sua composição as cumarinas, principais

    responsáveis por suas propriedades terapêuticas. Este trabalho reúne revisão de literatura e

    pesquisa científica intitulada “Própolis vermelha e guaco na analgesia cirúrgica de cadelas”,

    onde foram utilizadas 40 cadelas divididas em 4 grupos: Tratamento Controle (TC), Tratamento

    Própolis (TP), Tratamento Guaco (TG) e Tratamento Própolis-guaco (TPG), com propósito de

    avaliar o efeito analgésico pós-cirúrgico da própolis vermelha de Alagoas e do guaco em relação

    ao cetoprofeno em cadelas submetidas a OH, os quatro tratamentos foram estatisticamente

    satisfatórios, porém, considerando o menor índice de complicações e resgates analgésicos, os

    TC e TPG se apresentaram mais seguros e eficazes.

3
  • EVELYNNE HILDEGARD MARQUES DE MELO
  • Hiperplasia Fibroepitelial Mamária Felina

  • Data: 29/08/2018
  • Mostrar Resumo
  • Hiperplasia Fibroepitelial Mamária Felina (HFMF) é um aumento anormal das mamas desencadeada por distúrbio de progesterona (P4). Com o objetivo de embasar um projeto de pesquisa para encontrar a melhor forma terapêutica, uma revisão de literatura foi realizada. Metodologia: Para a revisão do tema HFMF e a cascata hormonal da mamogênese, foram selecionados artigos, após pesquisa realizada priorizando as bases de dados: Periódicos CAPES, MEDLINE, PubMed, NCBI, Web of Science, livros, entre outras que detinham publicações de interesse. Os conteúdos formam lidos e observações clínicas foram separadas em fichamento, tais como: idade das gatas, uso de contraceptivo a base de P4, início do crescimento mamário, sinais clínicos, descrição de macroscopia, diagnósticos, terapêuticas e prognósticos; do mesmo modo separados dados sobre a mamogênese. Resultados: Ainda não há descrito na literatura um protocolo terapêutico padronizado para abordar HFMF; ainda há uma incompreensão quanto ao mecanismo patogênico; dentre as terapêuticas, há variada prioridade entre OVH, antiprogestágeno e mastectomia aplicada à mamas com persistência de crescimento após a OVH ou com ulceração e necrose cutâneas. Considerações: Por se tratar de uma patologia benigna, a necessidade de mastectomia precisa ser discutida. A patogenia da HFMF ainda é campo aberto à pesquisa devido a interação de hormônios fisiológicos da puberdade, IGF-1 e aspecto nutricional ainda não investigados. A terapêutica é o principal desafio e a interpretação da revisão de literatura demonstra que manejo de feridas (quando presentes) associado a OVH, podem ser suficientes; desse modo um estudo foi programado e conduzido.

4
  • BRUNO NEVES WANDERLEY
  • AVALIAÇÃO ULTRASSONOGRÁFICA DO TEMPO DE ESVAZIAMENTO GÁSTRICO PARA DETERMINAÇÃO DO JEJUM PRÉ-OPERATÓRIO EM CÃES ALIMENTADOS COM DUAS DIETAS


  • Data: 05/09/2018
  • Mostrar Resumo
  • O estudo foi dividido em dois capítulos. No primeiro realizamos uma revisão de literatura sobre as dietas atualmente instituídas na alimentação canina e suas relações com o tempo de esvaziamento gástrico na determinação de um adequado jejum pré-operatório em cães, necessários na medicina veterinária, para minimizar os riscos iatrogênicos que um jejum inapropriado pode ocasionar ao paciente. No segundo apresentamos um artigo científico submetido a revista arquivo brasileiro de medicina veterinária e zootecnia neste, avaliaram-se os efeitos de duas dietas sobre a dinâmica motílica e o tempo de esvaziamento gástrico em cães. Num ensaio clínico randomizado cruzado, seis cães, clinicamente saudáveis, machos, adultos, com peso de 12,38 Kg ±1,34, área corporal 0,537m² ±0,038, foram examinados por ultrassonografia nos tempos pós-prandiais de 00h30m, 05h00m, 07h00m, 09h00m e 12h00m de cada dieta, uma natural sólida úmida e outra industrial sólida seca, ofertadas em dois tratamentos. A passagem do conteúdo estomacal para duodeno aconteceu de forma gradual e contínua sendo mais acentuada na dieta natural. Não identificamos correlação entre as variáveis peso e volume ingeridos sobre o tempo de esvaziamento. A média máxima do índice de motilidade ocorreu em 05h00m para dieta natural e 00h30m para dieta industrial . Os tempos mínimos de esvaziamento gástrico determinados para a dieta natural e industrial são respectivamente de 08h39m (r2=0,89) e 12h11m (r2=0,99) . O tipo de dieta influenciou a variabilidade do tempo de esvaziamento gástrico em cães tornando este estudo útil para futuras investigações de jejum alimentar em cães, além de proporcionar aplicações imediatas nas rotinas clínicas e cirúrgicas, balizando o adequado jejum para as dietas natural úmida e industrial seca.

5
  • LUIZA NEME FRASSY
  • Mastectomia total unilateral utilizando mapeamento linfático: comparação entre diferentes técnicas cirúrgicas e marcadores linfáticos

  • Data: 18/09/2018
  • Mostrar Resumo
  • Neoplasias mamárias são as que mais acometem cadelas não castradas e, por isso, têm alto impacto na medicina veterinária. Pesquisadores têm direcionado esforços para a padronização do diagnóstico, a compreensão do comportamento neoplásico e sua evolução e a descoberta de técnicas que aumentem a sobrevida dos pacientes. Sabe-se que a via linfática é a principal na disseminação metastática locorregional e que o linfonodo sentinela é o primeiro a receber a linfa tumoral. Diversas técnicas, utilizadas de forma única ou combinada, são descritas para o mapeamento linfático. O mapeamento colorimétrico é baseado na visualização direta dos linfonodos sentinela sem a necessidade de equipamentos de detecção especializados. O objetivo do presente estudo foi comparar a eficácia da marcação linfática entre dois marcadores diferentes, o azul de metileno 1% e o verde de indocianina e comparar duas abordagens cirúrgicas para mastectomias totais unilaterais, a técnica por dissecção fina e a por tração manual, considerando tempo cirúrgico, controle da hemorragia no transoperatório e abrangência das margens cirúrgicas mediante coloração do tecido linfático peritumoral. Para tal, foram incluídas no estudo 08 cadelas atendidas na rotina do Hospital Universitário Veterinário da Universidade Federal de Alagoas (HUV- UFAL) submetidas à mastectomia total unilateral, sendo que em quatro foi escolhida a técnica por tração manual utilizando o corante azul de metileno 1%, e nas demais a técnica por dissecção fina utilizando o verde de indocianina 50%. A utilização do azul de metileno 1% para mapeamento linfático em cadelas com neoplasia mamária mostrou um elevado percentual de reações alérgicas em comparação ao verde de indocinanina. A técnica de mastectomia total unilateral por dissecção fina mostrou superioridade em comparação à abordagem por tração manual no que se refere à hemorragia transoperatória. 

6
  • AGNELO DOUGLAS DO NASCIMENTO JÚNIOR
  • Iinfluência do bloqueio da Na+, K+ -ATPase em blastocistos equinos

  • Data: 26/09/2018
  • Mostrar Resumo
  • Atualmente, um dos desafios na reprodução equina é a baixa taxa de sobrevivência
    de embriões criopreservados com diâmetro > 300 μm, usando métodos de
    vitrificação ou clássicos. Pesquisas sobre a influência da bomba de sódio (Na+
    , K+
    -
    ATPase) no desenvolvimento embrionário de eqüinos têm mais de 30 anos e hoje se
    sabe que participa da cavitação embrionária, modifica o gradiente iônico das células
    trofoblásticas, além de influenciar a formação, distribuição e permeabilidade das tight
    junctions (TJ) entre células trofoblásticas. Devido aos diversos tipos de isoformas da
    Na +
    , K+
    -ATPase, a depender das subunidades que a compõe, e a peculiaridades do
    desenvolvimento embrionário nas diferentes espécies, esse trabalho é caracterizado
    por uma revisão de literatura, para demonstrar os resultados dos principais estudos
    na área. Apresenta os resultados de um estudo que foi desenvolvido com o objetivo
    de buscar um meio capaz de reduzir o diâmetro do embrião equino a campo, para
    apoiar a vitrificação do blastocisto. Embriões equinos foram recuperados e
    submetidos a inibição da Na+
    , K+
    -ATPase por 1 ou 6 h, utilizando ouabaína isolada
    ou conjugada à sonda fluorescente (OuabaínaFL), durante incubação a 37° C. Os
    embriões foram avaliados quanto a características morfométricas (microscopia em
    campo claro) e de viabilidade (Hoechst 33342 + iodeto de propídeo). Acredita-se que
    este tenha sido o primeiro estudo que objetivou avaliar primariamente os efeitos da
    inibição da Na+
    , K+
    -ATPase com ouabaina, um inibidor específico, sobre embriões

    equinos. Observou-se que a inibição da Na+
    , K+
    -ATPase com ouabaina é capaz de
    reduzir o diâmtero dos blastocistos equinos, independetemente do dia de
    desenvolvimento (D7 ou D9), tendo sua confirmada a capacidade de ligação aos
    embriões a partir de estudos com ouabaina cojugada a sonda fluorescente. Todavia,
    a inibição da Na+
    , K+
    -ATPase compromente a viabilidade do embrião, não sendo
    recomendada a sua adoção com estratégia para redução do diâmetro de
    blastocistos equinos.

7
  • LARISSA OTAVIANO DA ROCHA
  • Infecção Natural por Burkholderia mallei em Equídeos e cobaios (Cavia porcellus): estudo clínico e avaliação da resposta humoral

  • Orientador : KARLA PATRICA CHAVES DA SILVA
  • Data: 27/09/2018
  • Mostrar Resumo
  • O mormo é uma das doenças mais antigas de equídeos conhecidas. No Brasil,
    a doença foi descrita pela primeira vez em 1811, introduzida provavelmente por
    animais infectados importados da Europa. O agente do mormo, Burkholderia
    mallei é um bacilo Gram-negativo, sem cápsula, aeróbio, não esporulado e
    imóvel, e sua morfologia depende das condições de cultivo. B. mallei pode
    produzir infecção natural em diversas espécies animais, inclusive no homem,
    sendo atualmente considerada uma importante zoonose, especialmente pela
    possibilidade da utilização da bactéria como arma biológica. Os equinos,
    asininos, muares são considerados os principais hospedeiros suscetíveis. A
    transmissão da B. mallei, entre os solípedes, pode ocorrer principalmente
    através da ingestão de alimentos e água contaminada com descarga do trato
    respiratório ou exsudato das lesões cutâneas dos animais doentes, sendo
    possível também a transmissão através da via aerógena e por infecção de
    ferida. O homem pode contrair a infecção através do contato com solípedes
    doentes, sobretudo em aglomerações. O diagnóstico do mormo deve estar
    baseado nas observações das alterações clínicas, patológicas, dados
    epidemiológicos, da identificação do agente bacteriano, através de isolamento
    bacteriano inoculação em animais de laboratório ou caracterização por
    métodos moleculares e testes sorológicos. O tratamento de animais
    acometidos pelo mormo não é indicado, pois se tornam portadores subclínicos,
    tornando-se fonte de infecção para outros animais e para o homem. Com isso,
    objetivou-se estudar os aspectos de diagnóstico clínico, imunológico,
    anatomopatológico e microbiológico em equídeos naturalmente infectados por
    Burkholderia mallei.

8
  • RAFAELLE SANTOS SANTANA
  • Mastite subclinica e associação dos agentes etiológicos com a contagem de células somáticas em vacas mestiças Holandês-Gir

  • Data: 27/09/2018
  • Mostrar Resumo
  • - A mastite é a alteração patológica que mais ocasiona perdas econômicas na
    produção leiteira no país e no mundo, além de ocasionar riscos à saúde pública. A
    identificação dos principais agentes etiológicos causadores de mastite e a associação
    destes com a contagem de células somáticas (CCS) são ferramentas imprescindíveis
    para prevenir e controlar a doença nos rebanhos. O objetivo do presente estudo foi
    avaliar a ocorrência da mastite subclínica e a associação entre os microrganismos
    isolados e a CCS obtida em propriedades de bovinos leiteiros predominantemente 1/2
    Holandês-Gir e predominantemente 3/4 e 5/8 Holandês-Gir. Para tal, foram obtidos
    dados do California Mastitis Test (teste CMT) mensal, dos resultados dos exames
    bacteriológicos e da CCS de duas propriedades leiteiras (propriedade A: predominância
    de 1/2 Holandês + 1/2 Gir; propriedade B: predominância de 3/4 Holandês + 1/4 Gir e
    de 5/8 Holandês + 3/8 Gir), localizadas na região semiárida do Estado de Alagoas,
    Brasil. A propriedade A foi a mais afetada pela mastite subclínica. Os principais agentes
    etiológicos isolados foram Staphylococcus sp. (37%), Streptococcus sp. (25%),
    Enterobacteriaceae (16%) e Corynebacterium sp. (11%). A CCS foi significativamente
    maior para as vacas que apresentaram os quatro quartos mamários infectados e para as
    vacas com dois ou acima de dois microrganismos isolados, em relação às sadias.
    Maiores valores de CCS (>1 000 000) foram encontrados na presença de infecção mista
    (associações) por Staphylococcus sp., com um ou mais microrganismos dos gêneros
    Micrococcus sp., Enterobacteriaceae, Streptococcus sp. e Corynebacterium sp.; na
    infecção mista por Streptococcus sp. e Corynebacterium sp. e por Enterobacteriaceae e
    Bacillus sp.

9
  • CAMILA DE MORAIS PEDROSA
  • Frequência de Neospora caninum e de Toxoplasma gondii em Cachorro-do-Mato
    (Cerdocyon thous, Linnaeus, 1776) no estado de Alagoas, Brasil

  • Data: 28/09/2018
  • Mostrar Resumo
  • O Brasil apresenta uma grande diversidade de fauna e flora. No entanto, esta diversidade tem
    sido ameaçada por intervenção das ações humana. Estas interferências têm causado
    perturbações aos habitats naturais e evasão das populações de animais selvagens para áreas
    urbanas, resultando na interaçãoentre populações humanas e animais domésticos, favorecendo
    assim a transmissão de doenças infecciosas comuns a estes animais, como neosporose e
    toxoplasmose. A neosporose é toxoplasmose são enfermidades parasitárias causadas por
    Neospora caninum e Toxoplasma gondii respectivamente. São protozoários responsáveis por
    provocar significativas perdas reprodutivas e econômicas no mundo, sendo reconhecida com
    umas das principais causas de aborto em ruminantes. Contudo, Toxoplasma gondiinão se
    limita apenas a vida animal, podendo expandir para populações humanas, sendo conhecida
    como uma das zoonoses mais difundidas no mundo. Estudos têm demonstrado à ocorrência
    de Neospora caninume Toxoplasma gondii em canídeos selvagens, evidenciando a
    importância dessas espécies como hospedeiros intermediários e definitivos desse protozoário.
    Neste seguimento, sendo o cachorro-do-mato (Cerdocyon thous) um hospedeiro
    intermediário, pode-se considerar a possibilidade deste canídeo ser um hospedeiro definitivo.
    Portanto, mais estudos nesta área devem ser realizados para estabelecer a relação deste
    animal no ciclo destes patógenos e seu impacto em animais de produção e para saúde pública.

10
  • KEZIAH MELO DE SANT'ANA
  • Dinâmica da Infecção Natural por Neospora caninum e Toxoplasma gondii em caprinos

  • Data: 28/09/2018
  • Mostrar Resumo
  • A neosporese...

SIGAA | NTI - Núcleo de Tecnologia da Informação - (82) 3214-1015 | Copyright © 2006-2019 - UFAL - sig-appsrv-02.ufal.br.srv2inst1