PPGPP PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM PROTEÇÃO DE PLANTAS CAMPUS DE ENGENHARIA E CIÊNCIAS AGRÁRIAS Telefone/Ramal: 99963-8987

Banca de DEFESA: TELLIANE SANTOS SALGUEIRO SILVA



Uma banca de DEFESA DE MESTRADO foi cadastrada pelo programa.

DISCENTE: TELLIANE SANTOS SALGUEIRO SILVA
DATA: 28/02/2020
HORA: 09:00
LOCAL: Auditório da Embrapa Tabuleiros Costeiros / UEP Rio Largo
TÍTULO:

Interação entre Cotesia flavipes (Cameron, 1891) (Hymenoptera: Braconidae) e Heterorhabditis bacteriophora Poinar, 1976 (Rhabditida: Heterorhabditidae) no parasitismo de Diatraea saccharalis (Fabr., 1974) (Lepidoptera: Crambidae).


RESUMO:

Nematoides entomopatogênicos (NEPs) são considerados organismos benéficos, porém, eles podem afetar insetos que também são benéficos, como os parasitoides. O objetivo deste trabalho foi avaliar a interação entre o endoparasitoide larval Cotesia flavipes (Cameron, 1891) (Hymenoptera: Braconidae) e o nematoide Heterorhabditis bacteriophora Poinar, 1976 (Rhabditida: Heterorhabditidae), no controle da broca da cana-de-açúcar Diatraea saccharalis (Fabricius, 1974) (Lepidoptera: Crambidae), contribuindo com a tomada de decisão para o uso do controle biológico no manejo integrado de pragas (MIP) por parte dos produtores de cana-de-açúcar. Lagartas de D. saccharalis foram oferecidas para fêmeas de C. flavipes para parasitismo. Posteriormente, a cada 3 dias, foram inoculados NEPs. Após a mortalidade (que acontecia após o segundo dia de inoculação), esperou-se 4 dias para se fazer a dissecação de D. saccharalis. Os resultados mostram que NEPs são capazes de matar em 48 horas lagartas de D. saccharalis, matando também as fases de pupa e adulto do mesmo inseto. Os resultados ainda mostram que NEPs invadem o corpo de C. flavipes ainda dentro de D. saccharalis, impedindo assim o desenvolvimento do endoparasitoide. Pode se concluir com essa pesquisa que existe competição intraguilda entre os agentes de controle biológico, porem os mesmos podem ser usados no MIP, respeitando-se um período de carência entre a aplicação deles. Após a liberação do endoparasitoide C. flavipes, deve ser aguardado 9 a 12 dias para aplicação de NEPs, assim o desenvolvimento da mesma não será prejudicado aproveitando em campo a eficiência dos dois inimigos naturais.


PALAVRAS-CHAVE:

Controle biológico; Broca da cana-de-açúcar; Competição intraguilda.


PÁGINAS: 46
GRANDE ÁREA: Ciências Agrárias
ÁREA: Agronomia
SUBÁREA: Fitossanidade
ESPECIALIDADE: Entomologia Agrícola

MEMBROS DA BANCA:
Presidente - 024.985.859-23 - ELIO CESAR GUZZO - USP
Interno(a) - 015.529.246-37 - JUAN PABLO MOLINA ACEVEDO - UENF
Externo(a) à Instituição - GERALDO PEREIRA DE ARRUDA FILHO - USP
Notícia cadastrada em: 27/02/2020 16:58
SIGAA | NTI - Núcleo de Tecnologia da Informação - (82) 3214-1015 | Copyright © 2006-2024 - UFAL - sig-app-4.srv4inst1 22/05/2024 01:25