PPGPP PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM PROTEÇÃO DE PLANTAS CAMPUS DE ENGENHARIA E CIÊNCIAS AGRÁRIAS Telefone/Ramal: 99963-8987

Banca de DEFESA: MIGUEL ANGEL MARTINEZ GUTIERREZ



Uma banca de DEFESA DE MESTRADO foi cadastrada pelo programa.

DISCENTE: MIGUEL ANGEL MARTINEZ GUTIERREZ
DATA: 07/10/2020
HORA: 09:00
LOCAL: Laboratório de Pesquisa em Recursos Naturais-UFAL-Campus A. C. Simoes
TÍTULO:

(cis)-JASMONA COMO INDUTOR DE MECANISMO DE DEFESA VEGETAL DE  Vigna unguiculata (L.) Walp. (Fabaceae) PARA RESISTÊNCIA A Aphis craccivora Koch 1854 (HEMIPTERA: APHIDIDAE).


RESUMO:

O feijão caupi, Vigna unguiculata (L.) Walp. (Fabaceae), é uma leguminosa importante na dieta humana. Um  dos fatores limitantes para sua produção é o pulgão preto, Aphis craccivora  Koch 1854 (Hemíptera: Aphididae) , responsável pela transmissão do vírus do mosaico (Cowpea aphid borne mosaic virus, CABMV). Umas das ferramentas no manejo integrado dessa praga é o uso de variedades resistentes, semioquímicos e indutores de resistência, que são um método ambientalmente adequado para os agricultores. O projeto  tem como objetivo  estudar a função do (Z)-jamosne  na ativação do volátil da planta  mecanismo de defesa do feijão caupi para resistir aos ataques do pulgão preto. Para tanto, trabalhamos com 3 genótipos de feijão-caupi (Vita 7, , BRS-Guariba e BR19 Gurgueia) e também verificar se o uso desta ferramenta causa alguma diferença de produtividade da planta. O trabalho será realizado com a plantação, a criação de pulgão no laboratório, a avaliação da susceptibilidade de cultivares, aplicação de cis-jasmona para testes antibioses, recolhendo compostos  voláteis antes e após da infestação, realizar bioensaios de comportamento com o olfatometro de quatro braços  em relação ao pulgão preto e finalmente tornar a identificação dos produtos voláteis, utilizando cromatógrafo gasoso acoplado ao espectrômetro de massas (EM) e Cromatografia Gasosa acoplada a eletroantenografia (CG-EAG). Atualmente foram descobertas as propriedades semioquímicas da (Z)-jasmona (BIRKETT et al., 2000; BRUCE et al., 2003) .Este produto, além de ter revelado propriedades repelentes para alguns pulgões de clima temperado, também se mostrou atrativo aos seus inimigos naturais, notadamente joaninhas e parasitoides (BIRKETT et al., 2000) ativando desta forma o terceiro nível trófico, responsável pelo controle biológico dos fitófagos. Trabalhos atuais têm revelado o papel da Z-jasmona no controle de insetos praga (DEWHIRST et al., 2012; VIEIRA et al., 2013) Os resultados esperados neste projeto são: o cultivo de BR19 Gurguéia (comercial) junto com o Vita 7 que são considerados variedades suscetíveis nesta investigação, a indução de compostos orgânicos voláteis liberados pelas variedades Vita 7 e BR19 Gurgueia após a aplicação de (Z)- jasmona é esperada com ação de repelência em o pulgão preto A. craccivora significativamente repelente, além de identificar a atração de seus inimigos naturais.


PALAVRAS-CHAVE:

Feijão-caupi, pulgão preto, (Z)-jasmona, plantas voláteis


PÁGINAS: 100
GRANDE ÁREA: Ciências Exatas e da Terra
ÁREA: Química
SUBÁREA: Química Orgânica
ESPECIALIDADE: Evolução, Sistemática e Ecologia Química

MEMBROS DA BANCA:
Presidente - 2149347 - HENRIQUE FONSECA GOULART
Interno(a) - 1369412 - GAUS SILVESTRE DE ANDRADE LIMA
Externo(a) à Instituição - JOÃO GOMES DA COSTA - EMBRAPA
Notícia cadastrada em: 01/10/2020 10:43
SIGAA | NTI - Núcleo de Tecnologia da Informação - (82) 3214-1015 | Copyright © 2006-2024 - UFAL - sig-app-3.srv3inst1 22/05/2024 03:00