PPGPP PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM PROTEÇÃO DE PLANTAS CAMPUS DE ENGENHARIA E CIÊNCIAS AGRÁRIAS Telefone/Ramal: 99963-8987

Banca de DEFESA: JUTAHY JORGE ELIAS

Uma banca de DEFESA de DOUTORADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE : JUTAHY JORGE ELIAS
DATA : 28/02/2024
HORA: 09:00
LOCAL: Ceca SALA 04 pós graduação
TÍTULO:

Prospecção de compostos orgânicos voláteis atrativos em junção ao feromônio de agregação sintético Cosmolure® para manejo e controle de Cosmopolites sordidus (Germar) 

 
 
 
 

PALAVRAS-CHAVES:

Musa spp; Controle Comportamental; Semioquímicos; Moleque da
Bananeira

 
 
 
 

PÁGINAS: 100
RESUMO:

Cosmopolites sordidus (Coleoptera: Curculionidae), popularmente conhecido como moleque
da bananeira, é considerado praga chave da cultura da bananeira, tendo ocorrência em todas
as regiões do Brasil, os prejuízos podem ocorrer tanto no pseudocaule como no rizoma da
planta. Para seu controle é indicado o uso de inseticidas e iscas atrativas de pedaços do
pseudocaule, porém, estes métodos têm demonstrado eficácia limitada. O uso de
semioquímicos, tem se mostrado uma forma eficiente de realizar controle de espécies-praga
dentro do manejo integrado de pragas. Estudos indicam que o uso de feromônios sintéticos
tem demostrado atividade atrativa para algumas espécies de coleópteros, isolados ou em
mistura. Diante disso, este trabalho tem como objetivo experimentar o produto cosmolure no
controle do moleque da bananeira com incremento de compostos orgânicos voláteis na
formulação, testes de comportamento do inseto e locais de instalação de armadilhas em
campo. O pseudocaule foi coletado de bananeiras sem danos evidentes causados por C.
sordidus. Voláteis de pseudocaule de bananeira fresco e fermentados foram obtidos através da
técnica de headspace dinâmico por meio de solvente. Os extratos de headspace foram
analisados e os compostos foram identificados por meio de Cromatografia Gasosa acoplada
ao Detector de Ionização em Chama e Cromatografia Gasosa acoplada à Espectrometria de
Massas. As análises químicas revelaram a presença de 22 compostos nos extratos de
headspace. Nos bioensaios de eletroantenografia, dois compostos presentes no headspace
foram ativos para fêmeas de C. sordidus. Os compostos identificados nos extratos pertencem
à classe dos hidrocarbonetos e sesquiterpenos.

 
 
 
 

MEMBROS DA BANCA:
Interno(a) - 1119939 - ANTONIO EUZEBIO GOULART SANTANA
Interno(a) - 2149347 - HENRIQUE FONSECA GOULART
Interno(a) - 2337920 - ROSEANE CRISTINA PREDES TRINDADE
Externo(a) ao Programa - 3182288 - VANDERSON BARBOSA BERNARDO - UFALExterno(a) à Instituição - JAKELINE MARIA DOS SANTOS
Notícia cadastrada em: 01/03/2024 14:57
SIGAA | NTI - Núcleo de Tecnologia da Informação - (82) 3214-1015 | Copyright © 2006-2024 - UFAL - sig-app-4.srv4inst1 22/05/2024 02:21