PPGPP PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM PROTEÇÃO DE PLANTAS CAMPUS DE ENGENHARIA E CIÊNCIAS AGRÁRIAS Telefone/Ramal: 99963-8987

Banca de QUALIFICAÇÃO: JOSÉ CÍCERO FERREIRA DOS SANTOS

Uma banca de QUALIFICAÇÃO de DOUTORADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE : JOSÉ CÍCERO FERREIRA DOS SANTOS
DATA : 15/04/2024
HORA: 08:00
LOCAL: Sala do PPGPP
TÍTULO:

Influência de um Sistema de Integração Lavoura-Pecuária-Floresta (ILPF) sobre a incidência de insetos e a composição da macro e mesofauna no estado de Alagoas


PALAVRAS-CHAVES:

Bioindicadores; diversidade de espécies; fertilidade do solo, eucalipto.


PÁGINAS: 1
RESUMO:

A macrofauna e mesofauna são organismos muito sensíveis a agentes bióticos e abióticos, reagindo rapidamente às mudanças que venham a alterar as estruturas do nicho em que estão inseridas, sendo amplamente usadas como bioindicadores. A simples presença, ausência ou discrepância de abundância desses organismos em área natural ou de monocultura pode ser um forte indicativo de desequilíbrio. Na cultura do eucalipto, a riqueza ou abundância de formigas, cupins, besouro-amarelo-do-eucalipto, percevejo bronzeado indicam que a cultura pode estar sofrendo um dano econômico, sendo consideradas pragas, todavia problematiza a existência de uma interdependência que resulta em efeitos multifacetados hipotetizando positivamente. Diante do exposto, o presente projeto objetiva identificar e compreender a influência do Sistema de Integração Lavoura-Pecuária-Floresta (ILPF) sobre a comunidade de insetos e a meso e macrofauna de solo, no município de Chã Preta, Alagoas. Com o intuito de melhor compreender o objeto de estudo e alcançar os objetivos, pretende-se fazer uma pesquisa de campo quantitativa e qualitativa, durante três anos, com amostragem por conveniência não probabilística em quatro áreas distintas, sendo elas: área de remanescente florestal; área de pastagem extensiva; área de pastagem com plantio de eucalipto; e área de sucessão milho-pastagem, com eucalipto. A avaliação das pragas será feita pela coleta dos insetos e/ou observação dos seus danos, com uso da escala de Davis, escala de Bianco etc. Para a coleta de macrofauna, será usado o método padrão recomendado pelo Programa de Biologia e Fertilidade do Solo Tropical (TSBF) do Programa Educacional das Nações Unidas, bem como pela Organização Científica e Cultural (UNESCO). Para a mesofauna do solo, será feita a retirada de solo e serrapilheira com a utilização de anéis metálicos com diâmetro, de 55 mm, ou seja, 2,17 polegadas por 30 mm de altura, cada anel será etiquetado com informações pertinentes da área de estudo e ficarão por um período de 96 horas para a extração da mesofauna no extrator de Berlese Tullglen. Em todas as áreas serão analisados parâmetros químicos (pH, P, K, Na, Fe, Cu, Zn, Mn, Ca, Mg e Al, H + Al e C.O.T), e físicos (granulometria). Todos os dados coletados nas quatro áreas amostradas serão tabulados, organizados e submetidos ao software STATISTICA 13.0 com índice de significância de 0,05, obtendo-se os índices de diversidade de Shannon e Uniformidade de Pielou. Ao final do estudo, pretende-se obter dados robustos sobre a influência do sistema sobre as principais pragas ocorrentes, bem como sobre a biota do solo.


MEMBROS DA BANCA:
Presidente - ***.985.859-** - ELIO CESAR GUZZO - EMBRAPA
Interno(a) - 1642163 - EDMILSON SANTOS SILVA
Externo(a) à Instituição - WALANE MARIA PEREIRA DE MELLO IVO - CPATC
Notícia cadastrada em: 10/04/2024 17:01
SIGAA | NTI - Núcleo de Tecnologia da Informação - (82) 3214-1015 | Copyright © 2006-2024 - UFAL - sig-app-4.srv4inst1 22/05/2024 02:53