PPGPP PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM PROTEÇÃO DE PLANTAS CAMPUS DE ENGENHARIA E CIÊNCIAS AGRÁRIAS Telefone/Ramal: 99963-8987

Banca de DEFESA: JESSICA MARIANA SILVA COSTA

Uma banca de DEFESA de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE : JESSICA MARIANA SILVA COSTA
DATA : 17/02/2023
HORA: 09:00
LOCAL: Auditório Hamilton Soutinho
TÍTULO:

EXTRATO EMULSIONÁVEL DE SEMENTES DE GRAVIOLA: POTENCIALIDADE PARA O CONTROLE DE PLANOCOCCUS CITRI (RISSO, 1813) (HEMIPTERA: PSEUDOCOCCIDAE) EM CAMPO


PALAVRAS-CHAVES:

Cochonilha branca; Praga de Anonáceas; Controle Alternativo


PÁGINAS: 48
RESUMO:

A cochonilha farinhenta, Planococcus citri (RISSO, 1813) (Hemiptera: Coccidae), apresenta uma gama de hospedeiros, atacando diversas culturas de importância agrícola e também ornamentais. É uma praga que se encontra em regiões tropicais, subtropicais e temperadas e para o seu controle, existem poucos inseticidas registrados para todas as culturas acometidas. Para a pinha, Annona squamosa L. (Anonnaceae), os métodos de controle são inexistentes. Desse modo, pesquisas voltadas para estratégias de controle, inclusive com aplicabilidade no campo com extratos vegetais, é uma área bastante promissora por ter a vantagem de não causar danos ao homem, ao ambiente, organismos não-alvo e para não selecionar população resistente. Os extratos vegetais, oriundos de espécies da família Anonnaceae, têm se mostrado em vários estudos, uma alternativa promissora para o controle de pragas agrícolas, inclusive apresentando seletividade aos inimigos naturais. Assim, o objetivo desse trabalho foi avaliar a toxicidade do extrato emulsionável de sementes de graviola, Annona muricata L. (Annnaceae), sobre a cochonilha farinhenta, em frutos de pinha, Annona squamosa L. (Anonnaceae), em condições de laboratório e campo com as variedades Verdinha e Crioula. Para tanto, os experimentos foram conduzidos no pomar de pinha, na área experimental do Campus de Engenharias e Ciências Agrárias da Universidade Federal de Alagoas. Para a formulação do extrato emulsionável utilizou-se diferentes quantidades de Span® e Tween®, água destilada e extrato etanólico de graviola. Para os testes de efeito letal e residual foram utilizadas fêmeas adultas de P. citri. Por meio de contato foi estimado as concentrações letais CL50 e CL99 (0,8% e 2,6%), sendo utilizado apenas a CL99, para avaliar a ação inseticida do extrato emulsionável. A toxicidade do extrato em laboratório causou mortalidade de 94,71%, enquanto em campo nas variedades Verdinha e Crioula foi de 100% e 97,03%, respectivamente. O efeito residual em laboratório foi mais efetivo com 2 horas de exposição com mortalidade de 61,39% no final da avaliação. Para a variedade Verdinha o melhor tempo de exposição foi de 24 horas com mortalidade 87,03%, na variedade Crioula o extrato foi mais promissor com 48 horas causando mortalidade de 70,76%. A formulação emulsionável apresenta efeito letal e residual para fêmeas adultas de P.citri. A característica morfológica da variedade Verdinha proporcionou aumento da eficiência do extrato sobre as cochonilhas.


MEMBROS DA BANCA:
Presidente - 2337920 - ROSEANE CRISTINA PREDES TRINDADE
Interno(a) - 1389433 - MARIANA OLIVEIRA BREDA
Externo(a) à Instituição - JOSÉ DAILSON SILVA DE OLIVEIRA
Notícia cadastrada em: 13/02/2023 10:46
SIGAA | NTI - Núcleo de Tecnologia da Informação - (82) 3214-1015 | Copyright © 2006-2024 - UFAL - sig-app-2.srv2inst1 22/05/2024 02:16