PPGPP PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM PROTEÇÃO DE PLANTAS CAMPUS DE ENGENHARIA E CIÊNCIAS AGRÁRIAS Telefone/Ramal: 99963-8987

Banca de DEFESA: TACIANA FERREIRA DOS SANTOS

Uma banca de DEFESA de DOUTORADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE : TACIANA FERREIRA DOS SANTOS
DATA : 24/02/2023
HORA: 09:00
LOCAL: Predio da Pós-Graduação, Sala 4
TÍTULO:

CARACTERIZAÇÃO MORFOLÓGICA E MOLECULAR DE ESPÉCIES FÚNGICAS ASSOCIADAS A PLANTAS DA FAMÍLIA ORCHIDACEAE


PALAVRAS-CHAVES:

Colletotrichum, Fusarium, Neopestalotiopsis, Pseudopestalotiopsis, Filogenia, Orquídea.


PÁGINAS: 118
RESUMO:

A floricultura é um dos segmentos do agronegócio que mais cresce no Brasil, principalmente o mercado de flores tropicais, que é favorecido pelas condições climáticas das diferentes regiões do país, com destaque para a região nordeste. Dentro desse setor, a produção de orquídeas representa um tipo de comércio em crescente expansão no mercado nacional e isso se deve a diversidade, beleza de suas flores e ao seu fácil cultivo. No entanto, apesar do progresso, a orquidicultura tem sido limitada por diversos fatores, dentre os quais estão a ocorrência de doenças, especialmente as de origem fúngica. Conhecer o agente etiológico é essencial para o sucesso, durabilidade e a implantação de medidas de controle. Por isso, o objetivo do presente trabalho foi identificar espécies de fungos associadas a orquídeas por meio de características morfoculturais e filogenéticas. Os isolados foram obtidos a partir de orquídeas nativas ou provenientes de plantios comerciais apresentando sintomas típicos de doenças com etiologia fúngica. Posteriormente, foram realizados estudos morfológicos, culturais e testes de patogenicidade em plantas assintomáticas pertencentes a diferentes gêneros da família Orchidaceae, em seguida, realizou-se a extração de DNA e a amplificação das sequências parciais dos genes gliceraldeído-3-fosfato desidrogenase (GAPDH), fator de alongamento da tradução 1-α (TEF-1α) e segunda maior subunidade de RNA polimerase II (RPB2). Um total de 80 isolados foram obtidos, sendo 57 pertencentes ao gênero Colletotrichum, 12 a Fusarium e 11 aos fungos pestalotióides. Destes, 11 isolados de Colletotrichum, 5 de Fusarium e 5 de fungos pestalotióides foram destinados aos estudos filogenéticos. As culturas de Colletotrichum apresentaram micélio variando entre tons de cinza, amarelo e branco, com conídios hialinos, não septados, reto-cilíndricos e extremidades redondas. Os isolados de Fusarium produziram micélio em tons de branco, rosa ou roxo, com macro e microconídios hialinos. Enquanto que os fungos pestalotióides formaram colônias puramente brancas ou com reverso alaranjado, cotonosas e conídios apresentando de 2 a 3 apêndices apicais e um apêndice basal. A observação das características morfológicas e culturais juntamente com a análise filogenética do gene GAPDH pôde agrupar os isolados de Colletotrichum nos complexos C. gloeosporioides, C. orquidearum, C. gigasporum e C. dracaenophilum; Já os isolados de Fusarium foram agrupados com espécies do complexo de F. incarnatum–equiseti, F. fujikuroi e F. oxysporum, com base na filogenia das sequências parciais dos genes TEF-1α e RPB2. Enquanto que os fungos pestalotióides se agruparam com espécies de Neopestalotiopsis e Pseudopestalotiopsis por meio da análise filogenética de TEF-1α.


MEMBROS DA BANCA:
Externo(a) à Instituição - ANA FRANCISCA TIBÚRCIA AMORIM FERREIRA E FERREIRA - UFAM
Presidente - 1546023 - IRAILDES PEREIRA ASSUNCAO
Externo(a) ao Programa - 1997483 - JAQUELINE FIGUEREDO DE OLIVEIRA COSTA
Externo(a) ao Programa - 1121083 - MARIA DE FATIMA SILVA MUNIZ
Interno(a) - 2149632 - SARAH JACQUELINE CAVALCANTI DA SILVA
Notícia cadastrada em: 16/02/2023 15:27
SIGAA | NTI - Núcleo de Tecnologia da Informação - (82) 3214-1015 | Copyright © 2006-2024 - UFAL - sig-app-3.srv3inst1 22/05/2024 02:06