PPGPP PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM PROTEÇÃO DE PLANTAS CAMPUS DE ENGENHARIA E CIÊNCIAS AGRÁRIAS Telefone/Ramal: 99963-8987

Banca de QUALIFICAÇÃO: JACKELINE LAURENTINO DA SILVA

Uma banca de QUALIFICAÇÃO de DOUTORADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE : JACKELINE LAURENTINO DA SILVA
DATA : 30/08/2023
HORA: 09:00
LOCAL: Sala de aula - Prédio da Pós-Graduação
TÍTULO:

SENSIBILIDADE A FUNGICIDAS E AO Trichoderma harzianum DE ESPÉCIES DE Colletotrichum ASSOCIADAS À ANTRACNOSE DO MARACUJAZEIRO


PALAVRAS-CHAVES:

Fungitóxico; Biofungicidas; Maracujá.


PÁGINAS: 60
RESUMO:

O maracujazeiro (Passiflora spp.) é uma das principais frutas tropicais cultivadas no Brasil, além de ser o principal produtor mundial de maracujá. A antracnose, causada por espécies do gênero Colletotrichum, é um dos principais fatores que contribuem para a redução da produção. Conhecendo a importância desse patógeno para cultura e a grande diversidade de espécies deste gênero fúngico é essencial desenvolver técnicas adequadas de controle da doença. Diante disso, os objetivos deste estudo é avaliar in vitro e em mudas de maracujazeiro os efeitos de fungicidas Difenoconazole, Piraclostrobina, Flutriafol e Azoxistrobina + Difenoconazole e do Trichoderma harzianum sobre o crescimento micelial Colletotrichum spp. Para os fungicidas, um plug de micélio (5 mm) de cada espécie de Colletotrichum, foi adicionado ao meio de cultura Batata-Dextrose-Ágar (BDA – Kasvi) sintético suplementado com as concentrações estabelecidas para cada produto. As placas foram incubadas durante sete dias 25 ± 1ºC no escuro. Para verificar a diferença entre os tratamentos foram estimados o índice de crescimento micelial (ICM) e a porcentagem de inibição de crescimento micelial (PIC). Será calculado o ED50 e os isolados serão classificados em diferentes categorias de sensibilidade. Para avaliar o efeito Trichoderma harzianum sobre as Colletotrichum spp. serão utilizadas placas de Petri contendo meio de cultura para cada espécie do patógeno e o antagonista, onde serão colocados um plug de micélio em lados opostos. As placas serão mantidas em incubadoras B.O.D durante sete dias a 25 °C, com fotoperíodo de 12h, após esse período será realizada a avaliação do crescimento micelial. Também serão avaliados o efeito protetor e curativo dos fungicidas e do Trichoderma em mudas de maracujazeiro com as melhores concentrações obtidas nos testes in vitro. Houve uma redução na porcentagem e no índice de velocidade de crescimento na maior concentração testada para todos os fungicidas.


MEMBROS DA BANCA:
Interno(a) - 1119045 - EDNA PEIXOTO DA ROCHA AMORIM
Presidente - 1546023 - IRAILDES PEREIRA ASSUNCAO
Externo(a) ao Programa - 1121083 - MARIA DE FATIMA SILVA MUNIZ
Notícia cadastrada em: 22/08/2023 14:52
SIGAA | NTI - Núcleo de Tecnologia da Informação - (82) 3214-1015 | Copyright © 2006-2024 - UFAL - sig-app-1.srv1inst1 22/05/2024 01:47