PPGG PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM GEOGRAFIA INSTITUTO DE GEOGRAFIA, DESENVOLVIMENTO E MEIO AMBIENTE Telefone/Ramal: 99992-2210/1441

Banca de DEFESA: ADSSON ANDRE DA SILVA GOMES



Uma banca de DEFESA DE MESTRADO foi cadastrada pelo programa.

DISCENTE: ADSSON ANDRE DA SILVA GOMES
DATA: 23/03/2020
HORA: 15:00
LOCAL: Sala 101
TÍTULO:

CONTROLE ESTRUTURAL DA DRENAGEM E RELEVO DAS BACIAS HIDROGRÁFICAS DO NORDESTE DE ALAGOAS


RESUMO:

A geomorfologia do Nordeste brasileiro é notadamente marcada por estruturas deformacionais dúcteis e rúpteis impressas no embasamento cristalino pré-cambriano, essas estruturas são representadas por um conjunto de morfologias desenvolvidas em zonas de falhas herdadas da estruturação pré-cambriana. Os índices morfométricos constituem ferramentas importantes para a avaliação do comportamento tectono-estrutural dos sistemas hidrográficos. Desta forma, objetivou-se analisar as bacias do Nordeste Alagoano e a influência que a estrutura geológica apresenta na rede de drenagem da área com a utilização de produtos de sensoriamento remoto e técnicas de geoprocessamento, portanto, a identificação de descontinuidades estruturais, análise dos processos tectônicos nas formas de relevo e os aspectos geomorfológicos. Este projeto consiste na aplicação de parâmetros morfométricos para a análise da influência estrutural no relevo nas bacias do Nordeste do estado de Alagoas. Para isso elaborado cálculos do índice Relação Declividade-Extensão (RDE) de acordo com as linhas de altitude da área, em um intervalo altimétrico de 15 metros. Será realizada a extração de lineamentos de relevo e drenagem em imagens de relevo sombreado, com ângulos de iluminação azimutal de 45, 90, 315 e 360º, e elaboração de mapas de concentração de rugosidade do terreno, declividade, altitude, hidrográfico e densidade de lineamentos, para uma análise conjunta de múltiplos parâmetros da área estudada, utilizando dados do modelo digital de elevação ALOS PALSAR. Espera-se com esse trabalho produzir mapas com zoneamento dos domínios morfoestruturais que compreendem a área a ser estudada, através dos dados analisados. O projeto, até o presente momento, desenvolveu resultados referente a delimitação da área de estudo até a execução do índice RDE de todas as bacias que compõem o Nordeste do estado de Alagoas. Foi possível notar zonas de rupturas de patamar de altitudes semelhantes para as bacias hidrográficas, assim como setores mais expressivos entre todos os rios estudados. A bacia do Rio Mundaú apresentou o maior número de setores, totalizando 164, onde 66 foram caracterizados como anomalias de primeira ordem (RDEs / RDEt ≥ 10), evidenciando pontos anômalos que representam rupturas de declives mais acentuados, ocasionados por um estágio erosivo mais pronunciado do leito do rio em decorrência de diferenciações litológicas e/ou influencia estrutural. As demais bacias hidrográficas apresentaram 91, 85, 27 setores no Rio Camaragibe, Rio Jacuípe e Manguaba, respectivamente.


PALAVRAS-CHAVE:

geomorfologia estrutural, lineamentos, índice RDE


PÁGINAS: 69
GRANDE ÁREA: Ciências Humanas
ÁREA: Geografia

MEMBROS DA BANCA:
Externo(a) ao Programa - 1881518 - BRUNO FERREIRA
Interno(a) - 2501620 - MELCHIOR CARLOS DO NASCIMENTO
Presidente - 1574934 - NIVANEIDE ALVES DE MELO FALCAO
Notícia cadastrada em: 05/02/2020 09:57
SIGAA | NTI - Núcleo de Tecnologia da Informação - (82) 3214-1015 | Copyright © 2006-2024 - UFAL - sig-app-2.srv2inst1 19/05/2024 18:41