Banca de QUALIFICAÇÃO: MARIA BETANIA VIEIRA DE SOUZA LIMA



Uma banca de QUALIFICAÇÃO DE MESTRADO foi cadastrada pelo programa.

DISCENTE: MARIA BETANIA VIEIRA DE SOUZA LIMA
DATA: 22/05/2020
HORA: 14:00
LOCAL: Sala 104
TÍTULO:

AVALIAÇÃO DO DESENVOLVIMENTO DA ESPÉCIE Byrsonima triopterifolia A. Juss E ORGANISMOS INVERTEBRADOS, EM OLHO D´ÁGUA DO CASADO, ALAGOAS


RESUMO:

A Caatinga apresenta diversas potencialidades de exploração, sendo importante conhecer a dinâmica de interação dos organismos que influenciam no seu desenvolvimento. Dessa forma objetivou-se avaliar o desenvolvimento da espécie Byrsonima triopterifolia A. Juss e organismos invertebrados, em Olho D´Água do Casado, Alagoas. A pesquisa está sendo conduzida em Olho D´Água do Casado, Alagoas onde estão sendo realizados mensalmente o acompanhamento do comportamento fenológico das plantas: Botão floral, Flores em antese, Frutos, Senescência foliar, Brotamento e Abortamento. Bimestralmente, está sendo realizado o acompanhamento do desenvolvimento da estrutura vegetativa (altura e diâmetro) das matrizes de B. triopterifolia e realizadas coletas de precipitação pluvial. Foi realizada a caracterização física dos frutos e sementes da espécie B. triopterifolia A. Juss, onde foram mensurados: peso dos frutos (g), peso das sementes (g), diâmetro longitudinal e transversal dos frutos e sementes (cm), rendimento de polpa (%), rendimento de semente (%). O levantamento da macrofauna aérea e edáfica foi realizado por meio de armadilhas Provid instaladas em campo por 96 horas contendo 200 mL de solução detergente a 5% e 12 gotas de Formol P.A., considerando os organismos ≥ 2 mm de comprimento. Foi quantificado a mesofauna do solo por meio de amostras de solo+serapilheira a 5 cm de profundidade, utilizando anéis metálicos (diâmetro=4,8 cm e altura=5 cm) e instalados na bateria de extratores Berlese-Tullgren durante 96 horas. Os organismos da macro e mesofauna foi quantificado a nível de ordem dos grandes grupos taxonômicos e foi avaliado a diversidade e uniformidade pelos Índices de Shannon (H) e Pielou (e). Os resultados preliminares apontam que quando há maior disponibilidade de água no solo a espécie Byrsonima triopterifolia A. Juss apresenta maior desenvolvimento das suas fenofases; A espécie B. triopterifolia possui um bom desenvolvimento em relação a circunferência e altura quando em ambientes com trato cultural (poda, ralamento, fornecimento de água) e a produção de frutos também é favorecida pelas práticas de manejo adotadas; Os frutos da espécie B triopterifolia são bem desenvolvidos, apresentando um rendimento de polpa e casca significativo, seguido do rendimento da semente, favorecido pelo trato cultural utilizado; Na macrofauna aérea o grupo Hymenoptera é o mais dominante na áreas de ocorrência da espécie B. triopterifolia comprovado pelos baixos valores nos Índices de Diversidade de Shannon (H) e Uniformidade de Pielou (e); Os grupos dominantes registrados na macrafauna edáfica são Lepidoptera e Hymenoptera, conforme destacados pelos índices de diversidade de Shannon e uniformidade de Pielou e são possíveis polinizadores da espécie B. triopterifolia; Dos grupos taxonômicos da mesofauna edáfica Acarina é o mais dominante na área com ocorrência da espécie B. triopterifolia, confirmado pelos valores reduzidos obtidos pelos Índices de Shannon (H) e Pielou (e) demonstrando menor diversidade e equabilidade; A espécie B. triopterifolia), apresenta potencial para a exploração na região estudada por se tratar de uma espécie que resonde bem aos pequenos eventos de chuva.


PALAVRAS-CHAVE:

Semiárido, Caatinga, Murici, Fenologia, Macrofauna, Mesofauna.


PÁGINAS: 81
GRANDE ÁREA: Ciências Humanas
ÁREA: Geografia

MEMBROS DA BANCA:
Interno(a) - 1717255 - ANA PAULA LOPES DA SILVA
Externo(a) ao Programa - 287.291.704-78 - JOÃO GOMES DA COSTA - EMBRAPA
Presidente - 1494403 - KALLIANNA DANTAS ARAUJO
Notícia cadastrada em: 24/04/2020 11:40
SIGAA | NTI - Núcleo de Tecnologia da Informação - (82) 3214-1015 | Copyright © 2006-2024 - UFAL - sig-app-1.srv1inst1 24/02/2024 11:50