Banca de QUALIFICAÇÃO: ADELAINE FIRMINO DA SILVA



Uma banca de QUALIFICAÇÃO DE MESTRADO foi cadastrada pelo programa.

DISCENTE: ADELAINE FIRMINO DA SILVA
DATA: 08/09/2020
HORA: 10:00
LOCAL: Videoconferência
TÍTULO:

MAPEAMENTO E CARACTERIZAÇÃO DOS TERRAÇOS FLUVIAIS DA MICROBACIA HIDRGRÁFICA DO CANAPI-AL/PE


RESUMO:

Analisar as feições geomorfológicas e os processos que foram responsáveis pela sua evolução são aspectos fundamentais para a compreensão da configuração atual da paisagem, bem como, entender as transformações pretéritas. No tempo geológico as formas de relevo são esculpidas, os rios se destacam como um dos principais agentes modeladores da paisagem, por isso, a análise desses registros pode contribuir para o entendimento dos processos que atuaram como definidores da paisagem. A finalidade principal deste estudo será mapear os terraços fluviais da microbacia hidrográfica do rio Canapi,  a fim de entender a gênese e evolução da paisagem geomorfológica no período Quaternário e avaliar as condições atuais de uso e ocupação, além de contemplar os objetivos específicos a seguir: Caracterizar o canal fluvial buscando entender o comportamento do curso d’água principal partir da concepção de conectividade fluvial em ambiente semiárido; Delimitar os terraços fluviais da microbacia hidrográfica do Canapi e correlaciona-los com o padrão de (des)conectividade fluvial; Caracterizar por meio das analises sedimentológicas os terraços fluviais. A caracterização da microbacia hidrográfica do ponto de vista geomorfológico, nos possibilitará estabelecer os estilos fluviais e definir os setores de conectividade e (des)conectividade da paisagem, e posteriormente correlacionar com a localização dos terraços para analisar se existe ou não uma correlação entre eles,  dessa forma, construir uma chave interpretativa de feições diagnóstica de terraços fluviais temporalmente e reconhecidos espacialmente, auxiliará os estudos que tem como premissa reconstruir os processos quaternários responsáveis pela evolução da paisagem. O mapeamento de unidades geomorfológicas e das conectividades e (des)conectividades da paisagem da microbacia hidrográfica do Canapi, nos dará respaldo na identificação dos elementos que influenciam no transporte e deposição de matéria e energia, impedindo total ou parcialmente o fluxo dos canais, ou seja, identificar os  Buffers, Barries e Blankets. A correlação desses dados, com evidencias registradas em campo serviram de base para demarcação dos pontos de coletas de material para analise sedimentológica e para descrição dos perfis estratigráficos. Dessa forma, entender como foi o processo de transporte e deposição de materiais na microbacia. Espera-se que tais levantamentos como sirvam  subsidio para auxiliar a ocupação e gestão adequadas dos recursos naturais.


PALAVRAS-CHAVE:

Conectividade e (des)conectividade da paisagem; mapeamento geomorfológico; geomorfologia fluvial


PÁGINAS: 44
GRANDE ÁREA: Ciências Humanas
ÁREA: Geografia

MEMBROS DA BANCA:
Externo(a) ao Programa - 1881518 - BRUNO FERREIRA
Externo(a) ao Programa - 2265471 - FLAVIA JORGE DE LIMA
Interno(a) - 1891214 - KLEYTHON DE ARAUJO MONTEIRO
Presidente - 2501620 - MELCHIOR CARLOS DO NASCIMENTO
Notícia cadastrada em: 20/08/2020 08:54
SIGAA | NTI - Núcleo de Tecnologia da Informação - (82) 3214-1015 | Copyright © 2006-2024 - UFAL - sig-app-2.srv2inst1 28/02/2024 08:33