PPGG PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM GEOGRAFIA INSTITUTO DE GEOGRAFIA, DESENVOLVIMENTO E MEIO AMBIENTE Telefone/Ramal: 99992-2210/1441

Banca de DEFESA: LIVIA DANIELLE RODRIGUES DO NASCIMENTO

Uma banca de DEFESA de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE : LIVIA DANIELLE RODRIGUES DO NASCIMENTO
DATA : 28/02/2023
HORA: 14:00
LOCAL: Presencial- Igdema
TÍTULO:

A RESERVA EXTRATIVISTA MARINHA DA LAGOA DO JEQUIÁ/AL E SUAS POTENCIALIDADES PARA O ENSINO DE GEOGRAFIA


PALAVRAS-CHAVES:

Territorialidade; RESEX de Jequiá; Geografia Escolar.


PÁGINAS: 166
RESUMO:

A Geografia Escolar se debruça sobre as prerrogativas que envolvem o cotidiano do aluno, visando potencializar o processo de ensino-aprendizagem por meio de estratégias que possibilitem uma aprendizagem significativa. Isso posto, ao buscar realizar um projeto intitulado "Projeto Lagoa Jequiá: navegando em suas histórias” na Escola Municipal José Cursino dos Santos, localizada no município de Jequia da Praia/AL, com vista a uma Unidade de Conservação-UC de seu entorno, a saber: Reserva Extrativista Marinha da Lagoa do Jequiá/AL, é essencial compreender os aspectos da comunidade na qual a escola encontra-se inserida, por esse motivo, consideramos os estudos sobre a referida UC, partindo da necessidade de se trabalhar nas aulas de Geografia, no intuito de que os alunos compreendam as implicações das relações postas entre a sociedade em geral e a UC no contexto. Nessa perspectiva, esta pesquisa tem como objetivo geral analisar os aspectos sociais, econômicos e ambientais da Reserva Extrativista Marinha da Lagoa do Jequiá/AL e suas possibilidades para o Ensino de Geografia. O marco teórico desta pesquisa concentra-se na categoria geográfica Território (Raffestin, 1993; Santos, 1999, 2000), no conceito de Territorialidade (Saquet, 2008; Haesbaert, 2007), Lugar (Relph, 1979; Tuan, 1983; Cavalcanti 1998; Callai, 2005; Copatti, 2020). Além destes, analisa-se uma outra categoria geográfica que articula-se intimamente com o lugar: a paisagem, a mesma sendo observada segundo a perspectiva de autores como Cavalcanti (1998); Giometti et al. (2012); Santos (2014); Callai (2017) e Gomes e Carloto (2021). E por fim, o Ensino de Geografia dialogando com autores como Castellar, (2005); Callai (2005, 2015; Cavalcanti (2015). Outrossim, permeiam ainda as discussões sobre Reserva Extrativista e as Comunidades Tradicionais (Chamy, 2002; Cunha, 2001; Diegues, 1996). Esta pesquisa está ancorada na metodologia da pesquisa-ação-participativa (Thiollent, 1986; Franco, 2018; Kemmis e Wilkison, 2008). A relevância desse estudo manifesta-se na necessidade de discutir as potencialidades da Reserva Extrativista Marinha da Lagoa do Jequiá/AL para a comunidade local e a gestão do Território. Neste contexto, faz-se urgente a discussão desta categoria geográfica no âmbito da Geografia Escolar partindo do cotidiano destes alunos imersos neste rico ecossistema ambiental, para que os mesmos compreendam e se apropriem dos conhecimentos necessários para atuarem em prol da conservação da RESEX de Jequiá/AL e da sustentabilidade das suas comunidades tradicionais.


MEMBROS DA BANCA:
Interno(a) - 1468006 - AVELAR ARAUJO SANTOS JUNIOR
Presidente - 1791144 - MARIA FRANCINEILA PINHEIRO DOS SANTOS
Externo(a) ao Programa - 3062821 - MARIANA GUEDES RAGGI
Notícia cadastrada em: 31/01/2023 10:36
SIGAA | NTI - Núcleo de Tecnologia da Informação - (82) 3214-1015 | Copyright © 2006-2024 - UFAL - sig-app-4.srv4inst1 19/05/2024 17:00