Banca de QUALIFICAÇÃO: ALICE OLIVEIRA DA SILVA

Uma banca de QUALIFICAÇÃO de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE : ALICE OLIVEIRA DA SILVA
DATA : 05/09/2023
HORA: 14:00
LOCAL: WEB CONFERÊNCIA
TÍTULO:

ARTESANATO COMO ELEMENTO DE REPRODUÇÃO SOCIAL NO TERRITÓRIO QUILOMBOLA SERRA DAS VIÚVAS: UM OLHAR GEOGRÁFICO ACERCA DO PATRIMÔNIO BIOCULTURAL NO SERTÃO DE ALAGOAS 


PALAVRAS-CHAVES:

Artesanato Tradicional; Patrimônio Biocultural; Povos Quilombolas.


PÁGINAS: 85
RESUMO:

O processo de introdução da agricultura capitalista no campo ocasionou diversos impactos no modo de vida das populações tradicionais, entre elas o “memoricídio cultural” conforme destaca Petersen (2015). Esse desaparecimento das culturas deu-se devido às influências capitalistas no âmbito rural, que o afetou no modo de vida no campo, porém, tais povos e populações estratégias de resistência e recriação de sua cultua, de modo a assegurar sua reprodução sociocultural. À vista disso, o presente trabalho tem como objetivo compreender a luz da Geografia como a cultura do artesanato é um elemento de reprodução social da comunidade Serra das Viúvas, Sertão alagoano, diante das influências das relações capitalistas no patrimônio biocultural dos povos tradicionais quilombolas. Para a realização da pesquisa, foi utilizado o método do Materialismo Histórico-Dialético, proporcionando uma investigação da realidade, compreendendo as contradições referentes ao processo histórico da sociedade. Assim, foi desenvolvido essa pesquisa por meio da abordagem qualitativa-quantitativa, sendo realizadas levantamento bibliográfico e coleta de dados em campo, por meio de entrevistas semiestruturadas com representantes da comunidade. O artesanato produzido no território Quilombola Serra das Viúvas, localizado em Água Branca, Sertão de Alagoas, é um elemento de memória e identidade da comunidade, além de alternativa econômica, no que se refere a renda extra das famílias artesãs. Tal artesanato, fruto da matéria-prima da palha e cipó, se fundamenta como um patrimônio biocultural, pois, para além de ser um componente cultural imaterial pelos saberes e tradição atrelados a tal prática, outrossim é resultado da retirada da matéria-prima da biodiversidade de sua comunidade, assim, vinculado ao aspecto tanto cultural como biológico dos povos e comunidades tradicionais. Nesse aspecto, constatamos que a reprodução e proteção do  Patrimônio Biocultural na comunidade Serra das Viúvas ocorre sobretudo através das mulheres artesãs, organizadas pela associação da comunidade, que contribuem na manutenção dos saberes tradicionais de seu povo, valorizando crenças e práticas dessas populações, nesse sentido, a proteção dessa cultura se culmina na  expressão de sua identidade, bem como evidencia  como o reconhecimento desse artesanato tem valor de legitimidade de sua cultura, para além de ser um alternativa de renda para a comunidade.  


MEMBROS DA BANCA:
Presidente - 1468006 - AVELAR ARAUJO SANTOS JUNIOR
Interno(a) - 1791144 - MARIA FRANCINEILA PINHEIRO DOS SANTOS
Externo(a) ao Programa - 1417874 - SUANA MEDEIROS SILVA
Notícia cadastrada em: 21/07/2023 13:33
SIGAA | NTI - Núcleo de Tecnologia da Informação - (82) 3214-1015 | Copyright © 2006-2024 - UFAL - sig-app-1.srv1inst1 22/02/2024 04:43