Banca de DEFESA: DAVID JOSEPH FERREIRA TENÓRIO DE ALMEIDA



Uma banca de DEFESA DE MESTRADO foi cadastrada pelo programa.

DISCENTE: DAVID JOSEPH FERREIRA TENÓRIO DE ALMEIDA
DATA: 25/07/2019
HORA: 13:30
LOCAL: UNIDADE EDUCACIONAL DE VIÇOSA
TÍTULO:

CULICIDOFAUNA EM DUAS ÁREAS ENDÊMICAS PARA Dirofilaria immitis (Leidy, 1856) EM ALAGOAS, BRASIL


RESUMO:

Os mosquitos (Diptera: Culicidae) estão distribuídos em todo o mundo no total de 3.565 espécies, e devido aos hábitos hematófagos das fêmeas, os culicídeos são, indiretamente, os maiores responsáveis por morbidade e mortalidade no mundo. Os estudos acerca destes artrópodes em Alagoas ainda são escassos, o que evidencia a necessidade do conhecimento sobre a fauna destes insetos devido à sua importância para a saúde pública. Portanto, a pesquisa teve como objetivo avaliar a ocorrência de diferentes espécies de mosquitos em duas áreas endêmicas para Dirofilaria immitis em Alagoas, nos municípios de Maceió e Jequiá da Praia, bem como identificá-las e quantificá-las, além de observar a distribuição das espécies encontradas. As coletas foram realizadas em dois domicílios onde havia cães positivos para D. immitis; uma em Jequiá da Praia – AL entre os meses de maio de 2018 e abril de 2019, e outra em Maceió – AL, entre julho de 2018 e junho de 2019; ambas mensalmente, durante três dias consecutivos, entre às 17h e às 5h, utilizando seis armadilhas do tipo CDC-luminosa. As amostras foram levadas para o setor de entomologia do Laboratório Central de Alagoas onde foram identificadas sob um estereoscópio seguindo as chaves dicotômicas de Consoli; Lourenço-de-Oliveira (1996) e Forattini (2002). Na análise estatística foi realizado o teste de correlação de Person (espécie X precipitação). Dos 7.383 espécimes coletados, 46,06% (3401/7383) eram fêmeas das espécies: Anopheles (Nyssorhynchus) aquasalis (Curry, 1932), Coquillettidia (Rhynchotaenia) nigricans (Coquillett, 1904), Culex (Culex) quinquefasciatus (Say, 1823), Culex (Melanoconion) spissipes (Theobald, 1903), Culex (Melanoconion) sp., Mansonia (Mansonia) pseudotitillans (Theobald, 1901), Ochlerotatus (Ochlerotatus) scapularis (Rondani, 1848), Ochlerotatus (Culicelsa) taeniorhynchus (Wiedemann, 1821), Stegomyia (Stegomyia) aegypti (Linnaeus, 1762), Uranotaenia (Uranotaenia) lowii (Theobald, 1901) e Culex (Phenacomyia) corniger (Theobald, 1903), essa última, nunca antes registrada no estado. Foi observado correlação positiva (t = 2,725; p = 0,009) entre Culex quinquefasciatus e precipitação pluviométrica, sendo essa a espécie mais abundante do estudo. Como Cx. quinquefasciatus está envolvido na transmissão de arboviroses e filarídeos causadores de doenças no Brasil, devem ser elaboradas políticas de vigilância entomológica a fim de diminuir a transmissão de zoonoses.


PALAVRAS-CHAVE:

Entomologia; Epidemiologia; Zoonoses; Saúde Pública.


PÁGINAS: 45
GRANDE ÁREA: Ciências Agrárias
ÁREA: Medicina Veterinária

MEMBROS DA BANCA:
Externo(a) ao Programa - 2210612 - CLAUDIA MARIA LINS CALHEIROS
Externo(a) à Instituição - GILCIA APARECIDA DE CARVALHO - UFRPE
Presidente - 1640530 - WAGNNER JOSE NASCIMENTO PORTO
Notícia cadastrada em: 12/07/2019 09:48
SIGAA | NTI - Núcleo de Tecnologia da Informação - (82) 3214-1015 | Copyright © 2006-2022 - UFAL - sig-app-2.srv2inst1 17/08/2022 10:44