Banca de DEFESA: LUCAS SANTANA DA FONSECA



Uma banca de DEFESA DE MESTRADO foi cadastrada pelo programa.

DISCENTE: LUCAS SANTANA DA FONSECA
DATA: 29/01/2021
HORA: 09:00
LOCAL: Plataforma online (Google Meet)
TÍTULO:

Sanidade de jumentos nordestinos submetidos ao extrativismo para exportação de peles


RESUMO:

Os asininos apresentam características anatômicas e fisiológicas peculiares à espécie, permitindo que fossem inseridos na América do Sul para utilidade de tração, por possuírem alta adaptalidade aos fatores ambientais, facilidade de locomoção em terrenos irregulares e eficiência reprodutiva em ambientes semiáridos. Com o advento da mecanização do transporte e da produção agrícola, os asininos tiveram importância diminuída, levando à marginalização da espécie, exteriorizada pelo abandono de milhares de animais em estradas e rodovias, causando acidentes de trânsito e constituindo significativo reservatório de doenças infectocontagiosas, como Anemia Infecciosa Equina (AIE), Mormo e algumas arboviroses. A partir desse cenário de vulnerabilidade em que se encontravam, estes animais passaram a ser visados pela indústria chinesa que os recolhem e abatem para o comércio de carne e pele, no intuito da comercialização de uma especiaria chamada ejiao. Cerca de 800 jumentos confinados em uma área utilizada como entreposto de recebimento e encaminhamento para abate foram abandonados em Canudos-BA. Após denúncias de maus tratos a sociedade civil atuou para salvar os animais. Foi constituída uma força tarefa que planejou ações e atividades veterinárias e zootécnicas atuando diariamente no manejo sanitário, na alimentação, e nos cuidados clínicos na assistência aos jumentos abandonados. Foram diagnosticados casos positivos de mormo, anemia infecciosa equina, herpesvírus equino e babesiose equina. Este capítulo contextualiza o extrativismo dos jumentos do nordeste do Brasil para o mercado internacional de pele, focando em ocorrências recentes e nos aspectos sanitários. O objetivo desta comunicação foi relatar para a comunidade científica as intervenções nas áreas de saúde e bem-estar animal no episódio dos jumentos nordestinos vítimas do comércio internacional. É fundamental mudar a abordagem em relação ao manejo de jumentos no Brasil, e apelar para a necessidade de identificar maneiras éticas e sustentáveis de incorporar os jumentos no Brasil do século 21.


PALAVRAS-CHAVE:

 

Vulnerabilidade, Comércio Internacional, Bem- Estar Animal, Ejiao, Bem-Estar Único.


PÁGINAS: 78
GRANDE ÁREA: Ciências Agrárias
ÁREA: Medicina Veterinária

MEMBROS DA BANCA:
Externo(a) à Instituição - CHIARA ALBANO DE ARAÚJO OLIVEIRA - UFBA
Presidente - 1670912 - PIERRE BARNABE ESCODRO
Interno(a) - 1482631 - TOBYAS MAIA DE ALBUQUERQUE MARIZ
Notícia cadastrada em: 19/01/2021 16:10
SIGAA | NTI - Núcleo de Tecnologia da Informação - (82) 3214-1015 | Copyright © 2006-2022 - UFAL - sig-app-2.srv2inst1 17/08/2022 11:30