Dissertações/Teses

Clique aqui para acessar os arquivos diretamente da Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da UFAL

2022
Dissertações
1
  • MARCUS VINICIUS SARMENTO DE SOUZA
  • EFEITOS DA CRIMINALIDADE NO CRESCIMENTO DA RENDA AGREGADA: EVIDÊNCIAS EMPÍRICAS PARA O BRASIL ENTRE 1995 E 2014

  • Orientador : ANDERSON MOREIRA ARISTIDES DOS SANTOS
  • MEMBROS DA BANCA :
  • ANDERSON MOREIRA ARISTIDES DOS SANTOS
  • KEULER HISSA TEIXEIRA
  • MARCO ANTONIO JORGE
  • Data: 13/06/2022

  • Mostrar Resumo
  • Esse trabalho tem como finalidade estimar os efeitos do crime sobre o crescimento econômico e traz como contribuição uma abordagem da economia do crime e seu impacto na atividade econômica. Para tanto, emprega uma abordagem Pooled Mean Group para estimar os efeitos que o crime e um conjunto de variáveis econômicas tem no crescimento econômico brasileiro. O estudo de caso compreende o período de 1995 até 2014. Um teste de causalidade é utilizado para estabelecer interrelações temporais. As evidências empíricas mostram que o crime tem um efeito negativo e significativo sobre o crescimento. Analisamos também as regiões e Nordeste e Centro-Sul também tem efeitos negativos do crime sobre o crescimento. O cenário nacional apresenta uma redução de 0,0608% e 0,0624% para homicídios totais e homicídios entre jovens, respectivamente e a região Nordeste é a que apresenta o maior efeito -0,3256%. Além disso, fizemos um teste de causalidade e encontramos precedência temporal do crime sobre o crescimento econômico.


  • Mostrar Abstract
  • This work aims to estimate the effects of crime on economic growth and brings as a contribution an approach to the economics of crime and its impact on economic activity. To do so, it uses a Pooled Mean Group approach to estimate the effects that crime and a set of economic variables have on Brazilian economic growth. The case study covers the period from 1995 to 2014. A causality test is used to establish temporal interrelationships. Empirical evidence shows that crime has a significant negative effect on growth. We also analyzed the regions and Northeast and Center-South also have negative effects of crime on growth. The national scenario shows a reduction of 0.0608% and 0.0624% for total homicides and homicides among young people, respectively, and the Northeast region has the greatest effect -0.3256%. In addition, we did a causality test and found temporal precedence of crime over economic growth.

2021
Dissertações
1
  • MOISES DOS SANTOS ROCHA
  • Efeitos de Indicadores Socioeconômicos Sobre a Qualidade de Instituições Políticas Participativas: um estudo utilizando um painel de países no período de 1960 a 2018

  • Orientador : ANA MARIA RITA MILANI
  • MEMBROS DA BANCA :
  • ANA MARIA RITA MILANI
  • KEULER HISSA TEIXEIRA
  • ANDERSON MOREIRA ARISTIDES DOS SANTOS
  • KLEBSON HUMBERTO DE LUCENA MOURA
  • Data: 01/02/2021

  • Mostrar Resumo
  • A teoria de democratização por redistribuição proposta por Acemoglu e Robinson (2000, 2001, 2006) prever que a probabilidade de instabilidade de regimes políticos é maior em períodos associados a maior desigualdade, esta hipótese possui um caráter critico a literatura que defende uma relação positiva entre a renda per capita e a probabilidade de democratização, em destaque, Lipset (1959) e sua teria da modernização. Nesta dissertação, focamos nas discussões de Acemoglu e Robinson (2000, 2001, 2006), que possui uma relação próxima com a teoria institucional de North (1994), e temos como objetivo geral analisar a relação entre a desigualdade socioeconômicas e a qualidade das instituições participativas, e objetivos específicos: (i) analisar a teoria de democratização por redistribuição visando o papel da desigualdade em sua dinâmica; e (ii) verificar empiricamente os efeitos de medidas socioeconômicas na qualidade de instituições políticas participativas. O principal método econométrico utilizado é o system generalized method of moments (ARELLANO; BOVER, 1995 e BLUNDELL; BOND, 1998) em uma amostra de 160 países no período de 1960 a 2018. Destacamos como principal resultado que a taxa de mortalidade infantil, utilizada como proxy de saúde, apresentou efeito negativo e significativo sobre a qualidade das instituições participativas na maioria das estimações, mesmo em testes de robustez, o que pode indicar que desigualdades e inequidades amplas, como sugerem Sen (1999) e Deaton (2002, 2003), percebidas pelos cidadãos podem contribuir para a consolidação e qualidade dos regimes democráticos.

     


  • Mostrar Abstract
  • The theory of democratization by redistribution proposed by Acemoglu and Robinson (2000, 2001, 2006) predicts that the probability of instability of political regimes is greater in periods associated with greater inequality, this hypothesis is critical to the literature that defends a positive relationship between the per capita income and the probability of democratization, highlighted, Lipset (1959) and its modernization trend. In this dissertation, we focus on the discussions of Acemoglu and Robinson (2000, 2001, 2006), which has a close relationship with North's institutional theory (1994), and we have as a general objective to analyze the relationship between socioeconomic inequality and quality of participatory political institutions, and specific objectives: (i) to analyze the theory of democratization by redistribution, aiming at the role of inequality in its dynamics; and (ii) empirically verify the effects of socioeconomic measures on the quality of participatory political institutions. The main econometric method used is the system generalized method of moments (ARELLANO; BOVER, 1995 and BLUNDELL; BOND, 1998) in a sample of 160 countries from 1960 to 2018. We highlight as the main result that the infant mortality rate, used as a health proxy, it had a negative and significant effect on the quality of participatory political institutions in most estimates, even in robustness tests, and in particular, in a subsample of countries with political regime instability, which may indicate that wide inequalities and inequalities, as suggested by Sen (1999) and Deaton (2002, 2003), perceived by citizens can contribute to the consolidation and qualities of democratic regimes.

2
  • JEFFERSON DOGLAS DA SILVA PEREIRA
  • DIFERENCIAIS SALARIAIS NO BRASIL: A IMPORTÂNCIA DAS ECONOMIAS DE AGLOMERAÇÃO E DO SORTING ESPACIAL DOS TRABALHADORES E FIRMAS

  • Orientador : KEULER HISSA TEIXEIRA
  • MEMBROS DA BANCA :
  • ADELSON SANTOS DA SILVA
  • ANDERSON MOREIRA ARISTIDES DOS SANTOS
  • KEULER HISSA TEIXEIRA
  • RAUL DA MOTA SILVEIRA NETO
  • Data: 17/02/2021

  • Mostrar Resumo
  • A interação espacial entre os agentes econômicos no mercado de trabalho brasileiro pode resultar em aumentos de produtividade tanto das firmas quanto dos trabalhadores, elevando seus rendimentos. Dada a maior disponibilidade de micro dados pareados trabalhadores-firmas, como é o caso dos dados aqui utilizados, oriundos da RAIS (2010-2018), é possível avançar no controle das heterogeneidades não observadas tanto dos trabalhadores quanto das firmas. É consenso na literatura que o sorting espacial tanto dos trabalhadores quanto das firmas é uma importante fonte de explicação para os diferenciais salariais. O objetivo deste estudo é mensurar os efeitos das economias de aglomeração sobre os salários individuais no mercado de trabalho formal brasileiro no período de 2010 a 2018, considerando os efeitos do sorting espacial dos trabalhadores, das firmas e do match trabalhador-firma sobre os salários. Neste sentido, esta dissertação busca controlar essas fontes de possíveis vieses na estimação dos efeitos das economias de aglomeração sobre os salários. Além disso, busca-se controlar o viés decorrente do match trabalhador-firma nas áreas de mercado de trabalho local. Tendo em vista as grandes disparidades regionais no Brasil, este trabalho busca analisar também como os efeitos das economias de aglomeração sobre os salários se comporta entre as regiões e os diferentes tamanhos das áreas de mercado de trabalho local, fornecendo assim evidências que podem auxiliar no planejamento estratégico de políticas públicas voltadas para o mercado de trabalho. A partir de uma estrutura de dados em painel que acompanha o trabalhador ao longo do período que vai de 2010 a 2018, o estudo utiliza modelos de dados em painel que permitem estimações por múltiplos efeitos fixos. Ademais, o estudo utiliza o método de estimação por variáveis instrumentais para controlar a possível endogeneidade entre a densidade do emprego e os salários. Os resultados encontrados no modelo principal deste estudo apontam para um efeito líquido das economias sobre os salários na ordem de 1,69%. Ademais, os resultados fornecem evidências inéditas do impacto das economias de aglomeração na determinação salarial de cada uma das regiões brasileiras e de cada tamanho das áreas de mercado de trabalho local. De modo geral, os resultados encontrados nesta dissertação apontam para relevância do sorting espacial dos trabalhadores e firmas e do match trabalhador-firma na determinação dos salários das áreas de mercado de trabalho local do Brasil.


  • Mostrar Abstract
  • The spatial interaction between economic agents in the Brazilian labor market can result in increases in productivity for both firms and workers, increasing their revenues. Given the greater availability of paired worker-firm microdata, as the data used in this study, extracted from the RAIS (2010-2018), it is possible to advance in the control of unobserved heterogeneities of both workers and firms. There is a consensus in the literature that the spatial sorting of workers and firms is an important source of explanation for wage differentials. The objective of this study is to measure the effects of agglomeration economies on individual wages in the formal Brazilian labor market from 2010 to 2018, controlling the effects of the spatial sorting of workers and firms, and the match worker-firm on wages. In this sense, this dissertation aims to control these possible sources of bias in estimating agglomeration effects on wages. In addition, this dissertation seeks to control the bias resulting from the match worker-firm in the local labor market areas. In view of the great regional disparities in Brazil, this study also aims to analyze how the effects of agglomeration economies on wages behave among Brazilian regions and among different sizes of Labor Market Areas (LMA), thus providing evidence that can assist in the strategic planning of public policies directed to the labor market. Based on a panel data structure that follows the worker over the period from 2010 to 2018, this study uses panel data models that allow estimates for multiple fixed effects. Besides, this study used the method of estimation by instrumental variables to control the possible endogeneity between employment density and wages. The results found in the main model of this study point to a net effect of agglomeration economies on wages of around 1.69%. In addition, the results provide unprecedented evidence of the impact of agglomeration economies in the wages determination wages in each of the Brazilian regions and in each size of the local labor market areas. In general, the results found in this dissertation point to the relevance of the spatial sorting of workers and firms and of the match worker-firm in determining LMA wages in Brazil.

3
  • JAILSON RODRIGUES
  • EFEITO DA PRODUTIVIDADE TOTAL DOS FATORES SOBRE O CRESCIMENTO E SEUS DETERMINANTES: EVIDÊNCIAS PARA PAÍSES DE RENDA MÉDIA

  • Orientador : ANDERSON MOREIRA ARISTIDES DOS SANTOS
  • MEMBROS DA BANCA :
  • GABRIELITO RAUTER MENEZES
  • ANDERSON MOREIRA ARISTIDES DOS SANTOS
  • CAMILA DO CARMO HERMIDA
  • Data: 01/03/2021

  • Mostrar Resumo
  • Este trabalho tem dois objetivos principais. Primeiro, pretende-se analisar o papel da Produtividade Total dos Fatores (PTF) no crescimento econômico, olhando para um caso particular de país de renda média, o Brasil, ao longo de mais de 50 anos, a partir da aplicação da técnica de decomposição do crescimento. Os resultados são consistentes com a ampla literatura, sugerindo que a PTF brasileira caminha para fechar quatro décadas de estagnação. Neste caso, a contribuição ocorre no sentido de trazer uma atualização das estimativas da PTF, explorando três especificações da função de produção: sem capital humano, com capital humano e considerando as variáveis em termos de horas trabalhadas. Em segundo lugar, pretende-se analisar o impacto de fatores macroeconômicos, transferência de tecnologia e fatores institucionais sobre a PTF para uma amostra de 54 países de renda média. Para tanto, optou-se pelo System GMM (ARELLANO; BOVER,1995; BLUNDELL; BOND, 1998) como método de estimação, tendo em vista controlar o problema de endogeneidade. Encontra-se evidências de que a inflação afeta negativamente a PTF e que economias mais abertas possuem maiores níveis de PTF. Do ponto de vista de fatores institucionais, a qualidade regulatória foi o único fator que contribuiu para aumentar a produtividade agregada. A principal contribuição dessa parte é direcionar a análise dos determinantes da produtividade agregada para países de renda média, inclusive esses resultados podem fornecer pistas sobre potenciais reformas e políticas que possibilitem maiores ganhos de eficiência produtiva.


  • Mostrar Abstract
  • This work has two main objectives. First, we intend to analyze the role of Total Factor Productivity (PTF) in economic growth, looking at a particular case of a middle-income country, Brazil, over more than 50 years, from the application of the decomposition technique growth. The results are consistent with the extensive literature, suggesting that Brazilian PTF is heading towards closing four decades of stagnation. In this case, the contribution occurs in order to bring an update of the PTF estimates, exploring three specifications of the production function: without human capital, with human capital and considering the variables in terms of hours worked. Second, the intention is to analyze the impact of macroeconomic factors, technology transfer and institutional factors on TFP for a sample of 54 middle-income countries. To this end, we opted forSystem GMM (ARELLANO; BOVER, 1995; BLUNDELL; BOND, 1998) as an estimation method, in order to control the endogeneity problem. There is evidence that inflation negatively affects TFP and that more open economies have higher levels of TFP. From the point of view of institutional factors, regulatory quality was the only factor that contributed to increase aggregate productivity. The main contribution of this part is to direct the analysis of the determinants of aggregate productivity to middle-income countries, including these results may provide clues about potential reforms and policies that allow greater gains in productive efficiency.

4
  • ANDRIANO NAZARÉ CORDEIRO
  • CADEIAS GLOBAIS DE VALOR E CRESCIMENTO ECONÔMICO: DADOS EM PAINEL DE 1996 A 2015

  • Orientador : CAMILA DO CARMO HERMIDA
  • MEMBROS DA BANCA :
  • ANDERSON MOREIRA ARISTIDES DOS SANTOS
  • CAMILA DO CARMO HERMIDA
  • CLÉSIO LOURENÇO XAVIER
  • Data: 09/04/2021

  • Mostrar Resumo
  • Uma nova forma de produzir e de comercializar internacionalmente começa a ocorrer desde o final do século XX com a intensificação da globalização, caracterizada pelas Cadeias Globais de Valor (CGVs), que por sua vez acirrou a competição internacional entre os países, tornando as relações gradualmente mais complexas. O objetivo desta dissertação é avaliar o impacto da participação nas CGVs sobre o crescimento econômico, considerando uma amostra de 63 países, incluindo economias desenvolvidas e em desenvolvimento para o período de 1996 a 2015.  Para atender ao objetivo geral utiliza-se a metodologia econométrica de dados em painel nas suas formas estáticas, pooled OLS, efeitos fixos e aleatórios e pela forma dinâmica com estimação Difference GMM e System GMM. A principal contribuição desse trabalho à literatura é estimar um modelo de dados em painel estático e dinâmico para esse período, utilizando duas matrizes globais de insumo-produto – a Trade in Value Added (2016 e 2018), disponibilizadas pela OMC/OCDE. Primeiramente, em relação a análise descritiva dos indicadores, constatou-se que em média as economias estão cada vez mais se integrando em CGVs, com taxas de crescimento positivas do índice gvcpart praticamente ao longo de todo o período. Segundamente, os resultados econométricos apontam que a participação nas CGVs só é relevante para o crescimento dos países quando eles participam efetivamente da geração de valor adicionado. Portanto, não basta só participar das CGVs, é cada vez mais importante participar como exportador de intermediários e não só como um mero montador a partir de importação de conteúdo estrangeiro. E por último, confirma-se a hipótese secundária do trabalho em relação a importância do posicionamento para frente em CGVs associadas ao conteúdo tecnológico dos setores, pois, países especializados em atividades a montante em setores de alta tecnologia tendem a obter mais benefícios em termo de crescimento econômico do que países localizados a montante em setores primários e de baixa tecnologia.


  • Mostrar Abstract
  • A new way of producing and internationally selling starts since the end of the 20th century with the intensification of globalization, characterized by Global Value Chains (CGVs), which in turn intensified international competition between countries, making gradually more complex relations. The aim of this dissertation is to evaluate the impact of participation in GVCs on economic growth, considering a sample of 63 countries, including developed and developing economies for the period from 1996 to 2015. To meet the general aim, we use an econometric methodology of panel data in its static forms, pooled OLS, fixed and random effects and by the dynamic form with Difference GMM and System GMM evaluation. The main contribution of the work to the literature is to estimate a data model in a static and dynamic panel for this period, using two global input-product matrices - the Trade in Value Added (2016 and 2018), from WTO/OECD. First, in relation to a descriptive analysis of the indicators, we found that on average, economies are increasingly integrating into GVCs, with growth rates of the gvcpart index practically throughout the period. Secondly, the econometric results show that participation in CGVs is only relevant for the economic growth when the countries participate in the generation of value added. Therefore, it is not enough just to participate in CGVs, it is increasingly important to participate as an exporter of intermediaries and not only as a mere assembler from the import of foreign content. Ultimately, we the secondary hypothesis of the work in relation to the importance of forward positioning in GVCs associated with the technological content of the sectors: as countries specialized in upstream activities in high technology, they tend to obtain more benefits in terms of economic growth than countries located upstream in primary and low-tech sectors.

2020
Dissertações
1
  • MOISÉS VINÍCIUS CARDOSO DOS SANTOS ORDÔNIO
  • BRASIL E CHINA NO MUNDO 4.0: UMA VISÃO A PARTIR DA TEORIA DA COMPLEXIDADE

     

  • Orientador : REYNALDO RUBEM FERREIRA JUNIOR
  • MEMBROS DA BANCA :
  • ARAKEN ALVES DE LIMA
  • FRANCISCO JOSE PEIXOTO ROSARIO
  • REYNALDO RUBEM FERREIRA JUNIOR
  • Data: 22/07/2020

  • Mostrar Resumo
  • Sempre se discutiu a importância do setor industrial para o desenvolvimento econômico. A teoria da complexidade fornece boas explicações da relevância do setor industrial para a melhoria dos indicies econômicos e socias dos países. Nesse sentido, ter um setor industrial forte e pujante é condição indispensável se o objetivo do país for o aumento da renda Per capita, redução das desigualdades socias, bem como, a melhoria da qualidade de vida de todo um povo. Entretanto, discutir indústria no momento atual é discutir também as transformações que estão acontecendo nesse setor, ou seja, é emergente discutir indústria 4.0, independentemente da concepção desta ser ou não uma revolução industrial. Portanto,  esse trabalho tem por objetivo problematizar a relação entre indústria  4.0 e geração de complexidade econômica, assim como, investigar as trajetórias seguidas  por Brasil e China em termos industrias, comparando por último os dois países, tanto em termos de dados disponíveis acerca dessa temática, quanto os respectivos programas de modernização industrial que ambos os países procuram implementar em suas economias.


  • Mostrar Abstract
  • Sempre se discutiu a importância do setor industrial para o desenvolvimento econômico. A teoria da complexidade fornece boas explicações da relevância do setor industrial para a melhoria dos indicies econômicos e socias dos países. Nesse sentido, ter um setor industrial forte e pujante é condição indispensável se o objetivo do país for o aumento da renda Per capita, redução das desigualdades socias, bem como, a melhoria da qualidade de vida de todo um povo. Entretanto, discutir indústria no momento atual é discutir também as transformações que estão acontecendo nesse setor, ou seja, é emergente discutir indústria 4.0, independentemente da concepção desta ser ou não uma revolução industrial. Portanto,  esse trabalho tem por objetivo problematizar a relação entre indústria  4.0 e geração de complexidade econômica, assim como, investigar as trajetórias seguidas  por Brasil e China em termos industrias, comparando por último os dois países, tanto em termos de dados disponíveis acerca dessa temática, quanto os respectivos programas de modernização industrial que ambos os países procuram implementar em suas economias.

2
  • MIRABEL SILVA DOS SANTOS
  • BRASIL: A ESTRATÉGIA DE DESENVOLVIMENTO EM INFRAESTRUTURA NO PERÍODO 2003-2014

  • Orientador : ANA MARIA RITA MILANI
  • MEMBROS DA BANCA :
  • ANA MARIA RITA MILANI
  • CID OLIVAL FEITOSA
  • MARLENE GRADE
  • Data: 28/07/2020

  • Mostrar Resumo
  • Este trabalho tem por objetivo principal discutir a importância dos investimentos em infraestrutura no impulso para o crescimento econômico interno do Brasil, no período compreendido entre 2003 e 2014. Vale ressaltar que o presente estudo focará sua atenção nos setores de transporte, recursos hídricos, saneamento, habitação e energia. A metodologia utilizada ao longo da pesquisa inclui uma investigação teórico-bibliográfica e qualitativa. Esta, por sua vez, envolve revisão bibliográfica, coleta de dados e índices e interpretação das informações levantadas. Este trabalho será dividido em três capítulos, nos quais pretende-se avaliar se os investimentos realizados pelo governo federal em infraestrutura obtiveram êxito e realmente impactaram o desenvolvimento do país. As considerações finais apresentarão os resultados das análises e informações coletadas. Observou-se, ao concluir este estudo, que as aplicações nos setores de infraestrutura aqui levados em consideração destacaram-se a partir da última década, criando um paradoxo interessante com o período que vai de 1980 a 2000, quando os investimentos eram quase nulos. Além disso, pode-se afirmar que, apesar de todos os pontos positivos dos programas governamentais no que concerne à infraestrutura, nenhum deles foi capaz de sanar em definitivo e por completo alguns dos maiores problemas do país, como a pobreza e a desigualdade social. O Brasil ainda precisa avançar em setores importante, como o de energia e de saneamento, e aproveitar a capacidade total de seus recursos. Esse objetivo, como essa pesquisa concluiu, só será alcançado a partir de aplicações significativas na infraestrutura, que tanto influencia na economia e na qualidade de vida dos brasileiros.


  • Mostrar Abstract
  • Este trabalho tem por objetivo principal discutir a importância dos investimentos em infraestrutura no impulso para o crescimento econômico interno do Brasil, no período compreendido entre 2003 e 2014. Vale ressaltar que o presente estudo focará sua atenção nos setores de transporte, recursos hídricos, saneamento, habitação e energia. A metodologia utilizada ao longo da pesquisa inclui uma investigação teórico-bibliográfica e qualitativa. Esta, por sua vez, envolve revisão bibliográfica, coleta de dados e índices e interpretação das informações levantadas. Este trabalho será dividido em três capítulos, nos quais pretende-se avaliar se os investimentos realizados pelo governo federal em infraestrutura obtiveram êxito e realmente impactaram o desenvolvimento do país. As considerações finais apresentarão os resultados das análises e informações coletadas. Observou-se, ao concluir este estudo, que as aplicações nos setores de infraestrutura aqui levados em consideração destacaram-se a partir da última década, criando um paradoxo interessante com o período que vai de 1980 a 2000, quando os investimentos eram quase nulos. Além disso, pode-se afirmar que, apesar de todos os pontos positivos dos programas governamentais no que concerne à infraestrutura, nenhum deles foi capaz de sanar em definitivo e por completo alguns dos maiores problemas do país, como a pobreza e a desigualdade social. O Brasil ainda precisa avançar em setores importante, como o de energia e de saneamento, e aproveitar a capacidade total de seus recursos. Esse objetivo, como essa pesquisa concluiu, só será alcançado a partir de aplicações significativas na infraestrutura, que tanto influencia na economia e na qualidade de vida dos brasileiros.

3
  • BÁRBARA RAYSSA DE LIMA SIQUEIRA
  • EFEITOS DA EDUCAÇÃO SOBRE A SAÚDE NA REGIÃO NORDESTE: EVIDÊNCIAS COM BASE EM UM PAINEL ESPACIAL

     

     

  • Orientador : ANDERSON MOREIRA ARISTIDES DOS SANTOS
  • MEMBROS DA BANCA :
  • ANDERSON MOREIRA ARISTIDES DOS SANTOS
  • CAMILA DO CARMO HERMIDA
  • PEDRO HENRIQUE SOARES LEIVAS
  • Data: 31/07/2020

  • Mostrar Resumo
  • Esse trabalho busca entender como se distribui o desenvolvimento socioeconômico sob uma perspectiva regional com indicadores de amplo uso, notadamente utilizando determinantes de saúde com foco na educação, destacando os possíveis efeitos espaciais decorrentes dessa distribuição. O objetivo principal dessa pesquisa é examinar o efeito da educação sobre a saúde no Nordeste do Brasil, com base nos dados do Altas do Desenvolvimento dos últimos três censos populacionais (1991, 2000 e 2010) por meio de um modelo de painel espacial dos dados municipais. Esta dissertação busca contribuir como base para futuros trabalhos, ao focar na análise da região Nordeste, através de um painel espacial. Os resultados mostram que a educação é significativa seja através de sua mensuração pela taxa de analfabetismo como pela expectativa de anos de estudo, resultado robusto obtido a partir da análise dos três indicadores de saúde: esperança de vida ao nascer, taxa de mortalidade infantil e taxa de mortalidade na infância.  O modelo de painel espacial, principalmente para a variável expectativa de anos de estudo sobre as taxas de mortalidade, apresenta um efeito de transbordamento significativo, confirmando a hipótese levantada nesse estudo. Desta forma, políticas educacionais são importantes, principalmente levando em consideração à questão regional e espacial, neste caso, essa possível integração pode ser importante na busca de desenhos e implementação de políticas públicas.


  • Mostrar Abstract
  • This work aims to understand how socioeconomic development is distributed from a regional perspective with widely used indicators, notably using health and education determinants, drawing attention to the possible spatial effects resulting from this distribution. The main objective of this research is to examine the effect of education on health in Northeastern Brazil by using a spatial panel model of municipal data based on data from Atlas do Disinvolvement from the last three population censuses (1991, 2000 and 2010). This dissertation aims to contribute as a basis for future works by focusing on the analysis of the Northeast region, through a spatial panel. The results show that education is significant both through its measurement of the illiteracy rate and also by the expectation of years of study, which is a robust result, obtained from the analysis of the three health indicators: life expectancy at birth, infant mortality rate, and rate of childhood mortality. The spatial panel model, mainly for the variable of expectation of years of study on mortality rates, has a significant spillover effect, confirming the hypothesis raised in this study. Thus, educational policies are important, especially taking into account the regional and spatial issues; in this case, this possible integration may be important in the search for designs and implementation of public policies.

4
  • JOSAFÁ DE FRANÇA VERÇOSA
  • Redescutindo o Desenvolvimento Econômico A Partir da Visão Novo Desenvolvimentista. em busca de um novo paradigma. 

  • Orientador : ANDRE MAIA GOMES LAGES
  • MEMBROS DA BANCA :
  • ANDRE MAIA GOMES LAGES
  • VERONICA NASCIMENTO BRITO ANTUNES
  • ELMER NASCIMENTO MATOS
  • Data: 14/08/2020

  • Mostrar Resumo
  • O desenvolvimento econômico é um assunto que tem travado vários debates à séculos por diferentes escolas do pensamento econômico. Desde os clássicos, como Adams Smith com a divisão do trabalho e a teoria da vantagem absoluta. David Ricardo, sofisticando, propões políticas da divisão internacioanal do trabalho e a teoria das vantagens comparativas. Os clássicos do desenvolvimento a exemplo de Rostow e Lews, cada um propondo políticas de desenvolvimento econômico para que os países conseguisse chegar ao desenvolvimento econômico. A discussão da escola cepalina com Raul Prebisch e Celso Furtado dentre outros, se contrapondo à teoria das vantagens comparativas, onde até então era preconcebido pelos clássicos que os países precisam apenas se especializar naqueles bens em que tinham vantagens compativas para se desenvolver. A CEPAL terceu vários discussões a esse respeito afirmando que os países periféricos não conseguiam se desenvolver poque tinham desvantagens nas transações como o comércio exterior. Foram apresentados vários modelos de crescimento econômico. Esses modelos tinham como base o lado da oferta e o longo prazo da economia. Pode – se citar como exemplo o modelo de Solow em que é desenvolvido em torno do conceito do capital, trabalho e do progresso técnico como ferramentas chaves do crescimento econômcio. Mais recentemente, surgiu uma nova abordagem do desenvolvimento econômico através das propostas da teoria novo desenvolimentista. Essa teoria, se define como nova porque vai de econtro às teorias de crescimento de cunho mais neoclássico, trazendo algumas ideias da escola estruturalista. Porém, segundo seus teóricos, ao ter como objeto de estudo os países de renda média. Não corrobora com a idéia de proteção à indústria infante, da inflação estrural e, sobretudo, ao fato de que os países precisam de poupança externa para se desenvolver. Para o novo desenvolvimentismo a variável estratégica para o desenvolvimento é uma taxa de câmbio competitivo no longo prazo. Diante disso, objetivou – se investigar se , de fato o a teoria novo desenvolvimentista representa um novo paradígma para o desenvolvimento econômico, ou seja, se suas propostas realmente representam algo novo. Além disso, verificar se suas propostas tem embasamento empírico, tendo como país de análise o Brasil. Foi desenvolvido neste trabalho uma breve análise da histórica do desenvolvimento econômico no primeiro momento, seguindo com uma demonstração de alguns modelos de crescimento econômico e parte do pensamento econômico clássico do desenvolvimento no segundo capítulo. Segue-se com uma exposição da teoria novo desenvolvimentista e alguns contrapontos a ela. Na quarta parte está inserida a metodologia do trabalho na qual se relizou através de análise bibliográfica e documental através da análise de dados empíricos. Na quinta parte traz os resultados nos que se confirmam algumas das principais ideias dessa teoria, como por exemplo que a taxa de câmbio se manteve muito apreciada no longo prazo. O que por sua vez causou perdas relevantes para a indústria brasileira. Dessa forma, se conclui-se que as principais propostas do novo desenvolvimentismo segue coerente no que diz respeito ás análise empíricas que se realizou neste trabalho. Porém, como está ainda está em processo de revisão empírica, a teoria ainda não representa uma quebra de paradígma.


  • Mostrar Abstract
  • This work seeks to make a brief analysis of some of the main theories of economic thought that are more focused on the focus of development and their respective models of economic growth and development. To this end, it asks whether it would be the most appropriate economic growth / development model. Therefore, having as main focus the new developmentalist web. And yet, we try to ask the following question: does the proposal of the new developmental theory, in fact, innovate in relation to the others? Therefore, the objective was to investigate whether, in fact, the new developmental theory represents a new paradigm for economic development, that is, whether its proposals really represent something new. In addition, check if your proposals have an empirical basis, with Brazil as the country of analysis. In this work, a brief analysis of the history of economic development was developed in the first moment, followed by a demonstration of some models of economic growth and part of the classical economic thought of development, in the second chapter. It follows with an exposition of the new developmental theory and some counterpoints to it. In the fourth part is inserted the methodology of the work in which it was performed through bibliographical and documentary analysis and through analysis of empirical data. In the fifth part it brings the results in which some of the main ideas of the new developmental theory are confirmed, as for example, that the exchange rate remained very appreciated in the long run. Which in turn caused significant losses for the Brazilian industry. In addition to demonstrating some of the main differences between the theoretical models under analysis. Thus, through a brief historical analysis it is demonstrated that it cannot be said that the new developmentalism does not represent a paradigm break. Thus, it is concluded that the main proposals of the new developmentalism remain coherent with regard to some of the empirical analyzes that were carried out in this work. However, as it is still in the process of empirical review, it does not yet represent a paradigm break.

5
  • SAMUEL SANTOS DE OLIVEIRA
  •  

    BRASIL E ESTADOS UNIDOS NAS CADEIAS GLOBAIS DE VALOR: UMA ANÁLISE DO PERÍODO 2005-2016


  • Orientador : CAMILA DO CARMO HERMIDA
  • MEMBROS DA BANCA :
  • CAMILA DO CARMO HERMIDA
  • ANDERSON MOREIRA ARISTIDES DOS SANTOS
  • CLÉSIO LOURENÇO XAVIER
  • Data: 21/08/2020

  • Mostrar Resumo
  • O objetivo da dissertação é realizar uma análise comparativa dos fluxos comerciais do Brasil e dos Estados Unidos à luz das Cadeias Globais de Valor (CGV) no período recente (2005-2016). A principal contribuição está, sobretudo, na metodologia de análise do comércio bilateral entre as duas economias, a qual utiliza além de dados brutos de comércio internacional, indicadores de valor adicionado provenientes da matriz de insumo-produto global Trade in Value Added (TiVA), que torna-se mais adequada no contexto da fragmentação internacional da produção. Os principais resultados reforçam no período recente o padrão de comércio internacional historicamente estabelecido para o Brasil e os Estados Unidos, pautados, respectivamente, por uma maior presença de primários e manufaturados em suas pautas de exportações e por, respectivamente, uma tendência de concentração versus diversificação da pauta. Os dois países demonstraram um perfil de participação similar nas CGV – ambos apresentam um posicionamento mais a montante, com maior participação para frente do que para trás em todo o período analisado. Entretanto, a nível setorial revelamos que os setores responsáveis por essas maiores participações para frente não são os mesmos, diferenciados justamente pelo perfil tecnológico dos dois países nas CGV. A análise do comércio bilateral entre os países evidenciou uma perda de relevância do papel dos EUA não só como destino das exportações brasileiras, mas também como origem de suas importações. No âmbito das CGV, verificamos que o Brasil é mais dependente de valor adicionado advindo dos Estados Unidos para se estabelecer nas CGV do que o inverso. Ademais, a relação bilateral Brasil-EUA à luz da globalização produtiva não tem permitido uma maior aproximação entre essas economias, de modo que o comércio entre eles está mais pautado nos moldes tradicionais (bens finais) do que pelas CGV. Por fim, destacou-se o crescimento da importância da indústria de Equipamentos de transporte no comércio bilateral entre os países no âmbito das CGV.


  • Mostrar Abstract
  • The aim of the dissertation is to analyze comparatively the trade flows of Brazil and the United States in the light of the Global Value Chains (GVC) in the recent period (2005-2016). The main contribution is mainly in the methodology of the bilateral trade analysis between the countries, which includes, in addition to international raw trade data, value added indicators from the global input-output matrix Trade of Value Added (TiVA), which becomes more appropriate in the context of the international fragmentation of production. The main results reinforce in the recent period the international trade pattern established for Brazil and the United States, respectively, due to a greater presence of primary and manufactured products in their export baskets and due to, respectively, a trend of concentration versus diversification of the basket. The two countries showed a similar participation profile in GVC - both exhibited an upstream positioning, with greater forward participation than backward throughout the period analyzed. However, sectorally it reveals that the sectors involved by these larger upstream holdings are not the same, they are differentiated by the technological profile of the two countries at GVC. An analysis of bilateral trade between them showed a loss of relevance to the role of the USA, not only as a destination for Brazilian exports, but also as a source of imports. Within the scope of the GVC, we verify that Brazil are more dependent on the value added from the United States to participate in the GVC that they are inverse. In addition, a bilateral Brazil-US relationship in the light of productive globalization that does not allow a higher approximation between these economies, so that the trade between them is more based on traditional molds (final goods) than on CGV. Finally, the growth of the importance of the Transport Equipment industry in bilateral trade between countries within the scope of CGV was highlighted.

6
  • LEANDRO DE ANDRADE CARVALHO
  • Análise do processo de construção e desconstrução das garantias laborais do Brasil: do modelo protetivo dos anos 1930 até a reforma trabalhista de 2017

  • Orientador : CID OLIVAL FEITOSA
  • MEMBROS DA BANCA :
  • ANA MARIA RITA MILANI
  • CID OLIVAL FEITOSA
  • FLAVIO LUIZ DA COSTA
  • RICARDO OLIVEIRA LACERDA DE MELO
  • Data: 30/10/2020

  • Mostrar Resumo
  • Garantias laborais são indissociáveis das políticas de desenvolvimento. Se os anos 1930 marcam o início da industrialização e a formação do mercado consumidor interno no Brasil, todo o arcabouço de valorização do trabalho construído no período reflete o modelo que perdurou por cinquenta anos. Com o seu esgotamento, flexibilização e precarização do trabalho serão introduzidas, a partir dos anos 1990, como resposta neoliberal de retirada do Estado da economia e das relações entre patrões e empregados. Essas políticas serão abrandadas durante os quinze primeiros anos do século XXI que não se configuram como ponto de inflexão, mas pontuam vitórias simbólicas para os trabalhadores. O período antecede nova retomada conservadora, ainda mais voraz em direitos trabalhistas, que culminou na reforma trabalhista de 2017. Diante deste quadro, o presente trabalho tem como objetivo analisar as principais transformações no mundo do trabalhoentre o período de 1930 a 2017. Para isso, será feita uma ampla revisão da literatura e utilização de dados secundários sobre o mercado de trabalho brasileiro, no período citado, bem como uma análise das principais mudanças na legislação trabalhista brasileria e como isto impacta no desenvolvimento econômico do país. Ao final, espera-se comprovar nossa hipótese de que a reforma trabalhista de 2017 faz um resgate das políticas implementadas nos anos 1990, com prejuízos ainda maiores para a classe trabalhadora.


  • Mostrar Abstract
  • Garantias laborais são indissociáveis das políticas de desenvolvimento. Se os anos 1930 marcam o início da industrialização e a formação do mercado consumidor interno no Brasil, todo o arcabouço de valorização do trabalho construído no período reflete o modelo que perdurou por cinquenta anos. Com o seu esgotamento, flexibilização e precarização do trabalho serão introduzidas, a partir dos anos 1990, como resposta neoliberal de retirada do Estado da economia e das relações entre patrões e empregados. Essas políticas serão abrandadas durante os quinze primeiros anos do século XXI que não se configuram como ponto de inflexão, mas pontuam vitórias simbólicas para os trabalhadores. O período antecede nova retomada conservadora, ainda mais voraz em direitos trabalhistas, que culminou na reforma trabalhista de 2017. Diante deste quadro, o presente trabalho tem como objetivo analisar as principais transformações no mundo do trabalhoentre o período de 1930 a 2017. Para isso, será feita uma ampla revisão da literatura e utilização de dados secundários sobre o mercado de trabalho brasileiro, no período citado, bem como uma análise das principais mudanças na legislação trabalhista brasileria e como isto impacta no desenvolvimento econômico do país. Ao final, espera-se comprovar nossa hipótese de que a reforma trabalhista de 2017 faz um resgate das políticas implementadas nos anos 1990, com prejuízos ainda maiores para a classe trabalhadora.

SIGAA | NTI - Núcleo de Tecnologia da Informação - (82) 3214-1015 | Copyright © 2006-2022 - UFAL - sig-app-1.srv1inst1 02/07/2022 08:09